6 aparelhos que devem ser retirados da tomada mesmo quando estão desligados

Alguns eletrodomésticos, mesmo desligados, ainda são capazes de consumir energia.

Deixar o carregador na tomada, a TV em standby e o micro-ondas conectado à energia, é uma prática comum na maioria das casas, mas estes aparelhos devem ser retirados da tomada, e isso, pode fazer uma grande diferença no bolso.

Alguns eletrodomésticos, mesmo desligados, ainda são capazes de consumir energia.  O “consumo fantasma”, segundo pesquisas, pode ser responsável por até 9% do valor total da conta de luz.

A principal forma de evitar esse gasto desnecessário, é retirando os equipamentos da tomada. Confira quais são os principais vilões.

6 aparelhos que devem ser retirados da tomada mesmo quando estão desligados

1. Televisão

No topo da lista, a TV, que está presente no lar de famílias do mundo todo, sendo comum, ter mais um equipamento dentro de uma única residência. No Brasil, estima-se que existem mais de 100 milhões de televisões instaladas.

O principal problema é que, mesmo desligada, ela consome elevadas quantidades de energia elétrica, devido ao sistema, principalmente nos modelos smart, e a luz que indica o modo standby.

2. Micro-ondas

Pode não parecer, mas ele consome muita energia. O painel integrado à frente do micro-ondas “suga” eletricidade constantemente.

O ideal é só colocar na fonte de alimentação, no momento em que for usar o equipamento. Seu bolso agradece.

3. Carregador

Jamais deixe o carregador do seu celular na tomada após o uso. O consumo em standby, pode chegar de 1 a 5 watts, gerando um gasto desnecessário de energia.

Muito cuidado, o carregador também pode provocar incêndios, já que o calor produzido pelo item não tem para onde ir.

4. Computador

Segundo especialistas, o computador pode consumir até 21w por hora  mesmo estando desligado, gerando um grande impacto na conta.

O mesmo é válido para o notebook, que pode consumir até 18w só por estar conectado. Lembre-se, conecte apenas quando for utilizar o aparelho.

5. Ar-condicionado

Esse equipamento é um verdadeiro inimigo do seu bolso, mas tirá-lo da tomada pode te ajudar a economizar, principalmente em aparelhos mais modernos, com programações automáticas.

Nesse caso, é recomendado retirar em casos onde o proprietário vai passar um longo período fora de casa, evitando sustos no fim do mês.

6. Aparelho de som

Fechando a lista, as cobiçadas caixas de som também só devem ser plugadas na tomada durante o uso, principalmente os modelos mais novos que vem com iluminação embutida.

Então já sabe, música só na hora de dançar, caso contrário, seu dinheiro vai embora mesmo antes da batida começar.

FPNTE PORTAL 6

6 aparelhos que devem ser retirados da tomada mesmo quando estão desligados

Alguns eletrodomésticos, mesmo desligados, ainda são capazes de consumir energia.

Deixar o carregador na tomada, a TV em standby e o micro-ondas conectado à energia, é uma prática comum na maioria das casas, mas estes aparelhos devem ser retirados da tomada, e isso, pode fazer uma grande diferença no bolso.

Alguns eletrodomésticos, mesmo desligados, ainda são capazes de consumir energia.  O “consumo fantasma”, segundo pesquisas, pode ser responsável por até 9% do valor total da conta de luz.

A principal forma de evitar esse gasto desnecessário, é retirando os equipamentos da tomada. Confira quais são os principais vilões.

6 aparelhos que devem ser retirados da tomada mesmo quando estão desligados

1. Televisão

No topo da lista, a TV, que está presente no lar de famílias do mundo todo, sendo comum, ter mais um equipamento dentro de uma única residência. No Brasil, estima-se que existem mais de 100 milhões de televisões instaladas.

O principal problema é que, mesmo desligada, ela consome elevadas quantidades de energia elétrica, devido ao sistema, principalmente nos modelos smart, e a luz que indica o modo standby.

2. Micro-ondas

Pode não parecer, mas ele consome muita energia. O painel integrado à frente do micro-ondas “suga” eletricidade constantemente.

O ideal é só colocar na fonte de alimentação, no momento em que for usar o equipamento. Seu bolso agradece.

3. Carregador

Jamais deixe o carregador do seu celular na tomada após o uso. O consumo em standby, pode chegar de 1 a 5 watts, gerando um gasto desnecessário de energia.

Muito cuidado, o carregador também pode provocar incêndios, já que o calor produzido pelo item não tem para onde ir.

4. Computador

Segundo especialistas, o computador pode consumir até 21w por hora  mesmo estando desligado, gerando um grande impacto na conta.

O mesmo é válido para o notebook, que pode consumir até 18w só por estar conectado. Lembre-se, conecte apenas quando for utilizar o aparelho.

5. Ar-condicionado

Esse equipamento é um verdadeiro inimigo do seu bolso, mas tirá-lo da tomada pode te ajudar a economizar, principalmente em aparelhos mais modernos, com programações automáticas.

Nesse caso, é recomendado retirar em casos onde o proprietário vai passar um longo período fora de casa, evitando sustos no fim do mês.

6. Aparelho de som

Fechando a lista, as cobiçadas caixas de som também só devem ser plugadas na tomada durante o uso, principalmente os modelos mais novos que vem com iluminação embutida.

Então já sabe, música só na hora de dançar, caso contrário, seu dinheiro vai embora mesmo antes da batida começar.

FPNTE PORTAL 6

Dignidade: moradores do Triangulo II comemoram chegada de energia elétrica

Na manhã desta segunda-feira, 02/10, o Prefeito Mário Marcus, acompanhado de assessores da Secretaria de Obras, realizou uma visita ao bairro Triângulo II para supervisionar de perto o andamento das obras de instalação da rede elétrica e dos postes de iluminação pública. A iniciativa faz parte da implantação de infraestrutura do bairro, visando proporcionar mais qualidade de vida e dignidade aos moradores.

Com grande entusiasmo, os moradores do Triângulo II comemoraram a conquista, que trará maior segurança e bem-estar para a comunidade. A falta de iluminação pública adequada e de energia elétrica eram uma preocupação antiga dos residentes, que agora veem esse problema sendo resolvido.

Durante a visita, o Prefeito Mário Marcus destacou a importância dessas obras para o desenvolvimento do bairro e para a qualidade de vida dos cidadãos: “Estamos aqui hoje para garantir que as obras de infraestrutura no bairro Triângulo II avancem da melhor forma possível. A instalação da rede elétrica e dos postes de iluminação é apenas o começo. Nos próximos dias, também iniciaremos as obras de implantação das redes de água e esgoto, em parceria com a COPASA, que trarão melhorias significativas para a região. E esperamos para o mais breve possível iniciarmos o serviço de pavimentação das ruas”.
Além disso ressaltou que será feita em breve a regularização fundiária e a entrega de títulos de propriedade aos moradores.

A expectativa é de que, com a conclusão desses projetos, o bairro se torne um lugar mais seguro e digno para todos os seus residentes.

Dignidade: moradores do Triangulo II comemoram chegada de energia elétrica

Na manhã desta segunda-feira, 02/10, o Prefeito Mário Marcus, acompanhado de assessores da Secretaria de Obras, realizou uma visita ao bairro Triângulo II para supervisionar de perto o andamento das obras de instalação da rede elétrica e dos postes de iluminação pública. A iniciativa faz parte da implantação de infraestrutura do bairro, visando proporcionar mais qualidade de vida e dignidade aos moradores.

Com grande entusiasmo, os moradores do Triângulo II comemoraram a conquista, que trará maior segurança e bem-estar para a comunidade. A falta de iluminação pública adequada e de energia elétrica eram uma preocupação antiga dos residentes, que agora veem esse problema sendo resolvido.

Durante a visita, o Prefeito Mário Marcus destacou a importância dessas obras para o desenvolvimento do bairro e para a qualidade de vida dos cidadãos: “Estamos aqui hoje para garantir que as obras de infraestrutura no bairro Triângulo II avancem da melhor forma possível. A instalação da rede elétrica e dos postes de iluminação é apenas o começo. Nos próximos dias, também iniciaremos as obras de implantação das redes de água e esgoto, em parceria com a COPASA, que trarão melhorias significativas para a região. E esperamos para o mais breve possível iniciarmos o serviço de pavimentação das ruas”.
Além disso ressaltou que será feita em breve a regularização fundiária e a entrega de títulos de propriedade aos moradores.

A expectativa é de que, com a conclusão desses projetos, o bairro se torne um lugar mais seguro e digno para todos os seus residentes.

Quanta energia é gasta ao deixar o carregador na tomada sem usar?

Quando deixamos o carregador conectado à tomada sem o celular ou outro aparelho conectado, ele continua consumindo energia, mesmo que em quantidades relativamente baixas. Esse fenômeno é conhecido como “consumo de energia em espera” ou “consumo de energia fantasma”.

Os carregadores modernos são projetados para economizar energia quando estão em modo de espera, mas ainda assim, possuem transformadores e circuitos internos que permanecem conectados à fonte de energia.

O consumo de energia do carregador quando está conectado, mas sem nenhum dispositivo ligado a ele, varia de acordo com o modelo e a marca. Em média, estima-se que o carregador consuma aproximadamente de 0,1 a 0,5 watts de energia em modo de espera.

Embora pareça uma quantidade insignificante, ao longo do tempo e devido ao tempo que o carregador permanece conectado sem uso, isso pode resultar em um gasto significativo de energia.

O custo

Para ilustrar o custo estimado e compreender melhor o impacto do consumo de energia em modo de espera, vamos considerar o seguinte exemplo: suponha que um carregador consuma 0,3 watts no modo de espera e esteja conectado 24 horas por dia durante todo o ano. Se considerarmos uma tarifa média de energia elétrica de R$ 0,60 por quilowatt-hora (kWh), o consumo anual deste carregador seria aproximadamente de 2,64 kWh.

Consequentemente, o custo anual seria de cerca de R$ 1,37. Embora esse valor possa parecer insignificante, é importante considerar que muitas pessoas possuem vários carregadores conectados o tempo todo, mesmo quando não estão em uso. Quando esses consumos são combinados, o impacto no consumo de energia e nos custos pode ser significativo.

eficiencia energetica demape
Eficiência energética: quanto “mais verde” mais econômico. (Foto: Reprodução/DEMAPE)

Para reduzir os gastos, além de desconectar o carregador da tomada quando não estiver em uso, é recomendado optar por carregadores certificados com eficiência energética, projetados para minimizar o consumo em modo de espera. Dessa forma, é possível contribuir para uma maior economia de energia e reduzir os custos relacionados ao consumo desnecessário.

FONTE CONSULTAPUBLICA

Quanta energia é gasta ao deixar o carregador na tomada sem usar?

Quando deixamos o carregador conectado à tomada sem o celular ou outro aparelho conectado, ele continua consumindo energia, mesmo que em quantidades relativamente baixas. Esse fenômeno é conhecido como “consumo de energia em espera” ou “consumo de energia fantasma”.

Os carregadores modernos são projetados para economizar energia quando estão em modo de espera, mas ainda assim, possuem transformadores e circuitos internos que permanecem conectados à fonte de energia.

O consumo de energia do carregador quando está conectado, mas sem nenhum dispositivo ligado a ele, varia de acordo com o modelo e a marca. Em média, estima-se que o carregador consuma aproximadamente de 0,1 a 0,5 watts de energia em modo de espera.

Embora pareça uma quantidade insignificante, ao longo do tempo e devido ao tempo que o carregador permanece conectado sem uso, isso pode resultar em um gasto significativo de energia.

O custo

Para ilustrar o custo estimado e compreender melhor o impacto do consumo de energia em modo de espera, vamos considerar o seguinte exemplo: suponha que um carregador consuma 0,3 watts no modo de espera e esteja conectado 24 horas por dia durante todo o ano. Se considerarmos uma tarifa média de energia elétrica de R$ 0,60 por quilowatt-hora (kWh), o consumo anual deste carregador seria aproximadamente de 2,64 kWh.

Consequentemente, o custo anual seria de cerca de R$ 1,37. Embora esse valor possa parecer insignificante, é importante considerar que muitas pessoas possuem vários carregadores conectados o tempo todo, mesmo quando não estão em uso. Quando esses consumos são combinados, o impacto no consumo de energia e nos custos pode ser significativo.

eficiencia energetica demape
Eficiência energética: quanto “mais verde” mais econômico. (Foto: Reprodução/DEMAPE)

Para reduzir os gastos, além de desconectar o carregador da tomada quando não estiver em uso, é recomendado optar por carregadores certificados com eficiência energética, projetados para minimizar o consumo em modo de espera. Dessa forma, é possível contribuir para uma maior economia de energia e reduzir os custos relacionados ao consumo desnecessário.

FONTE CONSULTAPUBLICA

Unilever Pouso Alegre é única fábrica de MG a gerar energia por biogás

Sistema transforma diariamente 20 toneladas de resíduos da produção de alimentos em gás biometano, para substituir botijões GLP.

Um processo industrial inédito em Minas Gerais transforma diariamente 20 toneladas de resíduos de alimentos da Unilever de Pouso Alegre, em energia limpa. É o biodigestor que vai abastecer todos os fornos da multinacional no município com gás biometano, até o fim de 2023. O investimento é de cerca de R$ 6 milhões.

A empresa gera 1100 empregos diretos e indiretos no município e produz 5 milhões de unidades de alimentos como maionese, granola, sopas e temperos. Suelma Rosa, Head de reputação e assuntos corporativos da Unilever América Latina, fala que o biodigestor “permite reaproveitar 80% dos restos de produção da empresa”.

Resíduos de alimentos são levados da produção para triagem e tratamento na Ilha Ecológica. Em seguida o material vai para a estação do biodigestor. O projeto ‘Aterro Zero’ permite que tudo seja reaproveitado e a empresa deixou de enviar resíduos para o aterro sanitário do município.

O gerente da fábrica, Edmundo Mollo, cita que as bactérias da decomposição dos materiais gera o biometano no biodigestor. Os resíduos sólidos se transformam em biofertilizantes para a horta que abastece o refeitório da empresa. “Todo esse processo é como ocorre na natureza, mas aqui fazemos de forma controlada.”

A produção do biometano vai substituir 4,5 mil kg de gás GLP por mês, ou seja, 346 botijões de 13 kg. O projeto ainda reduz a emissão de dióxido de carbono, um dos gases que mais interfere no efeito estufa. O impacto ambiental dessa descarbonização corresponde a 166 carros rodando 1,8 milhão de quilômetros por ano.

Até 2030 a Unilever quer zerar a emissão de dióxido de carbono em suas fábricas no Brasil e exterior. A meta segue um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) para combater as mudanças climáticas. A multinacional tem parte da frota com carros elétricos e projetos de geração de energia limpa em suas indústrias.

Energia limpa na sede em Pouso Alegre

A fábrica em Pouso Alegre recebe há 11 anos projetos de sustentabilidade e descarbonização. Entre eles estão a horta para alimentação dos colaboradores, resíduos de alimentos transformados em biogás e biofertilizante, resíduos orgânicos para compostagem e a transformação de efluentes líquidos em água tratada.

“Em 2012 instalamos a caldeira de biomassa de eucalipto certificado. Mudamos nossas empilhadeiras para elétricas e o restaurante da fábrica teve todos sistemas alterados para elétricos. Estamos nessa jornada há muito tempo e agora será a finalização com nosso biodigestor”, descreve o gerente.

Suelma destaca que as ações têm como intuito proteger o meio ambiente e inspirar o setor industrial para que todos possam preservar o planeta. “O biodigestor é uma iniciativa viável para outras indústrias. Esperamos que elas possam se inspirar no biodigestor e iniciar a o processo de descarbonização das plantas industriais.”

Economia circular

Com a economia circular, resíduos, embalagens e produtos podem ser transformar e reaproveitados em um formato cíclico. O impacto na sustentabilidade se expande da indústria para centros de distribuição, polos de venda e consumidores. A multinacional adota essa prática em diferentes processos.

“A economia circular garante que a gente ao produzir, consumir e descartar, não leve resíduos para lixões e aterros, mas que esses resíduos sejam incorporados. No caso do plástico temos avançado bem na reciclagem dele e na incorporação de plástico reciclado em nossas embalagens”, detalha Suelma.

Em Pouso Alegre, a transformação dos resíduos orgânicos na empresa “reduz o impacto do processo de tratamento, seja com a descarbonização e reaproveitamento de resíduos de alimentos”, afirma Mollo. As medidas adotadas nas indústria do grupo têm objetivos em comum. “Para o ambiente é reduzir o efeito estufa e para a Unilever é viver o propósito dela que é tornar cada vez um mundo melhor.”

FONTE TERRA DO MANDU

Você pode ter direito a 65% de desconto na conta de luz e não sabe

Você pode ter direito a 65% de desconto na conta de luz! Entenda do que se trata e veja se você está incluso!

Você conhece a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE)? Criada pela Lei n° 10.438, de 2002 e regulamentada pelo Decreto nº 7.583, de 2011, a TSEE garante descontos nas tarifas relativas à conta de energia elétrica para famílias de baixa renda.

Além de famílias com renda mensal de até meio salário mínimo per capita, também são compreendidas pelo benefício pessoas que recebem o BPC (deficientes de qualquer idade e idosos acima dos 65 anos). Para receber os descontos, no entanto, é preciso que o titular da conta esteja inscrito no CadÚnico.

Como receber o desconto?

Como mencionado a pouco, é preciso que todas as pessoas que tenham direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica estejam inscritas no CadÚnico. Esse registro serve para identificar os recebedores de benefícios sociais do Governo Federal.

Anuncios

Quando inscritos no CadÚnico e com os dados devidamente atualizados, o desconto é aplicado de forma automática. Em outras palavras, não é preciso fazer nenhum tipo de solicitação ou requerimento para obter o desconto.

Para atualizar seus dados no Cadastro Único e garantir que vai receber não somente esse, mas todos os benefícios relativos ao registro, baixe o aplicativo do CadÚnico, disponível no Google Play, para Android, e na App Store, para iOS.

Como funcionam os descontos?

Os descontos são cumulativos, determinados por duas tabelas pré-estabelecidas. Uma dessas tabelas é exclusiva para famílias indígenas e quilombolas, e a outra serve para todos os demais. Confira abaixo cada uma, sendo a primeira exclusiva para famílias indígenas e quilombolas:

Uso de energia mensalDesconto
de 0 a 50 KWh 100% 
de 51 kWh a 100 kWh 40%
de 101 kWh a 220 kWh 10%
a partir de 221 kWh 0%

Tabela exclusiva para famílias indígenas e quilombolas

Veja abaixo a tabela para todos aqueles que não forem de famílias indígenas e quilombolas:

Uso de energia mensalDesconto
de 0 a 30 kWh 65%
de 31 kWh a 100 kWh 40%
de 101 kWh a 220 kWh 10%
a partir de 221 kWh 0%

Tabela para as demais famílias

FONTE SEU CREDITO DIGITAL

Projeto quer impedir a medição externa de energia residencial

A Câmara dos Deputados está analisando o Projeto de Lei (PL) 373/23, que proíbe as distribuidoras de energia elétrica de todo o país de instalarem medidores com sistema de medição centralizada (SMC) ou tecnologia remota, ou de transferir os medidores para postes localizados nas vias públicas. Isso significa que o leiturista não precisa ir à casa do consumidor e, em alguns casos, o morador também não terá acesso ao medidor.

Segundo a proposta, do deputado federal Fausto Santos Jr. (União-AM), a instalação de medidores nos postes dependerá da anuência do consumidor. O descumprimento das regras sujeita a empresa a multa de 50 salários mínimos, que será revertida ao fundo estadual de defesa do consumidor.

O SMC é uma tecnologia que permite a medição remota e em tempo real do consumo de energia diretamente da distribuidora. As empresas alegam que o sistema reduz o furto de energia e traz mais transparência aos serviços de leitura e medição.

Direito à informação
Para o deputado, a localização externa dos medidores impede o consumidor de verificar o seu real consumo. A proposta visa resguardar o direito à informação do consumidor. “A contagem do consumo de energia deve se coadunar com os normativos consumerista, não sendo razoável a disposição de medidores no alto dos postes de energia elétrica”, disse.

Proposta similar foi apresentada em 2022 por Santos Jr, junto com outros parlamentares, quando era deputado estadual no Amazonas. O projeto chegou a ser convertido em lei estadual, mas esta foi considerada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A corte entendeu que o assunto é prerrogativa da União.

Tramitação
O PL 373/23 ainda será distribuído para análise das comissões permanentes da Câmara.

FONTEW HOJE EM DIA

O que significa os tênis pendurados em fios de energia?

Se você mora em uma área urbana, provavelmente já se deparou com um par de sapatos ou tênis pendurado em um fio de eletricidade em algum momento. O ato de “arremesso de tênis” – em que esses calçados são amarrados por seus cadarços e jogados em linhas de energia – é considerado por alguns como um esporte popular.

A maioria das pessoas já viu, mas ninguém sabe realmente o que os ou por que o lançamento deles nos fios acontece. O folclore urbano oferece uma variedade de explicações, mas essas histórias diferem de cidade para cidade, de bairro para bairro, ou até de país para país.

Alguns possíveis significados

(Fonte: Shutterstock)
(Fonte: Shutterstock)

Quando você vê tênis pendurados em um fio de energia, telefone ou internet que atravessam a rua, pode significar várias coisas diferentes, dependendo do contexto e da cultura em que essa prática é encontrada. Algumas possíveis interpretações incluem:

Sinal de protesto

Em alguns lugares, pendurar tênis e sapatos em fios de telefone e energia pode ser um sinal de protesto ou desaprovação. Isso pode ser feito como uma forma de chamar a atenção para algum problema ou injustiça local, ou como uma forma de mostrar descontentamento com alguém ou alguma coisa.

Brincadeira

Tênis pendurados nos fios também pode ser apenas uma brincadeira ou uma forma de divertimento. Coisa feita por crianças ou jovens como algo inocente, sem nenhuma intenção mais profunda.

Sinal de gangue

Pendurar tênis em um fio de energia pode ser um sinal de gangue ou uma marca territorial. Isso pode ser feito para mostrar que a gangue é dona de um determinado território ou para ameaçar outras gangues que tentem invadir ou desafiar o seu controle.

Jogando fora

Não dá para entender, mais existem pessoas que preferem aposentar seus tênis velhos jogando-os nos fios do que em lixeiras de onde podem ir para uma reciclagem. Por outro lado, eles podem ir parar lá porque foram roubados ou até mesmo como um trote malicioso contra alguém que bebeu demais e perdeu a consciência na rua.

Perigos de pendurar sapatos em fios de energia e telefone

(Fonte: Shutterstock)
(Fonte: Shutterstock)

Existem alguns riscos e perigos associados a pendurar tênis e sapatos em fios de telefone ou eletricidade. Alguns desses riscos incluem:

  • Choque elétrico: pendurar sapatos em fios de eletricidade pode ser extremamente perigoso e levar a um choque elétrico. Isso ocorre porque os fios de eletricidade estão carregados e podem transmitir corrente elétrica para qualquer coisa que entre em contato com eles. Se os tênis entrarem em contato com os fios, eles podem se tornar uma condução elétrica, podendo causar um choque elétrico para qualquer pessoa que esteja perto ou toque neles.
  • Danos ao fio de telefone ou eletricidade: essa prática também pode danificar os fios e causar interrupções no serviço. Isso pode ser especialmente prejudicial em áreas onde o serviço de telefone ou eletricidade é crítico para a segurança ou para a realização de tarefas importantes, como locais onde existam escolas e hospitais.
  • Risco de queda: pendurar tênis nos fios pode ser perigoso porque pode resultar em quedas ou ferimentos. Por exemplo, se os sapatos forem pendurados de forma instável ou se o fio ceder, quem está nas proximidades arrisca ser atingido, inclusive, por descargas elétricas.

(Fonte: Shutterstock)
(Fonte: Shutterstock)

Sendo assim, pendurar tênis em fios de telefone ou eletricidade pode ser perigoso e é geralmente uma prática que deve ser evitada. Além disso, pode ser considerado um crime em algumas situações que pode levar a consequências graves se o autor for descoberto, sem contar que a prática pode prejudicar a sociedade com quedas no funcionamento dos serviços.

FONTE MEGA CURIOSO

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.