Governo Surpreende E Determina Novo Salário Mínimo: Salários De R$1.612 Até R$ 1.844,40

O governo de Santa Catarina anunciou uma nova determinação para o salário mínimo regional, surpreendendo trabalhadores e empresários. O valor fixado é de R$1612,26, dividido em quatro faixas salariais que variam até R$ 1.844,40.

O acordo, resultado de negociações entre entidades trabalhadoras e patronais, reflete o compromisso do estado em garantir uma remuneração justa aos seus cidadãos. Esse ajuste representa o 14º ano consecutivo em que o estado consegue chegar a um acordo sem litígio nesse tema crucial.

A composição das faixas salariais abrange uma diversidade de setores econômicos. Na primeira faixa, com o valor de R$1.612,26, estão inclusos trabalhadores da agricultura, construção civil e indústrias extrativas, entre outros. Já a segunda faixa, com R$1.670,56, abrange indústrias do vestuário, papel, além de distribuidoras e vendedoras de jornais.

Para a terceira faixa, com o valor de R$1.769,14, estão direcionados trabalhadores das indústrias químicas, alimentação e comércio em geral. Por fim, na quarta faixa, com R$1.844,40, estão englobados trabalhadores de indústrias metalúrgicas, empresas de seguros, estabelecimentos de ensino, entre outros.

O processo de definição do salário mínimo regional envolveu discussões iniciadas em novembro, com representantes de entidades patronais e de trabalhadores. Segundo relatos, as conversas foram marcadas pela maturidade e respeito mútuo, refletindo a evolução do diálogo ao longo dos anos.

FONTE COLUNA FINANCEIRA

Inscritos no Cadastro Único já podem consultar BÔNUS de R$ 200, R$ 1.000, R$1.800 até R$9.200 mil; saiba como

Os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) já podem realizar a consulta aos pagamentos de R$ 200, R$ 1.000, R$1.800 até R$9.200 mil do Programa Pé de Meia, que visa incentivar os estudantes do Ensino Médio a terminarem seus estudos pagando benefícios financeiros anualmente.

Os benefícios para os estudantes poderão chegar até R$ 3 mil e, ao final do 3º ano do Ensino Médio, cada um poderá ter um valor de até R$ 9.200 mil.

FONTE FDR

Concurso Caixa: data de pagamento da inscrição é prorrogada; confira

Antes, o prazo terminava nesta quarta-feira (27/3). O certame oferece 4.050 oportunidades

Quem se inscreveu no concurso público da Caixa Econômica Federal terá mais tempo para efetuar o pagamento da taxa de inscrição. O boleto poderá ser pago até 5 de abril, anunciou a Fundação Cesgranrio, banca organizadora do certame, nesta segunda-feira (25/3).

Antes, os boletos deveriam ser pagos até a data limite de quarta-feira (27/3). Os candidatos que já geraram o boleto não precisam se preocupar, pois os documentos também tiveram data de vencimento prorrogada automaticamente. As taxas custam entre R$ 50 e R$ 65.

As inscrições do concurso da Caixa terminaram nesta segunda (25). O certame conta com mais de 1 milhão de inscritos, que concorrerão às 4.050 oportunidades ofertadas na seleção.

As vagas são para as carreiras de técnico bancário novo e técnico bancário novo – TI, ambas de nível médio; médico do trabalho e engenheiro de segurança do trabalho, ambas de nível superior.

Os aprovados e nomeados receberão salários de R$ 3.762 para técnico; R$ 11.186 para médico do trabalho; e R$ 14.915 para engenheiro de segurança do trabalho. Além dos valores, a Caixa também oferece diversos benefícios, que incluem:

  • Auxílio-alimentação;
  • Auxílio-cesta;
  • Auxílio 13ª cesta alimentação;
  • Auxílio creche/babá;
  • Oportunidades de ascensão e desenvolvimento profissional; e
  • Acesso a planos de saúde.

 

FONTE CORREIO BRAZILIENSE

IDOSOS que recebem do INSS ganharão aumento de 50% com valores de R$ 1.412 até R$ 8 mil em ABRIL; entenda

A partir do mês de abril, os idosos que recebem valores do INSS terão um aumento de 50% em seus pagamentos com valores de R$ 1.412 que podem chegar até R$ 8 mil. Essa quantia é referente ao pagamento da primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS.

O 13º desses beneficiários foi antecipado pelo presidente Lula em decreto publicado no Diário Oficial da União no último dia 13/03. A antecipação do benefício chega como um estímulo à economia, já que 33 milhões de beneficiários devem receber esse adiantamento.

FONTE FDR

Estudantes começam a receber 1ª parcela do Programa Pé-de-Meia; veja calendário

Estudantes começam a receber 1ª parcela do Programa Pé-de-Meia; veja calendário

Uma cerimônia no Palácio do Planalto, com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta segunda-feira (25), marcará o início dos pagamentos do Programa Pé-de-Meia, do Ministério da Educação (MEC). O evento começa às 10h. O depósito da parcela única de R$ 200, relativo ao Incentivo-Matrícula, ocorrerá de forma escalonada, conforme o mês de nascimento dos alunos.

·         26 de março: estudantes nascidos em janeiro e fevereiro;

·         27 de março: estudantes nascidos em março e abril;

·         28 de março: estudantes nascidos em maio e junho;

·         1º de abril: estudantes nascidos em julho e agosto;

·         2 de abril: estudantes nascidos em setembro e outubro;

·         3 de abril: estudantes nascidos em novembro e dezembro.

Segundo o MEC, o Incentivo-Matrícula será creditado em contas digitais abertas automaticamente pela Caixa Econômica Federal em nome dos alunos.

No caso de o estudante do ensino médio público contemplado ser menor de idade, será necessário que o responsável legal o autorize a movimentar a conta, para sacar o dinheiro ou usar o aplicativo Caixa Tem. Esse consentimento poderá ser feito em uma agência bancária da Caixa ou pelo aplicativo Caixa Tem. Se o aluno tiver 18 anos ou mais, a conta já estará desbloqueada para utilização do valor recebido.

O incentivo é pago apenas uma vez ao ano, ainda que o estudante faça transferência de matrícula entre escolas ou redes de ensino no mesmo ano letivo.

Porém, o aluno que abandonou a escola e voltou a estudar ou que foi reprovado naquela série terá direito ao Incentivo-Matrícula da respectiva série apenas mais uma vez, durante o período de permanência no ensino médio, esclarece o MEC.

Envio de informações

Para fazer o depósito deste primeiro incentivo, o MEC se baseará em informações enviadas pelas redes de ensino dos municípios, estados e do Distrito Federal entre 29 de fevereiro e 8 de março deste ano, por meio do Sistema Gestão Presente (SGP), conforme previsto na Lei 14.818/2024.

O não compartilhamento das informações sobre os estudantes matriculados nas respectivas redes de ensino poderá impactar o pagamento dos incentivos relativos ao período em que as informações não foram compartilhadas.

Para quem não for contemplado neste primeiro período, o MEC informa que se ocorrerem correções e atualizações das informações referentes à matrícula, por parte das redes públicas de ensino médio, entre 9 de março e 14 de junho, o pagamento do Incentivo-Matrícula poderá ser feito até 1º de julho.

O Pé-de-Meia é um programa de incentivo financeiro-educacional, na modalidade de poupança, destinado a promover a permanência e a conclusão escolar de estudantes matriculados no ensino médio público. Por meio do incentivo à permanência escolar, o programa quer democratizar o acesso e reduzir a desigualdade social entre os jovens do ensino médio, além de promover mais inclusão social pela educação, estimulando a mobilidade social.

O Pé-de-Meia prevê o pagamento de incentivo mensal de R$ 200, que pode ser sacado em qualquer momento, além dos depósitos de R$ 1.000 ao final de cada ano concluído, que só poderão ser retirados da poupança após a conclusão do ano letivo. Se consideradas as dez parcelas de incentivo, os depósitos anuais e ainda o adicional de R$ 200 pela participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na última série, os valores podem chegar a R$ 9.200 por aluno.

O Pé-de-Meia é um programa de incentivo financeiro-educacional, na modalidade de poupança, destinado a promover a permanência e a conclusão escolar de estudantes matriculados no ensino médio público. Por meio do incentivo à permanência escolar, o programa quer democratizar o acesso e reduzir a desigualdade social entre os jovens do ensino médio, além de promover mais inclusão social pela educação, estimulando a mobilidade social. Foto Arte/Arte/Ministério da Educação

Os estudantes com dúvidas sobre o Pé-de-Meia podem acessar uma seção de Perguntas Frequentes sobre o programa no portal do MEC. Outros canais são o Fale Conosco do MEC (telefone 0800 616161) e o portal de atendimento, por meio da opção 7 e seleção do assunto Programa Pé-de-Meia. (Agência Brasil)

 

FONTE O TEMPO

Trabalha de carteira assinada? Você tem direito a receber R$ 1.412. Veja como!

Milhares de trabalhadores brasileiros têm poderão receber até R$ 1.412 de PIS/PASEP nos próximos meses. O valor do benefício será distribuído pela Caixa Econômica Federal para os trabalhadores do setor privado e pelo Banco do Brasil para os servidores públicos.

Os valores que serão pagos variam de acordo com o tempo de serviço no ano-base, que, neste ano, é 2022. Se você trabalhou durante os 12 meses do ano de 2022, poderá receber o valor total. Já se trabalhou apenas por 30 dias, terá direito ao valor mínimo.

Idosos vão ganhar R$ 1.412 até R$ 8 mil em março e abril, entenda!

Os idosos brasileiros receberão pagamentos importantes nos meses de março e abril. Saiba mais detalhes sobre o repasse!

Uma boa notícia aos idosos brasileiros! Nesse sentido, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou as informações sobre o calendário de pagamentos para os meses de março e abril de 2024. Assim, haverá o pagamento do acréscimo previsto para abril, com a antecipação de 50% do 13º salário para aposentados e pensionistas.

Este acréscimo vem em um momento oportuno, oferecendo um alívio financeiro para muitas pessoas om a idade avançada. Saiba mais detalhes sobre os valores e as datas exatas para os pagamentos na sequência!

INSS divulga informações de pagamentos para idosos

Em março, os valores pagos aos idosos segurados permanecem os mesmos, variando de R$ 1.412,00, o piso previdenciário, até R$ 7.786,02, o valor máximo estipulado. Entretanto, a partir de abril, além do pagamento usual, os beneficiários receberão 50% do valor correspondente ao seu 13º salário.

Dessa forma, isso significa que os valores de abril terão um significativo acréscimo, proporcionando um respiro financeiro adicional.

Confira o calendário de pagamento do INSS

Dito isso, confira abaixo as tabela do repasse do salário comum a todos os segurados do INSS, incluindo idosos, neste mês de março, de acordo com o número final do cartão do benefício.

Até 1 salário mínimo

Número final Data de liberação
1 22/03
2 25/03
3 26/03
4 27/03
5 28/03
6 01/04
7 02/04
8 03/04
9 04/04
0 05/04

Acima de 1 salário mínimo

Número final Data de liberação
1 e 6 01/04
2 e 7 02/04
3 e 8 03/04
4 e 9 04/04
5 e 0 05/04

Por fim, o pagamento da primeira parcela do 13º antecipado aos idosos pelo órgão previdenciário ocorrerá nas seguintes datas:

Até 1 salário mínimo

Número final Data de liberação
1 24/04
2 25/04
3 26/04
4 29/04
5 30/04
6 02/05
7 03/05
8 06/05
9 07/05
0 08/05

Acima de 1 salário mínimo

Número final Data de liberação
1 e 6 02/05
2 e 7 03/05
3 e 8 06/05
4 e 9 07/05
5 e 0 08/05

Como consultar os valores?

Para quem deseja consultar o valor exato a ser recebido, o processo é simples e pode ser feito com antecedência de dois dias antes do início do calendário de pagamentos.

Por meio do aplicativo Meu INSS (AndroidiOS), basta acessar a seção “Extratos” e, ao selecionar a opção “Extrato de pagamentos”, todos os segurados, idosos ou não, podem obter todas as informações necessárias.

 

FONTE SEU CRÉDITO DIGITAL

Caixa revela lista de 1 MILHÃO de brasileiros que podem receber R$ 16 mil

Caixa Econômica Federal informou que há mais de 1 milhão de pessoas inscritas no concurso público para trabalhar no banco. Elas disputam as vagas para diferentes cargos, mas poderão, caso consigam uma nota satisfatória, receber pelo menos R$ 16 mil como salário todo mês. As inscrições ainda não terminaram.

De acordo com as informações publicadas pela Caixa, 514.469 candidatos já estão confirmados. Esse total diz respeito aos que já realizaram o pagamento da taxa de inscrição ou tiveram o pedido de isenção aceito. Logo, tiveram sua inscrição de fato efetivada. Não há mais tempo de pedir a isenção da taxa, mas os interessados em ter o salário de R$ 16 mil, poderão se inscrever até 25 de março. 

Concurso Caixa Econômica 2024

A expectativa é de que o concurso Caixa Econômica ultrapasse o total de inscritos do último certame, em 2014. Há dez anos atrás o total de candidatos chegou a 1.176.614, mas a expectativa para esse ano é ainda maior.

Ao todo, serão oferecidas 4.050 vagas, divididas em:

  • 4 mil vagas para técnicos bancários:
    • necessário ter ensino médio completo;
    • salário de até R$ 5.575,54 (incluindo benefícios).
  • 50 vagas divididas entre engenheiro de segurança e médico do trabalho:
    • necessário ensino superior na área disputada;
    • salário de até R$ 16.728,80 (incluindo benefícios).

Como se inscrever no concurso da Caixa Econômica

Os interessados deverão se inscrever no site da Fundação Cesgranrio até 25 de março. Há cobrança de taxa de R$ 50 para nível médio, e R$ 65 para nível superior. A prova acontece no dia 26 de maio, com duração de cinco horas.

  • Acesse o site da Cesgranrio e na opção “Destaques” clique em “Caixa Econômica”;
  • Agora, selecione “Inscrever-se”;
  • Dê início ao preenchimento da ficha com seus dados pessoais, e criação de senha para acesso;
  • Depois, selecione o cargo que vai disputar e a cidade onde pretende prestar a prova;
  • No final será gerado o boleto para pagamento, confirmando a sua participação no concurso.

 

FONTE FDR

Governo de Minas anuncia medida de proteção aos produtores de leite

Leite em pó ficará mais caro para as empresas importadoras no estado; MG lidera o ranking brasileiro e representa 27% da produção nacional, mas bateu recorde de importações em 2023

O governador Romeu Zema anunciou, nesta segunda-feira (18/3), durante o Minas Grita pelo Leite, que o Governo do Estado vai retirar as empresas importadoras de leite em pó do Regime Especial de Tributação. A medida vem em sintonia com a mobilização em defesa dos produtores mineiros, promovida pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), no Expominas, em Belo Horizonte.

Essas empresas, especificamente, passam a pagar o ICMS, de 18%, no momento da comercialização dos produtos importados.

No ano passado, as importações mineiras de leite em pó somaram de US$ 62,6 milhões. E, neste ano, as compras continuam crescentes. No primeiro bimestre deste ano, as importações já alcançaram US$ 12,7 milhões, representando 20,3% do valor de 2023.

Em Minas, especificamente, vários produtores se veem obrigados a deixar a atividade leiteira em função da competição desleal de mercado originada pela importação do produto, que contribui de forma contundente para a queda de preço do leite pago ao produtor.

Com a medida apresentada nesta segunda-feira, o governo estadual busca apoiar os produtores locais, reduzindo prejuízos e impactos do recente aumento na compra do produto de fornecedores externos.

Dirceu Aurélio / Imprensa MG

Durante o evento, o governador Romeu Zema justificou a ação. “Os produtores de leite representam uma classe muito importante em Minas Gerais, com mais de 220 mil micro e pequenos produtores, o que gera muitos empregos e leva muita renda para o campo. E Minas Gerais é o estado que mais produz leite e laticínios no Brasil. Esses produtores têm sofrido muito com a concorrência do leite importado, que nós consideramos desleal”.

O governador acrescentou que o anúncio é direcionado aos produtores. “O Estado irá retirar o Regime Especial de Tributação daqueles laticínios que têm importado leite, dando mais condição de competir em igualdade com o produto importado”.

Zema explicou ainda que, hoje, esse produto importado tem chegado em quantidade cada vez maior. “E nós sabemos que os países que estão exportando para o Brasil são países que têm subsídios. E, no meu entender, é uma concorrência totalmente desleal, que deixa principalmente o pequeno e micro produtor rural sem condição de competir”.

Ele ainda lembrou que acompanha a vida no campo, e está sempre no interior do estado, o que dá uma percepção realista do mercado. “Nós estamos vendo produtores desistindo. Vendem as vacas produtoras, porque quanto mais produzem, mais têm perdido. Então, essa medida é uma forma de mantermos essa tradição de Minas. O produtor de leite e de queijo tem sido muito prejudicado com essa concorrência”, ressaltou.

Importações

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de leite – e Minas lidera o ranking, com 9,5 bilhões de litros (27% da produção nacional). Apesar disso, em 2023, o leite em pó foi o principal derivado lácteo importado pelo país, alcançando o volume equivalente a 2,8 bilhões de litros de leite. Esse volume é quase 96% superior ao adquirido em 2019, representando um recorde de importação em 23 anos.

Segundo o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), 46% das importações vieram da Argentina e 45% do Uruguai. Como integrantes do Mercosul, os dois países são isentos da Tarifa Externa Comum (TEC) cobrada de países que estão fora do bloco, desestruturando a cadeia produtiva do leite.

Queda de preços

Em janeiro de 2024, o valor pago ao produtor foi de R$ 2,11 o litro, inferior ao mesmo mês de 2023, quando estava em R$ 2,51. Os números evidenciam o impacto negativo das importações nos preços pagos aos produtores mineiros. Em 2022, o preço médio do litro de leite havia sido de R$ 2,71.

Fortalecimento

Vale ressaltar que, além da novidade que acaba de ser apresentada pelo Governo de Minas, o Estado, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), desenvolve outras diversas iniciativas para fortalecimento do setor.

São exemplos: a política de incentivo fiscal de 12%, via crédito presumido, às indústrias de laticínios que adquirem e processam o leite em Minas; e a atuação do sistema estadual da Agricultura para manter toda a prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural, pesquisa agropecuária e defesa sanitária direcionada aos produtores rurais do estado.

Pagamentos offline com Drex serão testados pelo Banco do Brasil; veja como vai funcionar

Se os testes derem certo, será possível fazer compras no comércio e pagamentos de serviços, por exemplo

Usar uma pulseira, um cartão de plástico ou o próprio celular para fazer pagamentos com moedas virtuais sem estar conectado a internet. Basta uma aproximação entre dispositivos para transferir o valor do pagador para o recebedor de forma criptografada.

Já testada em países como Gana e Tailândia, a solução tecnológica começará a ser estudada no Brasil. O Banco do Brasil (BB) e a empresa Giesecke+Devrient Currency Technology (G+D) firmaram acordo de cooperação técnica que prevê o uso do Drex,  versão digital do real desenvolvida pelo Banco Central, para pagamentos offline.

A G+D é uma empresa global que fornece soluções para segurança digital, plataformas financeiras e tecnologia monetária. A companhia também atua no desenvolvimento de projetos mundiais de moedas digitais de Bancos Centrais, como o Drex. O Banco do Brasil participa oficialmente do projeto-piloto do Drex.

Uso de dinheiro

Mesmo com a maior inclusão da população no sistema bancário e com a popularização do Pix, o uso do dinheiro em espécie continua expressivo no Brasil. Pesquisa recente da Tecban, empresa de tecnologia bancária e de soluções financeiras, identificou que 29% dos brasileiros usam o dinheiro físico como uma das principais formas de pagamento. Nas classes C, D e E esse número sobe para 32%. Na Região Nordeste, o índice chega aos 40%.

Entre os motivos pela preferência pelo papel moeda, informou a pesquisa, estão a falta de conta ou cartão de crédito e dificuldades de conexão com a internet. Segundo o BB, uma solução que permita pagamentos sem conexão com a internet, de forma prática, segura e simples, tem potencial para se tornar um meio de pagamento alternativo ao dinheiro em espécie, além de popularizar o Drex.

 

FONTE INFO MONEY

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.