19 de julho de 2024 22:35

Quatro montanhas gigantescas são encontradas no fundo do mar

Descoberta aconteceu durante uma pesquisa sobre anomalias gravitacionais entre a Costa Rica e o Chile

Durante uma viagem exploratória de navio entre Golfito, na Costa Rica, e Valparaíso, no Chile, cientistas do Instituto Oceanográfico Schmidt descobriram quatro montanhas gigantescas no fundo do mar. Os tamanhos dos montes submarinos variam entre 1.591 metros e 2.681 metros. A descoberta foi feita durante uma pesquisa sobre anomalias gravitacionais na região.

Biodiversidade

“Tivemos a sorte de poder planejar uma rota de mapeamento oportuna usando essas anomalias gravitacionais em dados de altimetria de satélite”, disse John Fulmer, pesquisador da instituição. “Examinar anomalias gravitacionais é uma forma elegante de dizer que procuramos saliências num mapa e, quando o fizemos, localizamos estes montes submarinos muito grandes enquanto cumprimos o calendário da nossa primeira expedição científica ao Chile, no início deste ano”, explicou.

A maior das montanhas ocupa 450 quilômetros quadrados e fica 1.150 metros abaixo da superfície. Segundo os pesquisadores, montanhas subaquáticas muitas vezes hospedam uma grande biodiversidade. Esses ambientes costumam abrigar recifes de coral, esponjas e anêmonas de águas profundas. Eles vivem ao lado de organismos que encontram alimento, abrigo e superfícies rochosas nas quais se agarram ao longo das encostas das montanhas.

Desde 2012, os cientistas do Instituto Oceanográfico Schmidt mapearam cerca de 1,5 milhões de quilómetros quadrados e descobriram 29 montes submarinos, colinas e trincheiras. Ano passado, uma expedição da instituição revelou uma montanha subaquática gigantesca medindo 1.600 m . A descoberta foi feita em águas internacionais no Oceano Pacífico a cerca de 2.400 m abaixo do nível do mar.

FONTE CANAL HISTORY

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade