24 de abril de 2024 19:10

Meio milhão de brasileiros tem mais de R$1 mil em “dinheiro esquecido” para receber. Saiba como consultar

Nesta semana, o Banco Central retomou o sistema de Valores a Receber, onde os brasileiros conseguem consultar se possuem dinheiro esquecido nos bancos. Um relatório elaborado pela autoridade monetária revelou que 643.105 pessoas têm mais de R$ 1.000,01 a receber. Confira mais informações e saiba como consultar o sistema.

De acordo com o levantamento do BC, 4,6 milhões de pessoas possuem montantes entre R$ 100,01 e R$ 1.000 esquecidos. Porém, grande parte dos beneficiários é formada por aqueles quem tem até R$ 10 a receber (29,2 milhões de pessoas).

Estes números são relativos ao total de contas (uma pessoa pode ter mais de uma conta aberta com valores esquecidos). Estes dados são relativos ao mês de janeiro deste ano.

Os saques serão liberados a partir da próxima terça, 7, de acordo com o BC.

Beneficiários por faixa de valor esquecido 
acima de R$ 1.000,01: 643.105 contas | 1,37% do total;
entre R$ 100,01 e R$ 1.000,00: 4.694.862 contas | 10,03% do total;
entre R$ 10,01 e R$ 100,00: 12.195.837 contas | 26,05% do total;
entre R$ 0,00 e R$ 10,00: 29.282.110 contas | 62,55% do total.

Como saber se tenho valores a receber 

Nesta fase, o sistema possui R$6 bilhões em valores a serem devolvidos para 38 milhões de pessoas físicas e 2 milhões de CNPJs.

Foi ressaltado pelo Banco Central que o único site para fazer consultas e saber como solicitar a devolução dos valores para pessoas jurídicas ou físicas, incluindo falecidas, é o https://valoresareceber.bcb.gov.br.

Novidades do sistema 
O Sistema de Valores a Receber (SVR) trará novidades importantes como impressão de telas, sala de espera virtual e consulta de valores de pessoa falecida.

Para esta retomada, foram implementadas melhorias significativas para os usuários. Confira:

Inclusão de todos os tipos de valores previstos na norma do SVR, ampliando a possibilidade e o montante a receber.
Compartilhamento e impressão das telas e protocolos de solicitação do SVR, inclusive pelo WhatsApp, facilitando o acesso e guarda das informações do sistema.
Sala de espera virtual para manter o SVR aberto por prazo indeterminado, com acesso sem agendamento.
Consulta a valores de pessoa falecida, com acesso para herdeiro(a), testamentário(a), inventariante ou representante legal, informando os dados de contato da instituição responsável pelo valor e a faixa de valor.
Mais transparência para quem tem conta conjunta. Se um dos titulares solicitar o valor via SVR, o outro, ao entrar no sistema, conseguirá ver as informações da solicitação: valor, data e CPF de quem solicitou.

Todas as mudanças foram colocadas em prática para melhorar a segurança, facilitar o uso e para trazer mais conforto para as pessoas.

Fonte FDR: https://fdr.com.br/2023/03/03/meio-milhao-de-brasileiros-tem-mais-de-r1-mil-em-dinheiro-esquecido-para-receber-saiba-como-consultar/

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade