Benefícios exclusivos para pessoas acima de 60 anos com a Carteira do Idoso

Essa pode ser uma ferramenta poderosa para melhorar a qualidade de vida e promover o bem-estar dos idosos em nossa sociedade.

À medida que envelhecemos, é fundamental entender e aproveitar os recursos disponíveis para garantir uma vida mais confortável e segura. Uma dessas ferramentas essenciais é a Carteira do Idoso. Neste guia completo, vamos explorar o que é a Carteira do Idoso, como ela funciona e como os idosos podem tirar o máximo proveito dela.

O Que É a Carteira do Idoso?

A Carteira do Idoso é um documento oficial fornecido pelo governo que oferece uma série de benefícios e vantagens para os cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos. Ela foi criada para garantir que os idosos tenham acesso a serviços e programas que visam melhorar sua qualidade de vida.

Como Obter a Carteira do Idoso?

Antes de tudo, para obter a Carteira do Idoso, é necessário atender a certos critérios estabelecidos pelo governo. Geralmente, é preciso comprovar idade igual ou superior a 60 anos, possuir renda igual ou inferior a dois salários mínimos e não ter outro benefício no âmbito da assistência social.

O processo de solicitação pode variar de acordo com o município ou estado, mas geralmente envolve a apresentação de documentos pessoais, como RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda.

Quais São os Benefícios da Carteira do Idoso?

Uma vez que o idoso tenha sua Carteira do Idoso em mãos, ele terá acesso a uma série de benefícios, tais como:

  1. Desconto ou Gratuidade no Transporte Público: Muitas cidades oferecem descontos ou até mesmo gratuidade no transporte público para os idosos que possuem a Carteira do Idoso. Isso facilita a locomoção e reduz os custos de transporte.
  2. Prioridade em Atendimentos e Filas: Em diversos estabelecimentos, os idosos com a Carteira do Idoso têm direito à prioridade no atendimento, o que significa menos tempo de espera em filas de bancos, supermercados e outros locais.
  3. Acesso a Programas Sociais: A Carteira do Idoso também pode ser um requisito para participar de diversos programas sociais oferecidos pelo governo, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Programa Farmácia Popular, que fornecem assistência financeira e acesso a medicamentos com desconto, respectivamente.
  4. Descontos em Eventos Culturais e Lazer: Alguns eventos culturais, cinemas, teatros e atividades de lazer oferecem descontos especiais para os idosos que apresentam a Carteira do Idoso.

Validade da Carteira:

A Carteira da Pessoa Idosa tem validade nacional e é emitida gratuitamente. No entanto, é importante ficar atento à data de validade do documento, que geralmente é de dois anos. Após esse período, é necessário renová-la para continuar usufruindo dos benefícios.

Documentação para Renovação:

Ao renovar a Carteira do Idoso, os idosos geralmente precisam apresentar novamente a documentação necessária para comprovar sua idade, renda e residência. É importante estar ciente dos documentos exigidos e providenciá-los com antecedência para evitar contratempos.

Uso Responsável:

Embora a Carteira da Pessoa Idosa ofereça uma série de benefícios, é importante usá-la de forma responsável e ética. Não se deve utilizar o documento de maneira indevida ou fraudulenta, pois isso pode acarretar em penalidades legais.

Informações Atualizadas:

Caso haja alguma mudança em sua situação pessoal, como alteração de endereço ou renda, é importante atualizar as informações na Carteira do Idoso para garantir que ela esteja sempre válida e atualizada.

Direitos e Deveres:

Os idosos devem estar cientes de seus direitos e deveres ao utilizar a Carteira do Idoso. Isso inclui respeitar as normas estabelecidas pelos estabelecimentos que oferecem descontos ou gratuidades, bem como agir de forma cortês e educada ao solicitar os benefícios a que têm direito.

Informações de Contato:

Em caso de dúvidas ou problemas relacionados à Carteira da Pessoa Idosa, os idosos podem entrar em contato com os órgãos responsáveis pela emissão do documento, como as secretarias de assistência social dos municípios ou os órgãos estaduais de atendimento ao idoso.

 

FONTE ASSISTENCIALISMO

BÔNUS revelado para idosos a partir de 60 anos que terão direito em 2024; confira

Chegar a terceira idade com uma boa qualidade de vida ainda é um desafio para grande parte dos brasileiros. Pensando nisso, o Governo Federal tem liberado uma série de benefícios para os idosos que tem mais de 60 anos de idade. As facilidades estão disponíveis de forma acessível para essa parte da população. 

Para garantir o benefício é preciso que o cidadão realize a emissão da Carteira do Idoso. O documento pode ser obtido de forma simplificada por meio de um pedido online. De acordo com a especialista do FDR, Laura Alvarenga, emissão deve ser solicitada diretamente a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

 

FONTE FDR

Centro de Referência do Idoso passa a funcionar ao lado do lar de idosos São Vicente de Paulo, no bairro Rosário

A atenção, o acolhimento e o cuidado direcionados à população idosa ganharam um novo espaço em Congonhas. Nesta quinta-feira, dia 04, o Centro de Referência do Idoso (CRI) passou oficialmente a funcionar ao lado das instalações da Casa de Longa Permanência de Idosos da Sociedade São Vicente de Paulo, no bairro Rosário.

Na cerimônia de inauguração estavam presentes autoridades e representantes dos poderes executivo, legislativo e judiciário de Congonhas, além de vicentinos e pessoas da terceira idade que frequentam as atividades do CRI.

Após uma apresentação do coral dos idosos, o prefeito Cláudio Antônio de Souza (Dinho) discursou agradecendo as muitas pessoas envolvidas nas obras de finalização do futuro Centro de Convivência do Idoso e destacou o ineditismo de unir os serviços do Centro de Referência do Idoso com os serviços do asilo. “Estamos trazendo o CRI numa forma de integração com a Casa do Idoso, e isso é uma inovação porque eu não conheço nenhum lugar em que essas duas atividades sejam prestadas em um mesmo ambiente. Essa inauguração foi movida há sonhos. Um projeto que começou há 43 anos e do qual meu pai e muitos amigos meus fizeram parte desse sonho. E foram muitos sábados e dias em que eu saia da Prefeitura à noite para poder acompanhar as obras aqui, por isso quero agradecer a cada uma das muitas pessoas que contribuíram para que esse sonho se tornasse realidade”, comentou.

O promotor de justiça do município, Vinícius Alcântara Galvão, comentou sobre o papel fundamental da Prefeitura de gerenciar o Centro do Idoso. “A junção do CRI com a Casa de Longa Permanência é fundamental porque vai agregar a logística da prefeitura que detém recursos para ofertar um serviço de alta qualidade e um atendimento integrado junto com a Sociedade São Vicente de Paulo. E o idoso que ficar asilado aqui terá condições de ter contato com outros idosos promovendo um ambiente mais alegre e que, sem dúvida, vai dar a eles mais qualidade de vida. E esse modelo de trabalho integrado pode se tornar uma referência para outros serviços sociais no estado e no Brasil” destacou o promotor.

O Centro de Referência do Idoso (CRI) com uma equipe de atendimento multidisciplinar, formada por terapeutas, assistentes sociais, psicólogo, técnico de enfermagem, cuidados e apoio de um médico geriatra. A equipe promove atividades como oficinas, festas em comemorações a datas especiais, atividades físicas e passeios culturais dentro e fora do município.

No Centro de Referência do Idoso também é oferecido o serviço “Centro/Dia”, em que idosos chegam cedo e retornam para casa à tarde, após tomarem café, almoçarem, participarem das oficinas e conviverem com os colegas.

As inscrições para pessoas acima de 60 anos estão sempre abertas. Interessados podem comparecer, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, à Rua do Rosário, 231, levando uma cópia da carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e uma foto 3×4. Mais informações pelo telefone 3732-0609 ou 9 9615-5378.

Por Reinaldo Silva / Fotos: Daniel Silva

5 carros que dá para casal de idosos viajarem o Brasil sem medo: seguros e confortáveis!

Quais os melhores carros para casal de idosos viajarem o Brasil? Viajar com segurança e conforto é essencial para todos, sobretudo para os idosos.

Nessa fase, é preciso contar com veículos seguros, fáceis de guiar e capazes de atender às suas principais necessidades. 

Pensando nisso, nós do Garagem360, selecionamos 5 carros que oferecem características que facilitam a vida e garantem uma viagem tranquila. Acompanhe!

Quais os melhores carros que dá para casal de idosos viajarem o Brasil sem medo?

Entre as melhores opções estão GM Onix Plus, VW Nivus, Toyota Corolla, GM Tracker e VW Virtus. Vamos falar das qualidades de cada um:

1. Chevrolet Onix Plus

Esse não é o sedan mais vendido do país à toa. O Onix Plus alia bom desempenho, conforto, e principalmente segurança, já que recebeu em mais de uma ocasião as 5 estrelas do Latin Ncap, entidade que mede o nível de segurança dos veículos.

Entre as características que mais favorecem os idosos estão a direção elétrica leve e precisa, câmera de ré e sensores de estacionamento facilitam a locomoção.

Banco do motorista com ajuste de altura para melhor ergonomia, ar-condicionado e aquecedor para garantir o conforto térmico.

2. Volkswagen Nivus

O Nivus já é uma opção para quem deseja um SUV, que atualmente é preferência nacional de diferentes perfis e não apenas para idosos. É um excelente carro, com design moderno e interior sofisticado.

VW Nivus - Foto: Divulgação

Porque é bom para idosos? Começa pela altura do solo elevada que facilita o acesso e oferece melhor dirigibilidade, assim como a direção mais fluida, o câmbio automático de 6 velocidades que garante trocas suaves e o controle de cruzeiro que facilita viagens longas.

Outros destaques são o porta-malas de 415 litros, ideal para viagens em família, os freios ABS com EBD, assistente de rampa, controle de estabilidade e tração. Tudo isso, garante as 5 estrelas do Latin Ncap.

3. Toyota Corolla

O “Vovorolla” não ia ficar de fora, justamente porque é o carro número um das pessoas idosas. Isso porque o carro preza pelo conforto, segurança, além de ser referência em sua categoria.

Toyota Corolla - Foto: Divulgação

O destaque é o Toyota Safety Sense, pacote de segurança avançada com recursos como frenagem automática de emergência e alerta de mudança de faixa.

O Corolla também conta com amplo espaço para acomodar mais pessoas do que o casal de idosos, porta-malas espaçoso e suspensão macia que garante conforto em diferentes tipos de pisos.

4. Chevrolet Tracker

Outro SUV, mas desta vez da Chevrolet, reconhecida por seus carros seguros, duráveis e que exigem baixa manutenção.

Os pontos positivos do Tracker para pessoas idosas são segurança, conforto e tecnologia embarcada para ajudar na condução e entretenimento.

GM Tracker - Foto: Divulgação

Entre os pontos de câmbio automático de 6 velocidades garante trocas suaves, direção elétrica leve e precisa, ar-condicionado e aquecedor para ajudar no conforto térmico e o sistema multimídia de 8 polegadas.

5. Volkswagen Virtus GTS

Por fim, o VW Virtus, um excelente sedan esportivo, com design elegante e interior sofisticado. Assim como os outros carros da lista, também conta nota máxima da Latin Ncap, que atesta sua segurança. 

Além disso, conta com suspensão firme que garante uma dirigibilidade mais precisa, freios ABS com EBD, 6 airbags (incluindo de cortina), controle de estabilidade e tração.

VW Virtus - Foto: Divulgação

Quais dicas para idosos viajarem com segurança?

Vamos a algumas dicas para aumentar a segurança dos idosos nas estradas:

  • Planeje a viagem com antecedência, assim como o roteiro, paradas e locais de hospedagem. Procure sempre locais seguros e movimentados.
  • Faça pausas regulares para descanso, se hidratar e se alimentar.
  • Leve consigo os medicamentos de uso regular e mantenha-os sempre à mão.
  • Use roupas confortáveis e adequadas para o clima da região que vai viajar.
  • Respeite os limites do corpo e evite dirigir por longas horas sem parar.

  • Se possível, viaje acompanhado de um familiar ou amigo.

Com o carro adequado, um planejamento de viagem assertivo e os cuidados necessários, o casal de idosos pode aproveitar ao máximo a viagem, conhecer lugares novos e criar memórias inesquecíveis.

 

FONTE GARAGEM 360

Idosos com mais de 65 anos PODEM ter direito ao vale-sacolão no valor de R$ 250; entenda o projeto

Em um país marcado por desigualdades sociais e econômicas, iniciativas governamentais que visam amenizar os impactos da pobreza são sempre bem-vindas. O projeto do vale-sacolão, com o valor de R$250, emerge como um farol de esperança, especialmente para idosos com 65 anos ou mais, que muitas vezes enfrentam dificuldades para garantir uma alimentação adequada.

Este programa visa beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica, inscritas no Cadastro Único para programas sociais do governo, proporcionando um subsídio mensal destinado à compra de itens essenciais da cesta básica.

A finalidade do vale-sacolão

O objetivo principal do vale-sacolão é assegurar que as famílias brasileiras, principalmente aquelas com idosos e pessoas com incapacidade permanente, possam ter acesso a uma alimentação de qualidade.

O benefício pretende cobrir a aquisição de alimentos básicos, incluindo frutas e legumes, itens fundamentais para uma dieta equilibrada mas que, muitas vezes, são deixados de lado devido a restrições financeiras.

O papel do Cadastro Único

Cadastro Único (CadÚnico)dos programas sociais do governo desempenha um papel central neste projeto. Por meio dele, o governo identifica as famílias elegíveis para o vale-sacolão, garantindo que o benefício alcance aqueles que realmente necessitam.

CadÚnico, portanto, não só facilita a implementação do vale-sacolão como também assegura uma distribuição mais justa e eficiente dos recursos disponíveis.

Implementação e desafios

A implementação do vale-sacolão enfrenta desafios, principalmente relacionados à sua tramitação no Congresso.

Apesar de sua importância e do potencial impacto positivo, o projeto não avançou significativamente desde sua proposta em 2022. Esse atraso deixa muitos idosos e famílias em uma situação de incerteza, aguardando a confirmação e o início dos pagamentos.

Cadastro Único surge novamente como uma ferramenta vital neste processo, pois oferece a base de dados necessária para agilizar a implementação do projeto assim que aprovado.

O benefício em números

Enquanto o vale-sacolão aguarda aprovação, o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) segue sendo uma fonte de apoio financeiro para idosos com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência.

Com pagamentos no valor de um salário mínimo, o BPC/Loas demonstra a contínua preocupação do governo com os mais vulneráveis.

A conexão entre o BPC/Loas e o Cadastro Único reforça a importância desse sistema de cadastramento na efetivação de políticas sociais.

Perspectivas futuras

A implementação do vale-sacolão representa um passo importante na luta contra a insegurança alimentar entre os idosos e famílias vulneráveis do Brasil. A iniciativa não só promove o acesso a uma alimentação saudável como também reforça a rede de segurança social do país, complementando outros programas como o BPC/Loas.

A expectativa é que, com a aprovação do projeto e a utilização eficaz do Cadastro Único, milhares de famílias possam experimentar uma significativa melhoria em sua qualidade de vida.

Em suma, o vale-sacolão é mais do que um benefício financeiro; é um investimento na saúde e no bem-estar da população idosa e vulnerável do Brasil. Resta agora superar os obstáculos legislativos para que essa proposta se transforme em realidade, garantindo que os idosos e suas famílias tenham o suporte necessário para uma vida digna e saudável.

Estas são algumas das funções do aplicativo Cadastro Único

O aplicativo Cadastro Único é uma ferramenta prática para acessar informações cadastrais, emitir comprovantes de cadastro e verificar benefícios sociais. Sem necessidade de login, usuários podem buscar postos de atendimento, informar-se sobre programas sociais do governo e consultar CPFs.

Contudo, o acesso completo às funcionalidades, incluindo a visualização detalhada de dados cadastrais pessoais, familiares e domiciliares, bem como a consulta de benefícios sociais e recebimento de notificações, requer login via Gov.br.

Além disso, o app permite a exclusão de cadastros individuais feitos por engano, para aqueles que na realidade pertencem a um núcleo familiar.

Usuários podem também checar pendências cadastrais, sendo que, em caso de inconsistências, o Responsável Familiar deve visitar um CRAS ou outro ponto de atendimento do Cadastro Único para atualizações. Situações mais específicas podem exigir a busca por auxílio em outros órgãos públicos, como a Receita Federal.

Explorando as Opções de Consulta no Aplicativo Cadastro Único

O aplicativo Cadastro Único disponibiliza duas alternativas fundamentais para que os usuários possam acessar e verificar suas informações cadastrais: a Consulta por CPF e a Consulta ao formulário. Ambas as ferramentas são projetadas para facilitar o acesso dos cidadãos às suas informações, assegurando transparência e autonomia no gerenciamento de seus dados.

A opção de Consulta por CPF é uma ferramenta ágil que permite aos usuários, mediante a inserção do número de CPF e data de nascimento, verificar se estão inclusos no Cadastro Único, um passo crucial para acessar diversos programas sociais.

Alternativamente, a Consulta ao formulário é uma via mais abrangente para a exploração de dados. Ela disponibiliza uma visão completa das informações cadastrais, abarcando desde o código familiar até detalhes específicos de cada integrante da família. Essa modalidade é particularmente útil para a verificação e atualização de dados, essencial para a manutenção da elegibilidade em programas assistenciais. Contudo, para acessar essa consulta, é necessário realizar o login no portal gov.br, uma medida que reforça a segurança e a privacidade dos dados dos usuários.

Essas ferramentas representam um avanço significativo na forma como os cidadãos interagem com seus dados no Cadastro Único, oferecendo meios eficientes e seguros para a gestão das informações pessoais e familiares.

 

FONTECADUNICO BRASIL

Idosos ganham R$2.800 em benefícios com a carteira do idoso

Os idosos do país estão recebendo um auxílio de R$ 2.800 através de benefícios cedidos. A medida busca garantir renda e uma boa qualidade de vida para os cidadãos brasileiros. Então, acompanhe abaixo como fazer parte desta novidade que está ajudando os idosos. 

Com a ajuda da carteira do idoso, muitas pessoas estão obtendo descontos e auxílios que somados chegam em até R$ 2.800. A novidade fez com que muitos idosos buscassem mais detalhes sobre a medida.

É válido ressaltar que a carteira do idoso está focada em garantir renda e qualidade de vida para os indivíduos que possuem ao menos 60 anos de idade e possuem uma renda inferior à dois salários mínimos.

Este benefício garante o desconto em passagens de ônibus e trens de pelo menos 50%. Além disto, para a compra de passagens interestaduais, o idoso terá direito à isenção total do pagamento referente ao bilhete.

Como solicitar a documentação para os idosos do país?

Para ter acesso à sua carteira do idoso, a emissão desta documentação preferencial pode ser feita através do site oficial, gerido pelo governo federal em parcerias com unidades locais.

Então, clicando aqui, o cidadão poderá ter acesso à mais informações e detalhes sobre a emissão deste documento que garante uma série de benefícios para os brasileiros que possuem acima de 60 anos.

É importante saber que para participar deste projeto, o idoso precisa, necessariamente, estar devidamente registrado no Cadastro Único. Para mais detalhes sobre isto, clique aqui e saiba mais. 

 

FONTE FDR

Cansado de pagar contas? presente do Governo para IDOSOS pode aliviar em até 65% no fim do mês

Em meio aos desafios econômicos enfrentados pelas famílias de baixa renda no Brasil, uma iniciativa do Governo Federal surge como um alívio significativo no orçamento doméstico: a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE).

Criada com o intuito de reduzir a carga financeira do consumo de energia elétrica para famílias em situação de vulnerabilidade, esta política pública não só facilita o acesso a um serviço essencial, mas também promove a inclusão social e a justiça econômica.

Este artigo detalha o funcionamento da TSEE, os critérios de elegibilidade e os processos através dos quais os descontos são aplicados, ilustrando o impacto positivo dessa medida no bem-estar das famílias beneficiadas.

Fundamentação e Estrutura da TSEE

A base legal da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) encontra-se na Lei nº 10.438, de 2002, com regulamentações subsequentes que detalham a aplicação dos descontos nas contas de energia elétrica das famílias enquadradas na Subclasse Residencial Baixa Renda. Essas leis e decretos estabelecem o arcabouço necessário para a implementação efetiva dos benefícios previstos pelo programa.

Os descontos oferecidos pela TSEE são projetados para aliviar o custo da energia elétrica para famílias de baixa renda, isentando-as de contribuições para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e para o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa). Essa estrutura de descontos progressivos, baseada no consumo, representa uma medida de suporte direto às famílias que mais precisam.

Além disso, famílias indígenas e quilombolas têm direito a um desconto ainda mais significativo, refletindo o compromisso do programa com a inclusão social e o reconhecimento das vulnerabilidades específicas dessas comunidades. Os descontos são aplicados de forma cumulativa, oferecendo alívio substancial nos custos de energia para essas famílias.

Elegibilidade e Acesso ao Benefício

A elegibilidade para a TSEE é determinada por critérios claros, incluindo renda familiar mensal per capita e condições especiais, como a presença de idosos ou pessoas com deficiência que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Esses critérios garantem que o benefício alcance aqueles em condições de vulnerabilidade econômica.

Desde janeiro de 2022, a concessão da TSEE foi automatizada para as famílias que se enquadram nos critérios estabelecidos, eliminando a necessidade de solicitações formais à distribuidora de energia. Essa automatização facilita o acesso ao benefício e assegura que o suporte chegue de forma mais rápida e eficiente às famílias elegíveis.

Os recursos para custear os descontos da TSEE provêm da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), com as distribuidoras de energia sendo ressarcidas pelo benefício concedido. Esse mecanismo financeiro assegura a sustentabilidade do programa, permitindo que continue a oferecer suporte essencial às famílias de baixa renda.

Impacto e Perspectivas Futuras

A Tarifa Social de Energia Elétrica tem um impacto direto no bem-estar das famílias beneficiadas, possibilitando uma redução significativa nos custos mensais de energia. Para muitas famílias, esses descontos significam a diferença entre a capacidade de atender às necessidades básicas e a luta para fazer o mesmo.

Além de proporcionar alívio financeiro imediato, a TSEE é um exemplo de como políticas públicas podem ser estruturadas para promover a equidade social e econômica. A medida é um passo importante na direção de um sistema mais justo de tarifação de serviços essenciais, onde o acesso não é limitado pela capacidade de pagamento.

À medida que a sociedade avança, é crucial que programas como a TSEE continuem a ser avaliados e ajustados para melhor atender às necessidades das populações vulneráveis. A expansão do acesso e a adaptação contínua às mudanças econômicas e sociais serão essenciais para garantir que o benefício continue a cumprir seu objetivo de promover a inclusão e a justiça social nas comunidades de baixa renda por todo o país.

 

FONTE CADUNICO BRASIL

Empresas são obrigadas a reservar passagens GRÁTIS para idosos; público pode viajar entre estados de forma 100% gratuita

No Brasil, os direitos dos idosos são garantidos por diversas leis e políticas públicas, visando oferecer uma vida mais digna e justa para quem já contribuiu tanto para a sociedade.

Uma dessas políticas públicas beneficia diretamente os cidadãos com mais de 60 anos, proporcionando-lhes o acesso gratuito ou com desconto significativo em passagens para viagens interestaduais.

Este artigo explora como os idosos podem usufruir desses direitos, com ênfase na importância do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) na obtenção de tais benefícios.

Como acessar os benefícios para idosos

Carteira do Idoso é o documento que garante a cidadãos brasileiros, com mais de 60 anos, uma série de benefícios, incluindo a isenção de pagamentos em diversos serviços.

Para solicitar a carteira, é necessário entrar em contato com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República ou, em alguns casos, com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo.

Além disso, é essencial a inscrição no Cadastro Único. Esse registro é crucial, pois além de viabilizar a gratuidade ou descontos em passagens, também é uma porta de entrada para outros programas sociais.

O processo pode ser realizado online e requer a apresentação de documentos básicos como RG, comprovante de residência e certidão de nascimento ou casamento.

Benefícios garantidos

Os idosos possuem direito a uma variedade de benefícios que visam assegurar sua mobilidade, saúde e bem-estar.

Dentre eles, destaca-se a gratuidade em viagens interestaduais de ônibus, garantida pela legislação brasileira.

Empresas de transporte rodoviário são obrigadas a reservar duas vagas gratuitas por veículo para idosos que comprovem renda igual ou inferior a dois salários mínimos.

Além disso, caso essas vagas já estejam ocupadas, os idosos têm direito a um desconto de no mínimo 50% nas passagens.

Usufruindo dos Direitos Garantidos

Para fazer uso desses direitos, é essencial que o idoso apresente sua Carteira do Idoso no momento da reserva ou compra da passagem.

Este procedimento assegura a prioridade e o acesso aos benefícios de forma digna e justa.

Vale ressaltar que a gratuidade e os descontos são aplicáveis em todas as linhas interestaduais, promovendo assim maior mobilidade e qualidade de vida para os idosos brasileiros.

Por fim, a garantia de viagens gratuitas ou com desconto para idosos não apenas reconhece a contribuição desses cidadãos à sociedade, mas também promove a inclusão social e a mobilidade.

Com o envelhecimento da população, tais medidas se tornam cada vez mais importantes, assegurando que os direitos dos idosos sejam respeitados e que eles possam desfrutar de uma vida com mais qualidade e dignidade.

Outras maneira de conseguir descontos nas viagens

A gratuidade em viagens interestaduais para pessoas idosas no Brasil é um direito garantido por lei, visando promover maior acessibilidade e qualidade de vida. Diferente do que muitos podem pensar, não é obrigatório possuir uma carteira específica para idosos para fazer uso desse benefício.

O que é essencial, contudo, é a comprovação de renda. Para se qualificar para a gratuidade, a pessoa idosa deve demonstrar que sua renda não excede dois salários mínimos.

Essa comprovação pode ser feita através de documentos oficiais que atestem a renda, como contracheques, extratos bancários ou declarações emitidas por órgãos competentes. Portanto, ao planejar suas viagens, é importante que o idoso esteja munido desses documentos para garantir seu direito à gratuidade, assegurando-se de que a falta de uma carteira específica não será um impedimento.

Dicas para uma boa viagem de ônibus

Preparar-se para uma viagem de ônibus envolve planejamento e organização para garantir conforto e tranquilidade durante o percurso. Inicialmente, é importante escolher assentos adequados, considerando a duração da viagem; assentos próximos às saídas podem oferecer mais espaço para as pernas e facilitar o acesso ao banheiro.

Verificar antecipadamente as políticas de bagagem da empresa de ônibus é crucial para evitar surpresas no dia da viagem, assim como etiquetar todas as malas com informações de contato.

Uma mochila ou bolsa de mão com itens essenciais pode tornar a viagem mais agradável: snacks, água, carregador de celular, fones de ouvido, um livro ou e-reader e uma almofada de pescoço são recomendados.

Para viagens noturnas, itens como uma máscara de dormir e tampões de ouvido podem ajudar a melhorar a qualidade do sono. Vestir-se com roupas confortáveis e em camadas permite adaptar-se a variações de temperatura dentro do ônibus.

Além disso, chegar ao terminal com antecedência para localizar a plataforma de embarque evita correrias de última hora. Finalmente, ter documentos pessoais e passagens à mão, em uma pasta ou local de fácil acesso, assegura um embarque sem contratempos. Com esses cuidados, a viagem de ônibus pode ser uma experiência agradável e sem estresse.

 

FONTE CADUNICO BRAISL

Bombeiros realizam atendimento a idoso que caiu da própria altura

Na tarde de 27 de fevereiro o Corpo de bombeiros militar de Conselheiro Lafaiete realizou o atendimento a um idoso de 74 anos que caiu na rua, no bairro Ouro Branco.

No momento do ocorrido, a ambulância tripulada pela guarnição dos bombeiros estava realizando o atendimento a outra ocorrência. Após suprimir a demanda do atendimento a vítima vigente, os militares deram prioridade a situação do idoso caído ao solo e prontamente se deslocaram para o local.

Segundo os militares a vítima se queixava de dores na região da pelve e por isso, foi imobilizada e conduzida até o Hospital Maternidade.

Em caso de emergências, ligue 193.

Idosos com renda de até R$2.824 tem direitos que poucas pessoas conhecem

Prevista no Estatuto do Idoso, a lei da pessoa idosa garante diversos benefícios para os brasileiros que atingiram a terceira idade. Por meio dela, idosos que possuem uma renda de até R$2.824 têm acesso a algumas facilidades no seu cotidiano.

As medidas existem como forma de garantir um maior conforto e praticidade na rotina dos idosos do país. Os direitos são assegurados pela legislação brasileira e devem ser cumpridos rigorosamente.

Confira alguns dos benefícios disponíveis para idosos:

Prioridade no atendimento em instituições públicas e privadas: o benefício é garantido para todos os idosos e tem o objetivo de garantir que o cidadão não espere em filas por longas horas;
Isenção no pagamento de impostos: benefício está disponível em alguns municípios. Por meio dele, o idoso pode garantir a isenção do IPTU e IPVA, por exemplo. As regras variam de acordo com cada cidade;
Medicamento gratuito: iniciativa está disponível para idosos com baixa renda. Para tal, é necessário possuir uma recomendação médica. Ela deve ser apresentada em um estabelecimento que tenha convênio com o programa Farmácia Popular. Por meio dele, é possível obter medicamentos e até mesmo itens de higiene de graça;
Viagens de graça: a iniciativa permite que idosos realizem viagens interestaduais de forma gratuita. Para tal, é necessário apresentar a carteira do idoso na empresa responsável pelo trajeto. O documento pode ser emitido gratuitamente e está disponível para idosos com renda de até dois salários mínimos;
Benefício de Prestação Continuada: criado pelo Governo Federal, ele garante uma renda mínima para idosos de baixa renda. Atualmente, o benefício está disponível para idosos com renda familiar de até R$ 353 por pessoa. O benefício é liberado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) com um pagamento mensal de um salário mínimo.

FONTE FDR

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.