22 de maio de 2024 06:23

‘Extinta’, cédula de R$ 1 é mais comum no bolso do brasileiro que a de R$ 200

As notas pararam de ser produzidas em 2006 e foram substituídas por moedas 

A famosa e praticamente extinta cédula de R$ 1 que tem estampada o beija-flor não é produzida pelo Banco Central há 16 anos. Mesmo assim, elas são a maioria no Brasil quando comparadas com as novas cédulas de R$ 200, que têm na estampa o lobo-guará, lançadas em setembro de 2020.

São apenas 105,6 milhões de cédulas de R$ 200 circulando nas mãos dos brasileiros e nos bancos, bem menos do que as resistentes notas de R$ 1 que, atualmente, somam 148,7 milhões de cédulas.

De acordo com o Banco Central (BC), a nota de R$ 1,00 pode ser usada normalmente em transações do dia a dia. No entanto, elas pararam de ser produzidas em 2006. Para compensar, o BC inseriu as moedas de R$ 1,00, que possuem grande vantagem econômica sobre as cédulas, em termos de vida útil.

As notas de R$ 200 foram lançadas em setembro de 2020 e o crescimento da quantidade em circulação vem evoluindo em linha com o esperado, conforme explica o BC.

FONTE ITATIAIA

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade