Mãe é presa após filmar e vender conteúdo sexual com o próprio filho por R$ 10

Uma mulher de 30 anos de idade foi presa, nesta terça-feira (9), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ela é suspeita de filmar e comercializar vídeos de conteúdo sexual explícito entre ela e o próprio filho, de 12 anos.

Os vídeos eram filmados há cerca de um ano, na própria casa em que a mulher residia com a criança. O atual companheiro da suspeita que alegou não ter conhecimento do ato da namorada. O conteúdo era oferecido pela internet aos compradores com valores que variavam entre R$ 10 e R$ 50.

De acordo com a Polícia Civil,  a insitutição tomou conhecimento dos abusos após uma denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar da cidade. A mulher foi detida em casa, não resistiu e nem negou o crime. Ela disse que comercializava os materiais para sustentar o vício em cocaína.

No local, os agentes de segurança apreenderam os vídeos pornográficos que a mulher protagonizava com a criança, celulares, roupas íntimas que o menino usava nas filmagens. O menino foi encaminhado para a casa do pai biológico, que também desconhecia os abusos. A vítima ainda será ouvida e acompanhada por psicólogos.

“Essa mãe pode responder pelos crimes de estupro de vulnerável, exploração sexual, divulgação de cena estupro, exposição e distribuição de vídeos de cunho sexual. As penas somadas podem chegar até os 50 anos de prisão”, explicou a delegada Millena Clemente.

Idoso de 66 anos é preso suspeito de estuprar duas cadelas

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou nesta terça-feira (9/4) que um idoso de 66 anos foi preso preventivamente em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sob suspeita de ter estuprado duas cadelas. A prisão acontece durante o Abril Laranja — mês dedicado ao debate sobre a importância da prevenção contra a crueldade animal.

Com isso, segundo a polícia, o homem está sendo investigado pela prática de zoofilia. Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão na casa do suspeito foi localizada uma caixa vazia de medicamento indicado para a sedação de animais.

As cadelas vítimas do crime circulavam no condomínio onde o idoso residia, informou a PCMG, que dará mais detalhes do caso em coletiva à imprensa na manhã desta quarta-feira (10/4).

O que diz a lei?

A legislação — conforme o artigo 32 da Lei 9.605/98 — assegura pena de detenção de três meses a um ano para quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”, além de multa.

Porém, quando se tratar de cão ou gato, a penalidade aplicada varia de dois a cinco anos de prisão, podendo ser aumentada de um sexto a um terço, caso a violência cause a morte do animal.

Em agosto de 2023, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de autoria do deputado Fred Costa (Patriota-MG) que altera a Lei de Crimes Ambientais para incluir a prática de zoofilia como maus-tratos.

O texto ainda cria um novo dispositivo para estabelecer punições mais severas em casos de zoofilia ao fixar pena de dois a seis anos, multa e proibição da guarda. A pena pode dobrar caso o animal morra.

A matéria está na pauta da reunião da Comissão de Meio Ambiente agendada para esta quarta-feira, segundo informado pela agência de notícias do Senado.

Homem aproveita ausência dos pais e abusa da irmã de 14 anos em MG

Um homem de 27 anos foi preso nesta terça-feira (26 de março) suspeito de abusar sexualmente da própria irmã, de 14 anos, em Rio Pardo de Minas, na região Norte do Estado., De acordo com informações da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), o crime foi denunciado pela própria adolescente, uma semana após o abuso.

Aos policiais, a menina contou que o irmão aproveitou que os pais não estavam em casa para cometer o crime. Por isso, ela decidiu ir até a delegacia e solicitar providências.

Depois dos trabalhos de polícia judiciária, o homem foi encaminhado ao sistema prisional. Atualmente, ele está à disposição da Justiça. mA Polícia Civil continua investigando o caso.

PCMG incinera mais de 150 kg de drogas

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) incinerou, na manhã desta terça-feira (26/3), em torno de 170 quilos de drogas. Os entorpecentes encaminhados para a destruição foram apreendidos, nos últimos meses, em ações policiais na cidade de São João del-Rei, no Campo das Vertentes.
Seguindo os protocolos legais e com a devida autorização judicial, os trabalhos contaram com a presença de fiscais da Vigilância Sanitária do município, além de policiais civis e profissionais tecnicamente capacitados que conduziram o manuseio do forno de alta temperatura, onde foi realizada a incineração do material.

PCMG apura acidente com ambulância contratada por prefeitura que causou a morte de cinco pessoas na BR 040

Na ocasião, uma ambulância de uma empresa privada fazia o transporte de uma mulher com gestação de risco, acompanhada do esposo, além de uma médica, uma enfermeira e o condutor do veículo.
A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, nesta segunda-feira (25/3), o inquérito policial que apurou as circunstâncias de um acidente envolvendo uma ambulância, que levou a óbito todos os seus ocupantes, próximo ao município de Santos Dumont, Zona da Mata.

Acidente
O fato ocorreu no dia 21 de dezembro de 2023, no km 736,9 da rodovia BR-040. Na ocasião, uma ambulância de uma empresa privada sofreu um acidente enquanto fazia o transporte de uma mulher com gestação de risco, acompanhada do esposo, além de uma médica, uma enfermeira e o condutor do veículo.
O veículo trafegava na faixa de trânsito do sentido Belo Horizonte para o Rio de Janeiro, quando, sob forte chuva, perdeu o controle, deslizou pela faixa contrária e colidiu lateralmente com um caminhão acoplado a uma carreta. O acidente resultou na morte de todos os ocupantes da ambulância, por politraumatismo.

Investigação
A perícia realizada no local dos fatos constatou que o acidente foi causado pela perda de controle do veículo e seu mau estado de conservação, tendo feito menção ainda ao asfalto molhado devido à chuva. A vistoria realizada no veículo pela PCMG apontou que o mesmo se encontrava em péssimas condições, sem viabilidade para estar circulando. A equipe de policiais civis responsável pelo caso apurou ainda que, a empresa proprietária da ambulância possuía contrato de prestação de serviços com a Prefeitura Municipal de Juiz de Fora, estando, na ocasião do acidente, realizando transporte referente a esse contrato.


Durante a investigação, ficou comprovado que o sócio proprietário da empresa foi negligente, não só no dia do acidente, como durante parte da execução do contrato firmado com a prefeitura.
No que tange a manutenção da frota de veículos, a empresa não possuía sequer uma oficina profissional para execução do serviço, ficando a manutenção a cargo de um profissional que não emitia notas fiscais
dos serviços realizados e atendia as demandas dos veículos na própria sede da empresa. O profissional em questão chegou, inclusive, a prestar serviços na cozinha e limpeza de um hotel fazenda de propriedade do investigado.
Na véspera do acidente, o veículo foi vistoriado e deixado pronto para uso pelo próprio proprietário da empresa, que contratou um motorista “freelancer” para realizar a condução do veículo na data do acidente.


Foram apurados também uma série de comportamentos do investigado que demonstram a negligência com o funcionamento da empresa, tais como ausência de diretor clínico, a atuação do investigado como condutor socorrista sem atendimento das observâncias legais para tal e a ausência de funcionários contratados, sendo que os serviços eram realizados com funcionários “freelancer”.

Assessoria de Comunicação
Polícia Civil de Minas Gerais
13° Departamento – Barbacena

Suspeito é preso pela PCMG por jogo de bicho

Durante as buscas foram apreendidos diversos talões para realização dos jogos, caderno de anotações, aparelho celular e dinheiro

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, na manhã desta quinta-feira (21/3), mandado de busca e apreensão em um estabelecimento no bairro São Geraldo, na cidade de Barbacena (MG). A ação policial resultou na prisão em flagrante de um homem, de 50 anos, pela prática ilegal de jogo do bicho.
A equipe de policiais civis responsável pelo caso apurou que estaria ocorrendo a prática do jogo do bicho no local e, após investigações, representou à Justiça pelo mandado de busca e apreensão no estabelecimento.
Durante as buscas foram apreendidos diversos talões para realização dos jogos, caderno de anotações, aparelho celular e dinheiro.
O suspeito foi preso flagrante realizando um jogo para um cliente no momento da chegada dos policiais. O homem foi levado à Delegacia de Polícia Civil em Barbacena, onde foram tomadas as providências legais cabíveis.
Contravenção penal

O jogo do bicho é proibido por lei no Brasil, trata-se de uma contravenção penal, prevista no artigo 58 do Decreto Lei nº 3688/41 (Lei das Contravenções Penais).

“Art. 58. Explorar ou realizar a loteria denominada jogo do bicho, ou praticar qualquer ato relativo à suarealização ou exploração.”

GOLPE IMOBILIÁRIO: PCMG investiga suspeitas de aplicar golpe financeiro na região

Foram apreendidos talões de cheque, notebook, máquinas de cartão, anotações diversas, além de uma arma de airsoft com a ponta identificadora cortada e outros materiais.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (20/3), uma operação policial com objetivo de dar cumprimento a mandados de busca e apreensão nas residências de investigadas por aplicar golpes financeiros por meio de uma imobiliária, na cidade de Barbacena, no Campo das Vertentes.

Durante as investigações, foi apurado que as suspeitas estariam angariando clientes com a promessa de regularizar imóveis junto ao Poder Público ou mesmo resolver questões cartorárias. As investigadas recebiam o dinheiro das vítimas, porém, não realizavam as regularizações e pediam mais dinheiro, justificando que ainda era necessário para os serviços.

Durante as buscas, foram apreendidos talões de cheque, notebook, máquinas de cartão, anotações diversas, além de uma arma de airsoft com a ponta identificadora cortada e outros materiais.

Lagoa Dourada: PCMG prende suspeito de envolvimento com grupo criminoso paulista

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, nesta terça-feira (19/3), mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem, de 32 anos, foragido da Justiça. A prisão ocorreu no município de LagoaDourada, região do Campo das Vertentes.
A equipe de policiais civis responsável pelo caso recebeu informações sobre um homem que estaria envolvido em diversos crimes e ligado a uma organização criminosa com base no estado de São Paulo.
Diante dos fatos, foram realizadas investigações que levaram à identificação e localização do suspeito, que foi preso na região central da cidade.
Já na delegacia, por meio de contato com o Núcleo de Inteligência do 13° Departamento de Polícia Civil em Barbacena, foi possível confirmar a alcunha do investigado no meio criminoso, o que indicou o envolvimento dele com o grupo criminoso paulista. O homem tem registros policiais por homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico, roubo, furto e associação criminosa.
O mandado de prisão preventiva em aberto é referente ao roubo de uma fazenda na cidade de Ibiá, no Triângulo Mineiro. O delegado responsável, Roberto Fernando Nóbrega Filho enfatizou que “a prisão do indivíduo só foi possível em razão da troca de informações entre os policiais civis lotados em Lagoa Dourada, Ibiá e o Núcleo de Inteligência do departamento”.
Após os trabalhos de polícia judiciária, o suspeito foi encaminhado para o sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Homem é preso após abusar de 11 filhos e propor trio amoroso com esposa e filha

A Polícia Civil prendeu no último sábado (16 de março) em Itinga, no Vale do Jequitinhonha, um homem  de 47 anos suspeito de abusar sexualmente de 11 filhos. Um dos estupros gerou a gravidez de uma das vítimas. Hoje, a criança fruto do abuso tem 5 anos.

A investigação da Polícia Civil foi conduzida pela Delegacia de Araçuaí. O delegado Ciro Roldão afirmou que a denúncia dos 11 abusos contra os filhos foi repassada por vizinhos ao Conselho Tutelar. Os conselheiros foram até a residência da família, na zona rural da cidade, e todos os envolvidos negaram a denúncia. A negativa não convenceu os conselheiros, que acionaram a Polícia Civil.

Conforme o delegado, três abusos foram confirmados no começo da investigação, com as vítimas tendo 13, 17 e 25 anos atualmente. A de 25 anos é a primeira filha do casal e a primeira a ser abusada. Foi do estupro cometido contra ela que nasceu uma criança. “Ou seja, o homem é pai e avô da criança”, detalhou o delegado.

As investigações avançaram após a companheira do suspeito se revoltar com uma proposta feita por ele. O homem queria um trio amoroso entre ele, a esposa e a filha de 25 anos que é mãe do filho/neto dele. Indignada, a mulher passou a colaborar com as investigações e falou que as crianças foram abusadas sexualmente. Ela também é investigada pela Polícia Civil.

O homem foi preso no sábado após um pedido de prisão ser deferido pela Justiça.

 

Pai e filho são presos pela PCMG com arma e munições

Na última segunda-feira (19/2), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante um homem, de 32 anos, e o pai dele, de 67, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, em Barbacena, no Campo das Vertentes. Durante a ação policial foram apreendidas armas e munições. 

As prisões ocorreram durante o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão, após investigações realizadas pela Polícia Civil que apontaram o indício de que a dupla estaria em posse de uma arma de fogo.

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.