15 de junho de 2024 10:54

Geraldo Lafayette diz que reações contrárias promoveram o cancelamento do carnaval e define para março sua volta a Câmara

O Secretário Municipal de Cultura, Geraldo Lafayette, afirmou que o cancelamento do carnaval, além da falta de recursos, foi motivado pelas críticas populares e contundentes manifestações contrárias a promoção do evento.  “O prefeito desejava realizar o carnaval para os lafaietenses, mas quando logo anunciamos a festa, veio uma reação muito forte da opinião pública. Infelizmente, recuamos em nosso objetivo. Temos que deixar claro que não haveria desvio de recursos de outras áreas, sejam educação ou saúde, para a festa. Os recursos viriam um recurso específico do Conselho de Turismo e e verba teria destinação correta. Carnaval é turismo”, salientou.

Prefietura vai apoiar os blocos carnavalescos e festas de bairros/REPRODUÇÃO

Geraldo explicou que no dia 6 de janeiro se reuniu com o Prefeito Mário Marcus (DEM), quando decidiram pela realização da festa com recursos estipulados de R$150 mil. “Até dia 6 para mim não haveria carnaval em função das finanças municipais e estava convencido disso. Em seguida o prefeito me chamou e justificou que desejava de realizar a festa, mas somente após pagar os salários dos servidores e destinou o teto de R$150 mil com o qual comecei a trabalhar com o publicação do edital para a contratação das bandas. Reuni com o conselho de turismo, que autorizou o uso dos recursos; conversamos na Amalpa para fornecer os brigadistas e com a Defesa Civil para elaborar o projeto do bombeiros para que pudéssemos economizar o máximo. Iniciamos os preparativos dentro dos limites disponíveis e iríamos adequar o formato da festa ao teto financeiro”, assinalou.

“Acredito que com a realização do carnaval a cidade arrecadaria muito mais do que o investido. A festa fixaria as pessoas na cidade com a movimentação de bares, restaurantes, clubes. O recurso investido reverteria a própria economia, mas infelizmente a comunidade foi contrária a realização do carnaval e recuamos nesta nossa empreitada. Houve uma manifestação gigantesca contrária quando anunciamos a festa e não houve contraponto daqueles que gostam do carnaval para defender a promoção do evento. 99% das opiniões na internet era contra a festa e como termômetro vimos que a maioria não queria o carnaval. Então ponderamos que não se justificava fazer um evento que o povo não quer,”, finalizou.

Retorno

Conforme já havia anunciado, o Secretário Municipal de Cultura, Geraldo Lafayette, reassume a vereança no dia 1º de março substituindo Osvaldo Barbosa.

 

 

 

 

Leia mais:

 

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade