Temporal atinge Lafaiete, cidade afoga na falta de planejamento e alerta para carência de infra estrutura

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Não é novidade quando chove em Lafaiete a cidade alaga. Entra e sai prefeito a situação persiste.Ontem, no final da tarde, um temporal de cerca de uma hora foi o suficiente para trazer o caos a cidade e revelar as mazelas históricas da cidade e chamar a atenção das autoridades para investimentos no setor.

Alagamento na Praça Getúlio Vargas

A novela não tem fim e o roteiro expõe uma cidade sem planejamento urbano, crescimento desorganizado com ocupações irregulares e falta de infra estrutura. Lafaiete carece da falta de redes fluviais capazes de absorver as chuvas. O lixo espalhado pela cidade também é outra faceta das causas de alagamento.

Em Gagé circo foi inundado

A cidade foi o retrato de inundações e alagamentos em diversos pontos, principalmente na região por onde o rio Bananeiras corta a cidade. A região central, perto da Praça Getúlio Vargas, ponto tradicional de alagamentos, os motoristas sofreram com o perigo das correntezas. O volume da água inundou o camelô e as águas entraram em muitos comércios.

Rio Bananeira transbordou perto do viaduto Padre Arnoud

Na região da rodoviária as chuvas encheram as ruas tomando muitos estabelecimentos. Em outros locais o temporal foi o suficiente para trazer transtornos. No viaduto Padra Arnaoud, os motoristas passam risco com o transbordamento do rio bananeiras.

Mas a cidade mais uma vez viveu o caos e se prepara para outros temporais que virão nesta época tão comuns e característicos do final do verão.

Nas redes sociais, os lafaietenses criticaram como zombaram da recorrente situação. Fotos e vídeos retratam a situação caótica da cidade.

Chuvas

Segundo a defesa civil ontem choveu 50 milímetros. Nos dois últimos dias choveu 50% do esperado para mês de março.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *