São Brás sedia reunião da AMALPA

11

No dia 24/08, foi realizada a reunião da AMALPA na cidade de São Brás do Suaçuí. Compuseram a mesa de honra, o Presidente da AMALPA e Prefeito de Queluzito Célio Pereira de Souza, o Prefeito anfitrião Elias Ribeiro de Souza acompanhado do seu Vice-Prefeito Paulo Luciano Maia, o Presidente da Câmara Agenor Marques da Assunção, o Deputado Estadual Glaycon Franco, o Diretor Executivo da MEDYES Alex Antonucci, o Analista Técnico da EXPERTISE ESPORTES Mauro Emílio Resende e o Técnico de Reflorestamento e Produtor Rural Riuleymar Nogueira Miranda.

Mesa de Honra/DIVULGAÇÃO

O Secretário Executivo Claudionei Nunes deu início a reunião e executou o Hino Nacional.

O Presidente da AMALPA Célio Pereira de Souza, iniciou sua fala dando ênfase a importância da Associação para os Prefeitos e para a sociedade: “O intuito da AMALPA com as reuniões é buscar benefícios para os nossos munícipes, já que a crise que o país vem enfrentando não soluciona. Com a falta dos repasses do Governo do Estado para os municípios, os Prefeitos estão procurando uma luz, uma solução para que não tenha atraso nos salários de servidores e nem falte medicamentos e outros recursos nas cidades. A AMALPA está aqui para isso, para juntos, através do associativismo encontrarmos a melhor saída e solução para os cidadãos de nossos municípios.”

O Prefeito de São Brás do Suaçuí agradeceu a presença de todos e falou sobre o prazer de sediar novamente a assembleia da AMALPA: “É um prazer recebê-los, desejo boas vindas a todos e que busquemos realmente no associativismo a força de que tanto precisamos, principalmente neste momento de dificuldade.”

O Diretor Executivo da MEDYES Alex Antonucci, tratou de um assunto muito importante que é a tecnologia promovendo a saúde, onde é desenvolvido um aplicativo feito para o agente de saúde e um para o cidadão e é 100% gratuito. O aplicativo consiste em facilitar o trabalho dos agentes (que atualmente tem que passar mensalmente em todas as casas do município) e dos cidadãos (onde, no caso de mudanças de cidades tem que levar todo o histórico em papéis e ficará tudo registrado no aplicativo). O aplicativo é para todas as idades, onde idosos e crianças que não tem facilidade em utilizar um smartphone, poderá ser gerenciado por apenas um membro da família. Além disso, contém uma opção útil para os idosos onde é programado um alarme com hora certa do remédio, a foto da caixa e do comprimido com sua respectiva dosagem e uma única opção na tela escrito “tomei”, para o familiar que acompanha o aplicativo saber se tomou o remédio, se atrasou, entre outros. Além de todas essas opções, o aplicativo ainda marcará consultas, fará um controle de pressão e acompanhará o desenvolvimento das crianças (como peso, altura, etc). E criará um grupo de riscos, onde o agente de saúde saberá a prioridade na hora de visitar, por exemplo diabéticos e hipertensos.

Público Presente/DIVULGAÇÃO

O Analista Técnico da Expertise Esportes Mauro Emílio de Resende, abordou sobre o ICMS Esportivo, que é um recurso para os municípios onde é recebida uma contribuição para o esporte e lazer municipal. É direito do município ter um retorno de todas as atividades esportivas realizadas, sejam de pequeno ou de grande porte, desde que sejam todas documentadas. São 13 áreas de atividades que valem pontos para o ICMS Esportivo, que são: Programas sócio educacionais; Esportes para pessoas com deficiência; Jogos escolares municipais; Atividades de futebol amador; Esporte para terceira idade; Atividades de lazer; Academia na Escola; Xadrez na Escola; Participação nos JEMG; Participação nos jogos de Minas; Construção/Reforma de Instalação Esportiva ou Disponibilização de equipamento esportivo; Qualidade de agente esportivo; Outros programas e projetos.

O Técnico de Reflorestamento Riuleymar Nogueira Miranda, apresentou soluções para as Voçorocas, que é um fenômeno que consiste na formação de grandes buracos de erosão causados pela água da chuva e intempéries em solos onde a vegetação não protege mais o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. A solução é um Capim da Índia denominado Vetiver, que ao ser plantado irá recuperar o terreno evitando a propagação das voçorocas. E também com a implantação deste capim, evita o carreamento de detritos para os leitos dos rios causando assoreamento.
Estiveram presentes os Prefeitos de Conselheiro Lafaiete Mário Marcus, de Ouro Branco Hélio Campos, de Casa Grande Luiz Otávio, de Moeda Leonardo Moura, de Congonhas José de Freitas Cordeiro representado pelo seu vice Arnaldo Ozório, de Entre Rios de Minas José Walter e de Caranaíba Marcos Bellavinha.
Os Vice-Prefeitos de Conselheiro Lafaiete Dr. Marco Antônio, de Ouro Branco Celso Roberto e de Entre Rios de Minas Paulino Pena.

Os Presidentes de Câmara de Conselheiro Lafaiete Darcy José e de Ouro Branco Carlos Roberto Pereira.
Os Vereadores de Casa Grande Andréia Guilhermina e Fábio Júnior, de Conselheiro Lafaiete Carlos Aparecido e Francisco Paulo, de Moeda Otacílio Alves, de Rio Espera Marco Antônio, Natália Milagres, Aparecida Auxiliadora, José Carlos, Roberto Rodrigues, Maria Irani e Juliano Benício, de Ouro Branco Reinaldo Nolasco e Carlos Roberto, de Queluzito Alzira Aparecida, Neusa Rodrigues, Sebastião Astrogildo e Sebastião Melo, de São Brás do Suaçuí Sérgio Rodrigo, Renato Franscisco e Silvério de Oliveira, de Entre Rios de Minas Anésio da Costa.

As Primeiras Damas, de Casa Grande Mônica Luciana e de São Brás do Suaçuí Marta de Jesus.