Ricardo Eletro fecha suas portas em Lafaiete; funcionários permanecerão nas vendas online

37
Ricardo Eletro fecha suas portas em Lafaiete / DIVULGAÇÃO

A cidade de Lafaiete acordou nesta quinta-feira (23) com uma triste notícia para e economia. Uma das mais tradicionais rede varejista, especializada em eletrodomésticos, sediada em Lafaiete, encerrou suas atividades.
Segundo informações apuradas, nos últimos dias, diversos caminhões da empresa se revezaram para a retiradas dos milhares de produtos.  Nossa reportagem esteve na loja nesta manhã (23) onde a placa da Ricardo Eletro foi retirada.

Home office
Seguindo a tendência do mercado global, acentuada ainda mais pela pandemia, a empresa permanecerá aberta, mas os cercas de 25 funcionários estarão trabalhando em suas casas com vendas online.

Home office

Funcionários permanecerão nas vendas online / DIVULGAÇÃO

Com mais de 70% de sua receita corroída devido às medidas de distanciamento social adotadas para conter a disseminação do novo coronavírus, a Ricardo Eletro se prepara para entrar com um pedido de recuperação judicial no valor de 3 bilhões de reais na 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais, no Foro Central Cível Loja da rede Ricardo Eletro, segundo a Revista Veja, publicada nesta semana.
“Ao admitir o fechamento de lojas e a demissão de centenas de funcionários, a empresa apresenta uma contraproposta para segurar seus maiores talentos. A aposta da varejista é que parte de seus funcionários seja mantida por meio do trabalho em regime de home office — em vez de itens físicos, o vendedor entraria em contato com sua carteira de consumidores para ofertar objetos à venda no e-commerce. A tendência, portanto, é que a grande capilaridade da rede, com lojas em 17 estados, seja aos poucos concentrada no e-commerce, canal de vendas que se sobressaiu nos últimos meses”, diz reportagem da revista.

Outra empresa
Há cerca de 15, dias o tradicional Hotel Carumbé, situado no coração comercial de Lafaiete, encerrou suas atividades em função de mudanças no mercado do setor.

 

Leia mais