Vereador e Pastor André Menezes prega boicote a filme que satiriza a vida de Jesus: “Estão zombando com o sagrado. Não assistam”, desabafou

13
O Vereador André Menezes/CORREIO DE MINAS
O Vereador André Menezes/CORREIO DE MINAS

O Vereador e Pastor, André Menezes (PP), usou a Tribuna da Câmara esta semana para alertar sobre o conteúdo satírico e blasfemo do filme “A Primeira Tentação de Cristo” e exortou aos cristãos, sejam católicos ou evangélicos, que boicotem a produção. “Não assistam”, defendeu.

O filme foi lançado no início do mês pelo grupo de comediantes do “Porta dos Fundos”, em parceria Netflix, no qual, Jesus,  interpretado por Gregório Duvivier, leva para casa um amigo, com quem vive um romance gay. Há uma sátira contra Maria Madalena. “Isso é mexer com o sagrado, com a fé popular, com a crença secular de povos. É um atentado ao povo cristão e merece nossa revolta e repúdio”, declarou, afirmando que o filme é “um lixo que desrespeita a Deus”.

Repercussão

Em todo o Brasil, lideranças religiosas, inclusive mulçumanas, fazem campanha e pedem o boicote geral ao filme Um abaixo-assinado que pede pela remoção do longa ‘ A Primeira Tentação de Cristo ’ do catálogo da Netflix já tem mais de 1,6 milhão de assinaturas. “Este filme incita a cultura cristã”, finalizou.