12 de abril de 2024 11:27

Esta é a moeda de 50 centavos mais rara da história. Confira valores

A moeda de 50 centavos mais rara da história do Plano Real pode estar escondida neste momento na sua casa

Quando se recebe um trocado no comércio, normalmente a grande maioria das pessoas não presta atenção aos detalhes indicados nas moedas. Afinal de contas, todas estas peças são iguais, certo? Errado. Ao menos do ponto de vista da numismática, cada exemplar pode contar com valores diferentes.

Neste artigo específico vamos falar de nada menos do que a moeda de 50 centavos mais rara da história do Plano Real. Ela ainda possui valor monetário, e portanto pode ser encontrada a qualquer momento em um trocado no comércio. A peça em questão foi produzida e distribuída no ano de 2006.

Por que é a moeda mais rara?

E por que a moeda de 50 centavos do ano de 2006 é considerada a mais rara da história? Por causa da sua baixa tiragem. Dados oficiais indicam que pouco mais de 39 milhões de peças como estas foram postas em circulação. Dentro da linguagem da numismática, pode-se dizer que este é um número muito baixo.

E esta avaliação faz sentido sobretudo quando se compara com a tiragem de outras moedas de 50 centavos. Veja no quadro abaixo:

anoprodução
2002189.952.000
2003143.696.000
2005122.416.000
200639.984.000
2007130.032.000
2008290.080.000
2009300.048.000
2010170.016.000
2011116.928.000
2012100.016.000
2013350.000.000
201456.112.000
201569.167.000
2016180.096.000
2017110.880.000
2018106.960.000
2019137.536.000
2020134.512.000
2021137.536.000
2022157.780.000
2023138.768.000

Características da moeda

Abaixo, você pode conferir uma lista com as principais características da moeda de 50 centavos do ano de 2006, tomando como base as informações disponibilizadas pelo Banco Central (BC):

  • Material: aço inox;
  • Diâmetro: 23,0 mm;
  • Peso: 7,81 g;
  • Espessura: 2,85 mm;
  • Bordo: inscrito;
  • Eixo: reverso moeda (EH);
  • Circulação: de 24/06/2002 a atual;
  • Desenho do Anverso: Efígie de José Maria da Silva Paranhos Jr (1845-1912), Barão do Rio Branco, ladeada pelo dístico Brasil e por cena alusiva à dinamização da política externa brasileira e à consolidação dos limites territoriais com vários países;
  • Desenho do Reverso: À esquerda, linhas diagonais de fundo dão destaque ao dístico correspondente ao valor facial, seguido dos dísticos centavos e o correspondente ao ano de cunhagem.

Barão do Rio Branco

Como visto na lista acima, é possível notar que esta peça conta com a representação do Barão de Rio Branco. Em toda a sua biografia, ele atuou em várias profissões, mas ganhou notoriedade nacional como Ministro das Relações Exteriores do Brasil, onde permaneceu entre 1902 e 1912.

Durante a sua gestão, ele conseguiu incorporar 900 mil km ao território brasileiro sem necessidade de conflitos armados. Em toda a sua trajetória política, ele ficou conhecido como um homem que rejeitava cenários bélicos, e acreditava que tudo poderia ser resolvido na base do diálogo.

Moeda faz homenagem ao Barão do Rio Branco. Imagem: Reprodução

Quanto vale a moeda?

Mas afinal de contas, quanto vale a moeda de 50 centavos do ano de 2006 de acordo com os catálogos numismáticos mais atualizados? A resposta para esta pergunta varia de acordo com o grau de conservação do exemplar. Veja no quadro abaixo:

MBCSOBERBAFLOR DE CUNHO
R$ 50,00R$ 100,00R$ 200,00

Entendendo as classificações

Para os iniciantes, as inscrições acima podem parecer complexas. Afinal de contas, o que significa o termo Flor de Cunho, por exemplo? As classificações acima estão relacionadas ao estado de conservação de cada uma destas peças, segundo as informações de colecionadores. 

  • MBC

Para começar, vamos detalhar o que significa uma moeda MBC. Este termo significa “Muito bem conservada”. Para que a peça entre nesta classificação, ela precisa ter, no mínimo, 70% de sua aparência original. Os analistas também dizem que o seu nível de desgaste deve sempre ser homogêneo.

  • Soberba

Uma moeda soberba é a aquela que conta com pelo menos 90% dos detalhes originais preservados. Trata-se de uma peça que conta com pouco vestígio de circulação e de manuseio. No universo da numismática, este item é considerado intermediário, mas já se trata de um valor mais alto.

  • Flor de cunho

O termo Flor de Cunho vem da inscrição em inglês uncirculated. Trata-se de uma peça que não apresenta mais nenhum tipo de desgaste e nem de manuseio. Absolutamente todos os detalhes da cunhagem estão com a sua aparência original. Também não há nenhum indicativo de limpeza ou de química. Mesmo por isso, moedas flor de cunho são sempre as mais valiosas.

FONTE NOTÍCIAS CONCURSOS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade