Santana dos Montes: Idosa de 82 anos é agredida por policial militar e família cobra apuração dos fatos

27

A agressão a uma senhora de 82 anos por parte de um policial militar foi trazida à tona nessa manhã. Uma nota de repúdio foi divulgada pelo administrador do grupo Classificados Lafaiete.
O caso ocorreu no dia 25 de abril, em Santana dos Montes. Conforme o relato, um morador de Santana dos Montes foi abordado por uma guarnição, onde estava presente o policial conhecido na localidade como Bolsonaro.

Família acusa policial de agredir idosa /DIVULGAÇÃO

Durante uma abordagem, o militar percebeu que o condutor de uma moto apresentava sinais de embriaguez. Ele procedeu com trabalhos de praxe, fazendo com que outra pessoa, no caso o irmão do condutor, levasse a moto até o local adequado. O Policial também tentou algemar o condutor da moto alegando que o mesmo seria conduzido à delegacia, sendo que a moto já tinha sido liberada. O condutor se prestou a entrar voluntariamente no carro da polícia, no entanto, o militar passou a agredi-lo fisicamente. Populares tentaram intervir, mas foram afastados.

A mãe do condutor passou a implorar para que o policial parasse de agredir o filho dela. O militar, no entanto, se voltou contra a senhora de 82 anos. Ela levou empurrões, chutes e safanões que resultaram em diversos hematomas. A senhora dona Maria foi encaminhada a unidade de saúde e de polícia mais próxima, onde foi feito todo o procedimento de resguardo de provas do fato.

Na nota, é ressaltado o valoroso trabalho da corporação da Polícia Militar e lamentou-se a conduta do militar. “A polícia não compactua com esse tipo de atitude e não foi feita pra isso. Não se mantém ordem com agressão, ainda mais se tratando de mulheres e de uma senhora de 82 anos”, ressalta a nota, que também relata agressão a outra jovem da localidade, ocorrida há mais tempo.

Em uma rede social, a neta da vítima também fez questão de separar a conduta do policial em relação ao trabalho desempenhado pela corporação. “Em momento algum, estamos generalizando os policiais. Muito pelo contrário, temos amizades com alguns. O fato em questão é apenas um militar que, infelizmente, a meu ver, é despreparado para exercer a função que lhe cabe”, desabafou.

O trigésimo primeiro BPM vai se posicionar sobre as denúncias em breve. Fonte: Vertentes Online