20 de maio de 2024 09:31

Praça São Sebastião foi tomada por usuários, traficantes e associação cobra segurança; coreto da Praça Tiradentes é cercado

O Presidente da AMABSS (Associação dos Moradores e Amigos do Bairro São Sebastião), Rogério de Paula Lima usou a Tribuna Popular, na noite desta terça-feira (14) na Câmara de Conselheiro Lafaiete (MG), para pedir uma intervenção na Praça São Sebastião e em todo o bairro. Segundo ele, os moradores de rua tomaram o local juntamente com usuários e traficantes.
Ele defendeu a ação através de um projeto piloto para mitigar os problemas sociais que afetam a praça na busca de uma solução para os moradores de rua e sua reinserção no mercado de trabalho. Rogério pediu uma força tarefa unindo a assistência social, Guarda Municipal, PM e Polícia Civil para retomada e humanização da praça. “A gente vê que o problema não é somente no São Sebastião, mas na cidade inteira. Na Praça Tiradentes cercaram o coreto com tela, mas se for preciso que feche até uma ação mais concreta de até mesmo de reposicionar os moradores de rua no mercado. Precisamos desta força tarefa urgente”, assinalou.

O coreto da Praça Tiradentes foi cercado de tela para conter os moradores em situação de rua/CORREIO DE MINAS

Rogério ainda relatou a insegurança ao entorno da Praça São Sebastião quando moradores de rua constrangem, amedrontam e intimidam as pessoas. “As abordagens não estão mais discretas. Eles abordam idosos e até exigem dinheiro ou um salgado. Não há mais discrição e o medo tomou conta e as pessoas não frequentam mais a praça. Vivemos esta situação na Praça São Sebastião”, discorreu.
Rogério também cobrou uma solução de acessibilidade na passagem subterrânea e de uma escada ao lado da Igreja São Sebastião. “As coisas são muito lentas. Levaram 5 meses para fazer a avaliação de umas árvores no nosso bairro. Isso não pode acontecer”, encerrrou.

O Presidente da AMABSS (Associação dos Moradores e Amigos do Bairro São Sebastião), Rogério de Paula Lima/REPRODUÇÃO

Praça Tiradentes

Local bastante frequentado por moradores em situação de rua, o coreto da Praça Tiradentes amanheceu fechado por uma tela obstruindo a entrada de pessoas. Esta não foi a primeira intervenção no local.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade