Vereador denuncia que Copasa promove “rodízio às escuras”, mas empresa nega

11
Vereador Sandro José denuncia que Copasa promove “rodízio às escuras”, mas empresa nega/Arquivo

Usando a Tribuna da Câmara, ontem a noite, dia 24, o vereador Sandro José (PSDB) denunciou a falta de água como também do uso de sistema de rodízio de água na parte baixa de Lafaiete. “A Copasa não fez investimentos na construção de reservatórios. Alguns bairros como Carijós, São Sebastião e São Dimas já convivem com o problema de falta de água, segundo o parlamentar municipal. Para buscar uma medida a paliativa, a estatal vem usando do “rodízio às escuras”. Uma hora abastece um bairro outra hora outro. Estão embasando esta realidade’, criticou. “Não adianta investir somente em projetos de conscientização da população. Lafaiete precisa de investimentos para não sofrer com a falta de água”, disparou.

Questionada, a Copasa negou rodízio. “Não existe rodízio de abastecimento de água em Conselheiro Lafaiete. As interrupções acontecem quando são necessárias manutenções corretivas ou preventivas, bem como durante a falta de energia elétrica nas unidades operacionais da Copasa”, informou a nossa reportagem.

Por outro, Sandro disse que vai apresentar um projeto de lei obrigando aos donos de loteamentos e condomínios a instalarem depósito ou caixas d’água para garantir o abastecimento,

Comissão especial e requerimento

Nesta semana foi aprovado um requerimento, do vereador Lúcio Barbosa (PSDB), em que cobra informações da Copasa sobre o abastecimento de águas nos distritos, cumprimento do contrato e do Plano Municipal de Saneamento Básico. Repercutindo o tema, o Vereador Fernando Bandeira (PTB) criticou a empresa e disse que ela enrola Lafaiete classificando a atitude como “barrigada”. “Temos que continuar cobrando da empresa as melhorias em Lafaiete”, frisou.

Há 15 dias, a Câmara instalou uma Comissão Especial para analisar o cumprimento do contrato da Copasa com o Município, assinado em 2014, e válido por 15 anos renováveis por igual período.