23 de junho de 2024 12:38

Velório e sepultamento de jovem morta a facadas são cercados de revolta e comoção

Iniciou agora há pouco o velório da jovem Luciene de Freitas Batista, de 32 anos, em meio a revolta e a profunda dor de amigos e familiares. Ele foi encontrada morta pelo pai na manhã de ontem (5), em sua casa no Bairro Pires, em Congonhas (MG). O caso é cercado de mistério e a Polícia Civil já investiga o caso.

O genitor acionou a PM já que há dois dias tentava contato com a filha sem sucesso e resolveu ir até a cada dela. Ao chegar ao local constatou a casa totalmente revirada, com os pertences espalhados pelo chão. No banheiro foi encontrado o corpo de sua filha caído sem sinais vitais, com muito sangue ao redor e uma faca ao lado.

A PM apreendeu a faca usada no crime. O principal suspeito seria um amigo que residia com ela e era dependente químico, porém ele não foi localizado até o momento. Foram subtraídos da residência dois aparelhos celulares e um notebook de propriedade da vítima. Ocorrência registrada como latrocínio.

Repercussão

Na comunidade do Pires a revolta e perplexidade pelo crime bárbaro tomou os moradores. Familiares e amigos divulgaram fotos nas rede sociais do suposto assassino para colaborar na sua prisão.

Luciene trabalhava na empresa Coperiza no Pires e era estimada pelo carisma por todos da comunidade. O sepultamento ocorre às 13:00 horas no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, em Congonhas.


Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade