Vereadores vão investigar o presídio de Lafaiete

17
/REPRODUÇÃO

A Câmara de Lafaiete aprovou a indicação de uma comissão que vai investigar a situação dentro do presídio onde convivem mais de 270 presos. O Presidente Sandro José (PSSB) determinou que a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania tem 90 dias prazos para apurar duas denúncias de supostos abusos cometidos que chegaram a Ouvidoria do Legislativo. As investigações e apurações correrão sob total sigilo já que envolvem nomes de pessoas sem a devida comprovação de qualquer delito ou crime. “A Câmara não tem o papel de pedir mudanças no sistema carcerário o que é de competência do Estado. Como é nosso dever e nossa função, dentro da nossa alçada municipal, vamos apurar e encaminhar, caso seja necessárias, aos órgãos competentes”, avaliou Sandro José.

Visita

Em visita a Lafaiete em meados de julho, o Secretário de Estado dos Direitos Humanos, Nilmário Miranda, esteve no presídio e avaliou que as suas condições mas não fez críticas de maus tratos ou de falta de dignidade humana. Ao contrário elogiou o sistema carcerário local.