VITÓRIA! Salário liberado a partir de hoje (23/02) para idosos que ganham até R$ 1.412

A partir desta sexta-feira, 23 de fevereiro, novos grupos de idosos terão acesso ao seu salário. Os valores chegam a R$ 1.412, equivalente ao atual salário mínimo. Os depósitos são feitos na conta corrente ou poupança do cidadão, dependendo dos dados bancários que foram cadastrados para receber o rendimento. O calendário completo com a ordem de pagamentos já foi divulgado.

INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) dá início nesta sexta-feira (23) ao calendário de pagamentos referente ao mês de fevereiro. Com isso, idosos que têm direito a aposentadoria ou pensão poderão ter acesso ao rendimento previdenciário. Dão início ao cronograma aqueles que têm direito ao pagamento de no máximo 1 salário mínimo, valor equivalente ao piso do INSS.

Calendário de pagamentos dos idosos do INSS

calendário de pagamentos do INSS considera o número do benefício previdenciário. Os idosos recebem uma numeração de identificação para cada salário recebido, isso significa que aqueles que acessam dois benefícios ao mesmo tempo, como aposentadoria e pensão por morte, terão números diferentes.

Para a ordem de depósitos vale o último número dessa identificação, o dígito que antecede o hífen em uma sequência de 9 dígitos. Na primeira semana apenas as aposentadorias ou benefícios equivalentes ao piso são recebidos, na semana seguinte outros depósitos são feitos. 

Até 1 salário mínimo
Número final do benefícioData de liberação
123/02
226/02
327/02
428/02
529/02
601/03
704/03
805/03
906/03
007/03
Acima de 1 salário mínimo
Número final do benefícioData de liberação
1 e 601/03
2 e 704/03
3 e 805/03
4 e 906/03
5 e 007/03

Consultar pagamentos do INSS

Para consultar o seu pagamento no INSS, os idosos podem acessar os sistemas online disponibilizados pela Previdência Social. Além do valor é informada a data de pagamento.

  • Acesse o Meu INSS e faça login;
  • No menu selecione “Extratos”;
  • Agora, escolha “Extrato de pagamentos”;
  • Filtre pelo mês de fevereiro ano de 2024.

FONTE FDR

Idosos comemoram APROVAÇÃO do salário social que garantirá renda extra para muitos

Os idosos que vivem de baixa renda se veem muitas vezes abandonados. Mas, o governo federal tem o compromisso de oferecer benefícios que possam ajudar essas pessoas a viver de forma digna. Por isso, é possível conseguir um tipo de salário social que dá acesso a uma quantia mínima todos os meses.

Ministério do Desenvolvimento Social, Pasta do governo responsável por cuidar os benefícios de assistência social, tem programas voltados justamente para idosos. Na realidade, a pessoa com mais de 60 anos tem no Brasil uma legislação própria que a protege e garante todos os seus direitos. 

O Estatuto do Idoso é usado como referência para que os brasileiros saibam quais são os seus direitos e os seus deveres ao atingirem a melhor idade. Além disso, a sociedade precisa estar ciente de que esse público possuí uma legislação que os protege e assegura uma vida de forma mais digna. 

É possível receber, entre outras coisas, um tipo de salário social. Chamado de BPC (Benefício de Prestação Continuada) esse benefício é concedido todo mês para pessoa com mais de 65 anos que comprovar baixa renda. Para receber é necessário estar no Cadastro Único que reconhece os brasileiros pobres.

O pedido do benefício, porém, acontece no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Embora não seja previdenciário e não exija qualquer contribuição para a Previdência Social, é o Instituto quem analisa as solicitações e aprova ou desaprova a sua liberação.

Salário social para os idosos de baixa renda

Especificamente no caso do BPC, o salário social é concedido aos idosos de baixa renda com mais de 65 anos. Mas, de uma forma geral, a assistência social do governo federal é liberada aos maiores de 60 anos por meio de outras ações. É preciso entender como receber o salário todos os meses.

pagamento é feito pelo INSS, por meio do calendário mensal da Previdência. O valor concedido é de 1 salário mínimo que em 2024 equivale a R$ 1.412. Para receber é necessário preencher aos seguintes critérios:

  • Ser idoso com mais de 65 anos de idade;
  • Ter renda familiar de no máximo 1/4 do salário mínimo por mês;
  • Estar inscrito no Cadastro Único;
  • Provar que não possuí formas de se manter financeiramente e que não pode contar com a ajuda da sua família.

Pessoas com deficiência de qualquer idade também podem receber, neste caso é preciso passar por perícia médica que comprove a condição.

Vale lembrar que o BPC não deve ser confundido com aposentadoria. Porque ele não dá direito a 13º salário e não deixa pensão por morte. Além disso, caso a renda do idoso aumente ele deixa de receber o benefício.

Benefícios sociais liberados para idosos

Junto com o BPC existem outros benefícios sociais que podem ser liberados para os idosos. Os programas de assistência servem principalmente para as pessoas que não têm renda fixa e que dependem da ajuda do poder público. 

Entre eles estão:

  • Carteira do Idoso – pode ser emitida online no site do Gov.br e comprova o cadastro dos idosos de baixa renda no CadÚnico;
  • Gratuidade em viagens de transporte público – direito a até dois assentos em viagens interestaduais ou desconto de 50%, gratuidade em viagens intermunicipais e municipais;
  • Financiamento gratuito pelo Minha Casa, Minha Vida – para quem recebe o BPC;
  • Gratuidade em remédios de uso contínuo – por meio da Farmácia Popular;
  • Bolsa Família – concede R$ 600 para quem vive com renda de até R$ 218 por pessoa no mês;
  • Desconto de até 65% no valor da conta de luz – por meio do programa Tarifa Social.

Como conseguir os benefícios sociais?

Os idosos que desejam ser beneficiados com ações sociais, ou que querem receber o salário social do BPC, precisam ser reconhecidos pelo poder público. Para isso deverão:

  • Comparecer até o CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) do seu município;
  • Solicitar a inclusão no Cadastro Único;
  • Responder ao questionário socioeconômico;
  • Apresentar documento de identificação pessoal do responsável pela família e dos seus dependentes, além do comprovante de residência;
  • Será gerado o NIS (Número de Identificação Social).

O pedido do BPC deve ser feito no Meu INSS a partir do número do NIS.

FONTE FDR

Descontão para a terceira idade: idosos poderão comprar veículos zero km com facilidades!

Novo Projeto de Lei (PL) deseja garantir mais vantagens para os cidadãos da terceira idade.

Há um PL (Projeto de Lei) sendo debatido na Câmara atualmente, cujo objetivo é implementar abatimentos especialmente voltados para os idosos que desejam obter carros novos em território nacional. Hoje, nosso país ainda não conta com uma legislação semelhante, mas tal iniciativa deseja mudar isso.

O autor da proposta é o ex-deputado federal Alexandre Frota e visa conceder isenção fiscal sobre o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) na obtenção de automóveis zero km para brasileiros da terceira idade. Se a medida for aprovada, a cada cinco anos esse tributo não seria cobrado, o que permitiria a diminuição nos preços dos carros.

Atualmente já existem benefícios parecidos?

Algumas concessionárias e montadoras já oferecem benefícios em forma de descontos e vantagens especialmente voltadas para o público com idade avançada, como a possibilidade de dar entradas menores, financiar com mais facilidade, além de efetuar uma cobrança de juros reduzidos.

Portanto, uma oportunidade existente hoje é comprar um veículo com abatimento, por conta de alguma patologia médica associada à idade avançada, como hérnia de disco, tendinite, bursite, LER (Lesão por Esforço Repetitivo), entre outras doenças.

Agora, voltando ao projeto, o principal argumento defensivo utilizado por seu autor é a possibilidade de impulsionar a indústria automotiva no Brasil. Alexandre Frota ressaltou que não existem muitos incentivos para a população com mais de 60 anos e isso precisa ser devidamente corrigido.

Desse modo, o texto visa promover uma maior equidade e inclusão social, uma vez que ter um automóvel em boas condições de uso é algo capaz de fazer toda a diferença no quesito qualidade de vida para as pessoas mais velhas.

Porém, apesar de a iniciativa ter obtido aprovação na Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa em 2021, o PL 2937/2020 continua parado na Câmara dos Deputados desde essa data. Aqueles que são contra o projeto alegam que seria injusto privilegiar apenas um grupo social com benefícios especiais em detrimento de outras camadas sociais.

Seguidamente, ainda existem preocupações quanto à possibilidade de os fabricantes efetuarem um aumento de valores, de modo a compensar os descontos oferecidos aos idosos, o que poderia afetar o restante dos consumidores e o mercado automotivo como um todo.

FONTE CAPITALIST

Antecipação do 13º salário foi CONFIRMADA e idosos já podem solicitar

Os trabalhadores, aposentados e pensionistas que não puderem esperar o calendário regular do abono natalino podem contar com a antecipação do 13º salário. Nem todos terão o benefício do adiantamento, será preciso concordar com a medida e arcar com todas as regras que envolvem esse procedimento.

antecipação do 13º salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) não deve ser confirmada para esse ano. Pelo menos foi isso que o Ministério da Previdência Social divulgou, afirmando que o calendário pré-pandemia deve retornar. Ainda assim, há formas de adiantar a liberação do benefício.

Como pedir a antecipação do 13º salário?

Idosos que são aposentados, pensionistas ou continuam trabalhando, têm a opção de pedir a antecipação do 13º salário. Neste caso eles terão que contar com a intermediação do setor privado, porque por lei o benefício não é concedido fora da data.

Trabalhadores recebem a primeira parcela até novembro e a segunda até dezembro. Aposentados recebem a primeira até agosto e a segunda até novembro. Há não ser que solicitem em:

  • Antecipação pelos bancos;
  • As duas parcelas poderão ser antecipadas, mas há encargos com cobrança de juros que diminuem o valor original;
  • Funciona como um empréstimo, o banco adianta o valor que será pago de 13º, mas recebe no lugar do trabalhador ou do aposentado quando o pagamento regular for feito.

Onde pedir a antecipação do 13º salário?

Cada banco possuí as suas próprias regras sobre antecipação do 13º salário. Mas, a maioria prevê que:

  • A antecipação deve acontecer no banco em que o salário mensal é pago;
  • O banco somente autoriza a antecipação se o trabalhador tiver estabilidade no emprego (atuando há mais de 12 meses), e se for aposentado ou pensionista;
  • Os juros mudam dependendo de cada banco;
  • O pedido pode ser feito no aplicativo ou caixa eletrônico, vale conferir o limite disponível.

FONTE FDR

Isenção Total de Conta de Luz para Idosos: Como Solicitar o Benefício?

No Brasil, uma recente notícia tem causado grande alvoroço: idosos com mais de 60 anos poderão obter isenção total de conta de luz, um benefício especialmente importante para aqueles vivendo com uma renda mais reduzida. O Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, uma iniciativa federal, foi desenhado para proporcionar descontos no pagamento de energia elétrica para famílias de baixa renda, incentivando o consumo responsável deste recurso.

Conheça o Programa Tarifa Social de Energia Elétrica

O programa oferece um sistema de descontos baseado no consumo de energia elétrica da família. Idosos com mais de 60 anos e que estão inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), com uma renda mensal per capita igual ou inferior a meio salário mínimo, podem solicitar a isenção total da conta de luz.

Porém, esta iniciativa não se restringe a beneficiar apenas pessoas idosas de baixa renda. Grupos prioritários como pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), e famílias com rendimento de até três salários mínimos que possuem pessoas doentes ou com deficiência que necessitam de equipamentos elétricos constantemente, também podem solicitar esta isenção.

O caminho para solicitar a isenção

Existem três passos básicos para se habilitar para este benefício:

  1. Cadastro no CadÚnico: A primeira etapa do processo é se inscrever no Cadastro Único, caso ainda não esteja registrado.
  2. Documentação: Documentos que comprovem os pré-requisitos para o programa Tarifa Social, como identificação e comprovativo de renda e de condição de idoso, são essenciais.
  3. Conta no nome do beneficiário: É necessário que a conta de luz esteja no nome do beneficiário inscrito no CadÚnico. Se este não for o caso, é preciso fazer o ajuste com a distribuidora de energia.

Os descontos concedidos

O percentual de desconto é proporcional ao consumo energético do lar. Quanto menor o consumo, maior a redução na conta. Veja abaixo os detalhes:

Descontos da Tarifa Social

  • De 0 a 30 kWh: 65% de desconto
  • De 31 a 100 kWh: 40% de desconto
  • De 101 a 220 kWh: 10% de desconto
  • Acima de 220 kWh: Sem desconto

Para consumos acima de 220 kWh por mês, o desconto não é aplicável.

Os benefícios da isenção da conta de luz

A economia na conta de luz proporcionada pelo programa pode aliviar o orçamento de famílias de baixa renda, permitindo que o valor economizado seja destinado a outras necessidades essenciais como alimentação, medicamentos e cuidados com a saúde. Além disso, o programa contribui para a preservação do meio ambiente, incentivando o uso consciente da energia elétrica.

Outros benefícios para idosos

Além da isenção da conta de luz, idosos também podem se beneficiar de outras iniciativas, como a isenção de Imposto de Renda para aqueles com mais de 65 anos e uma renda abaixo de um certo teto, transporte público gratuito ou com desconto, descontos em medicamentos em farmácias conveniadas e prioridade de atendimento em órgãos públicos, bancos e estabelecimentos comerciais. Estes benefícios reforçam a ideia de que, mesmo com idades mais avançadas, é possível viver com dignidade e economia.

FONTE BM&C NEWS

IDOSOS com +60 anos ganham isenção em CINCO benefícios

Carteirinha do Meu INSS+ garante o acesso dos idosos com +60 a cinco benefícios.  Documento pode ser emitido gratuitamente pela internet ou presencialmente, caso não tenha acesso à internet. Veja como obter a sua carteirinha e aproveitar as vantagens dela.

Os idosos com +60 têm alguns direitos garantidos em todo o país, como atendimento prioritário. Além disso, podem usar a carteirinha do Meu INSS+ e aproveitar cinco benefícios.

Cinco benefícios para os idosos

É possível usar a carteirinha para ter descontos em:

Farmácias
Cinemas
Shows
Serviços
Telemedicina
Seguros
Viagens
Entre outros

Como emitir a carteirinha do INSS?

Pelo site:

Acesse o site Meu INSS ou o aplicativo (disponível para iOS e Android)
Clique no item “carteira do beneficiário”
Selecione uma foto sua para ser usada na carteira do beneficiário
Marque a opção que está “ciente que ao apresentar a carteira os dados do benefício serão compartilhados através do QR Code”
Clique em “continuar”
Pronto, a sua Carteira Meu INSS+ já estará disponível para acesso virtual ou download.

No CRAS:

Caso tenha dificuldade de usar a internet e prefira uma emissão presencial, o CRAS pode ajudar.
Basta ir até a unidade mais perto da sua residência com os seguintes documentos pessoais:
Documento de identificação com foto;
CPF;
Número do NIS.

Caso não saiba o NIS é possível fazer a consulta na própria unidade.

Para os idosos que ainda não possuem Cadastro Único, esse pode ser o momento ideal para aproveitar e se cadastrar.

Através do CadÚnico é possível ter acesso a diversos programas federais, como o Auxílio-Gás, que volta a ser pago nesta semana, saiba mais.

A carteirinha do INSS pode ser emitida por todas as pessoas que recebe algum benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social. Mesmo que não seja aposentadoria.

FONTE FDR

Nova Lei Prevê Carros Mais Acessíveis para Idosos e PCDs com Descontos Acentuados!

A proposta de lei tem como objetivo fornecer carros novos a preços mais acessíveis para idosos e PCDs. Os descontos oferecidos estão vinculados à saúde desses dois grupos. A isenção de impostos concedida torna os veículos adaptados mais baratos. Tal ação tem sido muito comemorada no país.

Vantagens fiscais a serem concedidas

Se aprovada, a nova lei concederá isenções de impostos para a compra de carros, incluindo o Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), para qualquer PCD. Atualmente, há uma possível extensão para um desconto de até R$ 300 mil.

Carros adaptados disponíveis no mercado

Com a nova lei, a ideia é que mais PCDs possam adquirir veículos adaptados à sua situação. Marcas como o Polo 2024, Virtus 2024, Nivus 2024, T-Cross versão The Town 2024, Saveiro 2022 e Amarok 2022 poderão ser mais acessíveis a esses grupos com o desconto proporcionado pela nova lei.

Perspectivas futuras

proposta de lei 2937/2020, atualmente em tramitação, visa conceder especificamente aos idosos a isenção do IPI na compra de automóveis novos. Se aprovada, os idosos poderão aproveitar os benefícios fiscais concedidos às PCDs na compra de carros.

Pagamentos do BPC em fevereiro

Benefício de Prestação Continuada (BPC) é uma assistência financeira oferecida pelo Governo Federal para pessoas portadoras de deficiência e idosos a partir dos 65 anos que se encontram em condição de baixa renda. A nova rodada de pagamentos do BPC com um PIX de R$1.412 via celular terá início após o Carnaval, no dia 23 de fevereiro.

Esta proposta de lei, se aprovada, promete ajudar substancialmente os idosos e as PCDs na aquisição de veículos adaptados. É uma medida que provavelmente não só concederá mais liberdade e independência a esses grupos, mas também poderá impulsionar a indústria automotiva do país.

Contudo, vale relembrar que embora o projeto esteja em tramitação, ainda não há uma previsão exata para sua implementação.

FONTE BM&C NEWS

Como idosos podem antecipar a aposentadoria pelo INSS

A aposentadoria antecipada é uma opção que oferece a oportunidade do segurado se aposentar mais cedo, com requisitos de idade e contribuição reduzidos em comparação com as aposentadorias convencionais. Esta opção, também chamada de aposentadoria proporcional, aplica-se exclusivamente a pessoas que eram seguradas do INSS antes da vigência da Emenda Constitucional 20 de 1998.

Quem pode antecipar a aposentadoria do INSS?

Os segurados que desejam antecipar a aposentadoria devem avaliar cuidadosamente se a diminuição do benefício atende às suas necessidades financeiras. Deve-se ter em mente que, embora a aposentadoria seja antecipada, o valor do benefício será menor.

Para ter direito à aposentadoria antecipada:

  • Os homens devem preencher requisitos como ter 53 anos de idade, ter contribuído por 30 anos e ter pago um pedágio de 40%.
  • As mulheres, por outro lado, devem ter 48 anos, ter contribuído por 25 anos e cumprir o mesmo pedágio. Isso se todos esses requisitos tiverem sido cumpridos até 13 de novembro de 2019.

Qual o valor da aposentadoria antecipada?

O valor do benefício da aposentadoria antecipada é calculado a partir da média aritmética dos 80% maiores salários desde julho de 1994, corrigida monetariamente. Depois, essa média é multiplicada pelo fator previdenciário. O resultado equivale a 70% do benefício, com acréscimo de 5% para cada ano que ultrapassar o tempo mínimo de contribuição (30 ou 25 anos) mais o pedágio.

Para os desejosos de se aposentar antecipadamente em 2024, é essencial ter cumprido os requisitos até 12 de novembro de 2019, isto é, antes da entrada em vigor da Reforma da Previdência, que eliminou a possibilidade de antecipação da aposentadoria. É importante revisar períodos de trabalho não contabilizados que podem contribuir para o cumprimento do tempo de contribuição exigido, como trabalhos no exterior, tempo como aluno-aprendiz e serviço militar.

Conclusão

Lembramos que é recomendado procurar uma assessoria previdenciária para avaliar o melhor momento e a melhor modalidade de aposentadoria, além de fazer um planejamento previdenciário de acordo com o perfil do segurado. Além disso, é essencial verificar se todos os períodos contributivos foram devidamente contabilizados no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), evitando equívocos e atrasos no pedido de aposentadoria.

FONTE BM&C NEWS

5 Direitos de Isenção para Idosos: Garanta qualidade de vida após os 60 anos!

Os direitos dos idosos, passam por diversas esferas e garantem uma melhor qualidade de vida para esta parcela da população. No Brasil, esses direitos são assegurados pelo Estatuto do Idoso, garantindo uma série de benefícios e isenções de pagamentos. Entender sobre esses direitos e como aplicá-los é fundamental.

As isenções: quem tem direito?

Todas as pessoas que possuem 60 anos ou mais têm, por lei, o direito de se isentar de algumas cobranças. Este benefício é válido para todo o país, assegurando que, seja lá onde eles morem, terão as mesmas vantagens.

Onde essas isenções são válidas?

As isenções para os idosos são aplicáveis em algumas taxas e impostos. Conheça as 5 principais cobranças das quais os idosos podem se isentar:

  1. Isenção de IPTU: Podem solicitar a isenção de IPTU os idosos com mais de 65 anos, que têm uma renda de até dois salários mínimos e possuem somente um imóvel na cidade onde moram. Porém, é necessário que este imóvel não esteja sendo usado para fins comerciais.
  2. Passagens de ônibus interestaduais: As empresas de transporte interestadual, por lei, precisam reservar dois assentos gratuitos para idosos com mais de 60 anos.
  3. Passagens de ônibus intermunicipais: Assim como no caso das viagens interestaduais, as linhas de ônibus intermunicipais também garantem a gratuidade para idosos.
  4. Isenção do Imposto de Renda: Aqueles que são aposentados ou pensionistas e têm mais de 65 anos têm direito a isenção de R$ 1.903,98 nos rendimentos vindos de pensões ou aposentadorias.
  5. Isenção em gastos de farmácia: Para medicamentos de uso contínuo, os idosos também podem obter isenção, tanto para medicamentos disponíveis no programa Farmácia Popular como para medicamentos retirados em postos de saúde.

Para aproveitar esses benefícios, basta seguir os procedimentos indicados em cada caso e exercer seus direitos garantidos pela legislação.

A importância de conhecer os direitos do idoso

Estas isenções são direitos dos idosos e garantem um alívio financeiro para aqueles que, muitas vezes, vivem com uma renda limitada. Sendo assim, é de extrema importância que tanto os idosos, quanto as pessoas que convivem com eles, conheçam esses direitos, e garantam que eles sejam aplicados, contribuindo para um envelhecimento mais tranquilo e seguro.

FONTE BM&C NEWS

Vacina contra dengue: entenda por que idosos precisam de receita

Geriatra explica que não há estudos de eficácia nessa faixa etária

A população idosa concentra, atualmente, as maiores taxas de hospitalização por dengue no Brasil. O grupo, entretanto, ficou de fora da faixa etária considerada prioritária para receber a vacina contra a dengue por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Isso porque a própria bula da Qdenga estipula que o imunizante é indicado somente para pessoas com idade entre 4 e 60 anos. Ainda assim, em laboratórios particulares, o imunizante é aplicado em idosos, desde que seja apresentado pedido médico.

A pergunta é: há risco para o idoso que recebe a vacina? Em entrevista à Agência Brasil, o geriatra Paulo Villas Boas explicou que a bula da Qdenga não inclui pessoas acima de 60 anos porque não foram feitos estudos de eficácia nessa faixa etária. O membro do Comitê de Imunização da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia destacou, entretanto, que a dose foi liberada para toda a população acima de 4 anos pela Agência Europeia de Medicamentos e a Agência Argentina de Medicamentos.

“Em médio prazo, acredito que haverá uma discussão sobre a liberação da vacina contra a dengue para a população com mais de 60 anos”, disse. “No presente momento, os idosos não são elegíveis. Se a dose for utilizada na população com mais de 60 anos, mesmo que seja recomendada por um médico, é considerado o que a gente chama de prescrição off label, ou seja, que não consta na liberação oficial. Alguns medicamentos são prescritos assim porque há estudos que mostram benefício.”

“Existe essa possibilidade da prescrição off label. Mas o que está acontecendo no Brasil hoje em dia? Há uma demanda muito grande da população idosa com desejo de se vacinar contra a dengue. Porém, mesmo nas clínicas privadas, não se encontra mais a vacina. Como ela foi liberada, o próprio laboratório não está conseguindo suprir a demanda para o SUS. Temos uma previsão, até o final do ano, de um aporte de cerca de 6 milhões de doses. Então o laboratório provavelmente não vai conseguir suprir a demanda para clínicas privadas.”

A melhor forma de combater a dengue é impedir a reprodução do mosquito. Foto: Arte/EBC – Arte/EBC

Villas Boas lembrou que os idosos são considerados grupo de risco para agravos decorrentes da infecção pela dengue. O maior número de óbitos, segundo o geriatra, acontece exatamente nessa faixa etária. Dados da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, por exemplo, mostram que, no ano passado, das 11 mortes registradas pela doença, oito foram em pessoas com mais de 60 anos. Em 2022, 79% dos óbitos provocados pela dengue no estado também foram entre idosos.

“A gente sabe que os indivíduos idosos são portadores de doenças crônicas como hipertensão, diabetes, doença do coração. Muitos têm estado em imunossupressão, ou seja, quebra da imunidade. E esses são fatores de risco para complicações da infecção pela dengue. Por isso, acredito que a médio prazo, ou mesmo a curto prazo, teremos dados cientificamente robustos que indiquem a vacinação contra a dengue para essa população.”

O geriatra reforçou que não há risco iminente para idosos que, com a prescrição médica em mãos, recebem a vacina contra a dengue, mas destacou aspectos considerados importantes quando o assunto é a imunização de pessoas com mais de 60 anos, como um estado de perda de imunidade normal da idade, chamado imunossenescência, e a tomada de medicações que podem aumentar a imunodeficiência, como o uso crônico de corticoides e outros tratamento específicos.

“Se eventualmente esse indivíduo idoso desejar ser vacinado, é importante que ele converse muito bem com o médico que irá prescrever a vacina. Um bom contexto de saúde desse indivíduo idoso, para que ele possa receber a vacina com total segurança. A gente tem que lembrar que a Qdenga é uma vacina com vírus atenuado e não com vírus morto. Se o indivíduo estiver com a imunidade mais baixa, pode ter uma resposta ou reação vacinal maior, desenvolvendo efeitos colaterais inerentes à vacinação, como mal-estar geral e febre. Não vai desenvolver um quadro de dengue clássico. Mas pode ter uma série de efeitos colaterais, descritos na própria bula da vacina.”

Na ausência de uma dose contra a dengue formalmente indicada para idosos, Villas Boas ressaltou que a prevenção da doença nessa faixa etária deve ser feita por meio dos cuidados já amplamente divulgados para o combate ao mosquito Aedes aegypti: impedir o acúmulo de água parada; usar repelentes sobretudo pela manhã e no final da tarde, horários de maior circulação do Aedes aegypti; e utilizar roupas de manga longa e em tons mais claros.

Medidas de proteção individual para evitar picadas de mosquitos. Foto: Arte/EBC – Arte/EBC

“A prevenção da dengue para a população idosa é idêntica à prevenção da população em geral. Não há nada específico. São aquelas orientações que a gente cansa de ouvir e cansa de ver que as pessoas não fazem”, disse. “Tudo o que possa evitar o indivíduo de ser picado contribui”, concluiu. 

FONTE AGÊNCIA BRASIL

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.