20 de abril de 2024 16:45

CDL Lafaiete lança cartilha digital: “Mulheres que Constroem o Varejo”com dados do empreendedorismo feminino no município

As mulheres têm sido agentes de mudanças em diferentes áreas, principalmente no varejo e prestação de serviços. No intuito de homenagear as mulheres e mães empreendedoras do município, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Conselheiro Lafaiete – CDLCL lança a cartilha digital “Mulheres que Constroem o Varejo – Precursoras da Mudança”.
O material traz histórias de mulheres que se destacam em várias áreas de atuação, além de apresentar dados do empreendedorismo feminino local.
Mulheres que Constroem o Varejo é um projeto da CNDL – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e foi criado em 2022 com o objetivo de estimular o empreendedorismo e políticas públicas voltadas ao crescimento e fortalecimento da mulher, como a igualdade de direitos, condições de trabalho, direitos políticos e sociais.
De acordo com a Coordenadora Nacional do projeto e diretora de Ações Institucionais da CDL Lafaiete, Lúcia Helena Leijôto Pinto, a cartilha foi criada
para apresentar o protagonismo feminino em Conselheiro Lafaiete.
“O material foi criado para mostrarmos a força da mulher empreendedora de Conselheiro Lafaiete e incentivar mulheres a serem protagonistas de suas vidas, além de apresentar dados de um levantamento sobre o perfil do empreendedorismo feminino no município”, concluiu.
Levantamento do empreendedorismo feminino de Conselheiro Lafaiete A CDL Lafaiete realizou um levantamento, por amostragem, para Traçar o Perfil
da Mulher Empreendedora no município com o intuito de identificar o porte, segmento e levantar possíveis dificuldades do setor.
A amostragem levantou dados como estado civil, cuidado com os filhos, escolaridade, renda familiar, principais desafios e dificuldades na gestão do
negócio.
Foram identificados também os motivos que levaram as mulheres a empreender: possibilidade de modernizar uma empresa tradicional e fazer a sucessão da empresa familiar, liberdade de horário, acompanhar o crescimento dos filhos, liberdade financeira, ter o próprio negócio, crescimento e realização pessoal, gerar emprego para a cidade, suprir uma necessidade de mercado local.
O levantamento apontou que mais de 60% são casadas e 74,6% têm filhos, sobre o nível de escolaridade quase 30% concluíram a pós-graduação.
Confira o conteúdo da cartilha pelo link tinyurl.com/3v76dfzm .

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade