20 de abril de 2024 07:28

Força e pressão populares derrubam projeto de aumento em mais de 80% do salário de vereadores em Piranga (MG)

Enfim, como diz o ditado popular: povo unido jamais será vencido. E isso aconteceu na simpática Piranga (MG). Há mais de 40 dias tramitava no Legislativo dois projetos (PL nº 020 e PL nº 021), que, se aprovados aumentariam, de R$ R$ 4.731,00 para R$ 8.500,00”, os subsídios dos vereadores, como também os salários dos secretários municipais de R$5 mil para R$6.50,00 a vigorar na legislatura 2025-2028.

Porém ontem (14), por 6 votos a 3, os vereadores aprovaram o veto do Prefeito Luisinho (PMN) e assim reprovaram os projetos enterrando de vez a tentativa de frustrada de tornar os salários dos vereadores de Piranga a maior vergonha regional.

Os projetos, conforme argumentação, era cercado de vícios e ilegalidades eram uma ataque frontal à moralidade, como também de irregularidades ao regimento interno da Casa, como ausência de previsão orçamentária, contrariando a Lei de Responsabilidade Fiscal, entre outros.

Na Sessão Plenária, o veto do Executivo foi apreciado e mantido por ampla maioria: 6 votos (Fernando Bartô, Andrezinho, Pastor Nelson, Reginho, Toni do Banco e Zé Geraldo). Marcelo da Van, Toninho do Bar e Wilson Construtor votaram pela derrubada do veto (ou seja, a favor do aumento). O vereador Nilson Barbosa se absteve, mas na última votação sobre o tema foi favorável ao aumento. Já o Presidente da Casa, Júlio Resende, que vota em condições de empate, na última votação em 03 de maio também se posicionou favorável ao aumento.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade