Reportagem provoca audiência pública sobre a qualidade da água em Lafaiete

19

Os vereadores André Menezes (PR0, João Paulo (DEM) e Fernando Bandeira (PTB) apresentaram ontem (11) na sessão da Câmara um requerimento para a realização de uma audiência pública com a finalidade de debater junto à COPASA a qualidade da água que abastece a cidade e os demais serviços prestados estatal empresa.

Desdobramento

A audiência foi provocada por duas reportagens do CORREIO DE MINAS nas quais um em 4 municípios brasileiros tem “coquetel” com agrotóxicos, revela estudo do Ministério da Saúde.  Conselheiro Lafaiete está dentro desta estatística com quatro substâncias químicas presentes na água, estando uma delas acima dos níveis considerados “seguros” no Brasil. Dentre as substâncias encontram-se substâncias consideradas cancerígenas e altamente propensas ao desenvolvimento de doenças crônicas. Produtos também são associados a má formação fetal; distúrbios neurológicos e distúrbios hormonais.

O estudo foi feito entre 2014 a 2017 e as empresas de abastecimento de 1,4 mil cidades detectaram ao todo 27 pesticidas, muitos dos quais declarados como tóxicos pela Anvisa. O estudo mostra que a contaminação de água cresce em passos largos, subindo para 84% em 2015 e foi para 92% em 2017. Embora sejam públicos os testes não foram divulgados. A matéria foi publicada no ano passado pela revista exame.