16 de abril de 2024 23:00

Lixo em Lafaiete: “estamos a beira de um caos”, cita Vado Silva

Já não é de tempos atuais que a coleta de lixo em Lafaiete sempre alvo de críticas, na grande maioria dos casos pela falta de educação da população. Mas a prestação de serviços já vem sendo criticada no plenário do Legislativo desde o ano passado.

Em janeiro de 2023, a  Prefeitura de Lafaiete, anunciou que empresa Mega Construtora e Serviços Eireli, vencedora da concorrência pública assumiria o serviço, após um imbróglio jurídico com a antecessora, Plural Serviços Técnicos. A disputa foi parar nas barras dos tribunais.

Em discurso duro, o Vereador Vado Silva (DC), previu, nesta terça-feira (20), na sessão da Câmara, que Lafaiete caminha para o caos. “O recolhimento do lixo está um caos. São denúncias de diversas ruas da inconstância de horário e falta de planejamento”, citou. “A esta beira do caos. Tem lixo espalhado por diversas ruas”, criticou.

Segundo ele, a Mega opera a coleta com 4 caminhões e um reserva aguarda por manutenção. Ele também disse que há um déficit de funcionários para atender mais de 120 bairros da cidade. “Precisamos de uma providência imediata e estamos a beira do caos”, afirmou.

Mas a principal denúncia do Vereador Vado Silva é que a empresa não estaria com o recolhimento do FGTS em dia. “Funcionários me mostraram seus demonstrativos sem o devido recolhimento do FGTS há mais de 6 ou 7 meses. A cidade precisa rever seus contratos com suas concessionárias”, encerrou.

Na sessão de ontem (22), o Líder do Governo, o Vereador João Paulo Pé Quente (UNião Brasil) criticou a coleta de lixo e pediu a convocação do gerente da Mega para explicar o serviço executado em Lafaiete.

Sem respostas

Nossa reportagem enviou questionamentos a Prefeitura Municipal como a empresa Mega sobre as críticas, mas não recebeu respostas.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade