23 de abril de 2024 23:31

Esposa tranca marido em quarto e incendeia casa

Uma mulher, de 55 anos, foi presa depois de trancar o marido, um idoso de 68 anos, dentro do quarto e colocar fogo na própria casa. O caso aconteceu no distrito de Lapinha de João Congo, na zona rural de Jaboticatubas, na Grande BH, nessa quarta-feira (21). A vítima teve 90% do corpo queimado e foi encaminhada em estado grave para o Hospital João XXIII. De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher estaria insatisfeita com o marido há semanas. Uma filha do casal teria sacado, sem autorização da suspeita, mais de R$ 60 mil de suas contas bancárias e feito diversos empréstimos em seu nome. Houve uma discussão entre o casal, já que supostamente o homem acobertava a filha.

Após o ocorrido, a mulher passou a dizer que mataria toda a família. Na tarde de ontem, ela trancou o marido no quarto, pegou um galão de gasolina, espalhou pela casa e incendiou todo o imóvel. A Polícia Militar foi acionada minutos depois. Chegando ao local, os policiais questionaram a suspeita sobre o ocorrido, que confessou o crime. A mulher disse que queria se matar e, por isso, também ficou dentro do imóvel. Ela foi resgatada por um de seus filhos, que também salvou o pai.

O filho contou aos policiais que chegou ao local com a casa já em chamas e ouviu os gritos de socorro do pai vindos do quarto. Ele teve que arrombar a porta do cômodo, já que ela estava trancada por fora. Após salvar o pai, ele voltou para o imóvel e também retirou a mãe das chamas.

Um segundo filho do casal esteve no local e confirmou a versão do irmão. Ele disse que o casal apenas vive junto, mas são separados a mais de 20 anos, e que só conversam o necessário. De acordo com ele, a mãe já havia dito que mataria toda a família. O rapaz também encontrou o galão de gasolina usado pela mulher.

O idoso foi levado para o Hospital João XXIII em estado grave pelo helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros. O estado de saúde não foi atualizado.

Já a suspeita foi levada para uma unidade de saúde da região. Ela estava internada sob escolta policial. A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda retorno.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade