Vereador cobra cumprimento da lei que obriga a divulgação da lista de remédios e desabafa: “parece que só existe uma doença”

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Desde março de 2019, está em vigor o projeto que obriga a ampla divulgação da lista de  medicamentos oferecidos no sistema municipal de saúde em todas as unidades de saúde, como também atualizada semanalmente.

O vereador Lúcio /CORREIO DE MINAS

Esta semana, na Tribuna da Câmara, o autor do projeto, o Vereador Lúcio Barbosa (DEM), criticou o descaso como a execução da lei. “Infelizmente a lei foi abandonada, mas acho que gente tem de mobilizar para o retorno da marcação das cirurgias eletivas como também dos exames. Tem gente aí passando mal, por exemplo cardíaco, que não tem como fazer uma consulta, ou atém mesmo uma cirurgia. Infelizmente hoje, o sistema de saúde só tem a doença do coronavírus”, desabafou.

Lista
O Vereador  Fernando Bandeira (DEM) apresentou requerimento para que a Secretaria Municipal de Saúde disponibilize a listagem de medicamentos que são ofertados pelo SUS, inclusive os remédios de uso especial, informando também qual a quantidade de cada medicamento recebida e disponibilizada aos usuários mensalmente, quais os medicamentos que estão em falta e qual a previsão para normalização do fornecimento daqueles faltantes. “Tem usuários que ficam meses sem resposta sobre um medicamento. A transparência das informações seria em respeito ao cidadão que teria uma resposta concreta a sua demanda”, justificou.

Leia mais

Lei obriga secretaria afixar lista de medicamentos em Lafaiete

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *