Tribunal de Justiça repassa mais de R$ 460 mil para construção da APAC feminina de Lafaiete

9
Tribunal de Justiça repassa mais de R$ 460 mil para construção da APAC feminina de Lafaiete/Reprodução

Uma grande vitória para aqueles que acreditam no método APAC de reinserção social e humanização do sistema carcerário. Ontem dia 5, a APAC de Lafaiete foi contemplada  com recursos de R$ 462 mil oriundos das sentenças pecuniárias. Os valores foram repassados pelo presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o Desembargador Herbert Carneiro contemplando também diversas Apacs do Estado para as construções de centro de reintegração social.

Em Lafaiete os recursos serão destinados as obra das instalações femininas. “A certeza é que os recursos serão aplicados na própria recuperação dos infratores e servirão de instrumento para a queda da reincidência e da criminalidade”, resumiu o presidente da APAC, de Lafaiete, Marco Antônio da Silva, entidade que já presencia mais de 13 anos de fundação e um expressivo trabalho desenvolvido no seio da sociedade lafaietense e regional e modelo para o Estado de Minas Gerais.

 “Após o cumprimento da pena qualquer condenado, recuperado ou não, retorna ao seio social. Nosso esforço é no sentido de diminuir a reincidência criminal e em consequência a própria criminalidade. Em Barbacena temos a construção da Apac que chegou a ponto de laje e foi toda destruída. Não entenderam ainda como se cumpre pena no formato Apac. Humanizar o cumprimento de pena usando a metodologia, num país que não adotou as prisões perpétua e de morte, é obrigação de todos nós”, concluiu Marco Antônio.