fbpx
21.2 C
Conselheiro Lafaiete
terça-feira, 29 setembro 2020
Início Economia Renda Brasil: 21 milhões de famílias vão receber benefício R$ 300

Renda Brasil: 21 milhões de famílias vão receber benefício R$ 300

A equipe econômica do governo está trabalhando arduamente na criação do novo programa social do governo o Renda Brasil, programa esse que será o substituto do atual Bolsa Família. O Renda Brasil é uma das apostas do governo de Bolsonaro na área social, a ideia é que o programa entre em vigor no inicio de 2021 logo após o fim do auxílio emergencial.

De acordo com informações o presidente não quer um distanciamento entre o auxílio emergencial e o Renda Brasil, até porque o auxílio acabou aumentando muito a popularidade do presidente. Logo a ideia é substituir o auxílio emergencial com a liberação do novo programa social.

Entretanto para que isso possa acontecer a tempo, o ministro, Paulo Guedes precisará enviar a proposta ao Congresso Nacional já nas próximas semanas. E de acordo com informações o programa deverá atender 21 milhões de famílias brasileiras.

O novo modelo contemplará os beneficiários do Bolsa Família que somam-se 14 milhões e entre 6 a 7 milhões de famílias que atualmente recebem o auxílio emergencial. Atualmente o auxílio de R$ 600 atende 65 milhões de pessoas.

Valores

Atualmente o valor pago em média pelo Bolsa Família é de R$ 190, a proposta no entanto do Renda Brasil é conseguir pagar um valor maior, em torno dos R$ 300. Com esse aumento no valor do benefício os gastos do governo nesse campo praticamente vão dobrar. O que gira em torno atualmente de R$ 30 bilhões ao ano com o atual Bolsa Família, deverá chegar próximo aos R$ 60 bilhões com o Renda Brasil.

Será necessário encontrar dinheiro e teto para estes gastos. Exatamente por isso, Paulo Guedes vem atrelando discussões sobre o teto de gastos do Renda Brasil.

Perguntas e Respostas

Quem receberá?

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o Renda Brasil deve ser direcionado aos brasileiros com renda mensal inferior a um salário mínimo.

Aqueles que atuarem através da Carteira Verde e Amarela, serão vinculados ao Renda Brasil para receberem os R$ 300,00 do programa. Entretanto, o grupo contemplado não terá direito às leis trabalhistas como o seguro-desemprego, INSS e FGTS.

Cadastro

Uma vez que a proposta do Renda Brasil ainda não foi apresentada, também não há uma forma de cadastro definida até o presente momento.

Entretanto, acredita-se que o Governo deverá utilizar as informações fornecidas através da inscrição do Cadastro Único (CadÚnico).

Os dados apresentados pelos brasileiros que se inscreveram para o recebimento do auxílio emergencial também poderão ser usados para definir quem terá direito ou não.

Pagamento

O formato de pagamento deste auxílio também não foi informado. Contudo, há a possibilidade de o Governo Federal seguir a mesma proposta do momento, utilizando a conta digital social da Caixa Econômica Federal (CEF), o Caixa Tem.

O aplicativo foi criado para o recebimento do auxílio emergencial a fim de diminuir a aglomeração nas agências bancárias durante a pandemia, e, um decreto do Governo já permitiu que o banco utilize a plataforma para pagar todos os benefícios sociais.  (Jornal Contábil)

Mais lidas

Helicóptero chega para socorrer vitimas dentro de carro em chamas na BR040

Um acidente de grandes proporções, envolvendo um caminhão e um carro, deixa a BR 040 totalmente travada nós dois sentindo.

Governo autoriza reabertura de escolas de Lafaiete e região. Veja as cidades

Governo do Estado permitiu que todos os municípios contidos na "onda verde" do programa Minas Consciente retomem as atividades presenciais