Secretário envia bens para tombamento estadual; Fazenda do Paraopeba terá visitação permanente

19
Banda “Centro ó Fônica” será tomada no campo imaterial/ Divulgação

A secretaria já prepara para enviar ao Instituto Estadual Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA-MG) uma lista de bens, já tombados ou inventariados no âmbito municipal, que requerem o tombamento estadual. Além do reconhecimento a nível do Estado, a secretaria está de olho no aumento da pontuação do ICMS Cultural. Neste quesito, Lafaiete subiu de 11,93 para 12,98. Para 2021, a previsão é de aumentar ainda mais.

Bens: Igreja de Santo Antônio, Igreja de Passagem de Gagé, Estação Ferroviária. Bens imateriais: Imagens de Nossa Senhora da Conceição, coroa da padroeira, imagem de Nosso Senhor do Passos, Festa do Congado, Festival de Teatro (FACE) e de Bandas e a Banda Centro ô Fonica.

Conselhos e mudanças

Durante o encontro dos agentes culturais Geraldo expôs a divisão de tarefas ao constituir dois conselhos, o de cultura e de patrimônio. “O conselho de patrimônio terá um papel mais técnicos de assessorar as decisões neste campo elaborando pareces para a tomada de decisões”, afirmou.

Os dois novos conselhos passam por reformulação através da escolha e eleição novos membros pelas entidades e poder público.

Casa de Cultura

A título de compensação, Copasa destinou R$2,2 milhões para restauro da Casa de Cultura/Reprodução

Geraldo disse que um o projeto de restauração da Casa de Cultura Gabriela Mendonça foi concluído através da empresa “Taipa”, de Belo Horizonte. A licitação da obra acontece no ano que vem. Ele acredita que em 2020, o bem esteja totalmente restaurado e entregue a comunidade como mais um espaço cultural. O valor da obra é de R$2,2 milhões financiada pela Copasa através de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

 

Fazenda Paraopeba: centro de educação ambiental e patrimonial da região

Fazenda do Paraopeba será transformada em um parque municipal com 16 ha e rico em fauna e flora/ DIVULGAÇÃO

Através do Projeto Circuito Educacional Alvarenga Peixoto, a Secretaria Municipal de Educação assumirá a gestão da Fazenda do Paraopeba, trransformando o bem de dimensão regional. O local será destinado educação patrimonial e ambiental das escolas de Lafaiete e dos Municípios pertencentes a Amalpa.

A intenção é transformar centro de visitação através do Museu da Inconfidência, memória escravidão e Museu do Cavalo. Geraldo explicou que serão construídas trilhas ecológicas, sinalização para passeios e visitas de estudantes.