Advogado de defesa vai recorrer de decisão de júri que condenou empresário a 15 anos de prisão

17
Dr. Roney Neto, Dra. Marina Gontijo e Dra. Mariana Caetano/Reprodução
Dr. Roney Neto, Dra. Marina Gontijo e Dra. Mariana Caetano/Reprodução

O advogado Roney Neto vai recorrer ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais para anular o júri como também diminuir a pena de 15 anos de reclusão em que foi condenado o empresário Heloísio Mário Mello, 37 anos. O recurso é preparado pela equipe de juristas criminais especializados e será interposto nesta sexta feia, dia 15.

Ele foi condenado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil como também por impor dificuldade de defesa a vítima, o gari, Arlindo da Silva, de 27 anos. O júri aconteceu no dia 16 de novembro na Comarca de Ouro Branco. Trabalharam também no caso as advogadas Marina Gontijo e Mariana Caetano.

O caso

O crime ocorreu no dia 25 de maio deste ano, na cidade de Ouro Branco. O trabalhador foi morto com 9 tiros ocorrido à rua Eduardo Nicomedes Vieira, em frente a empresa Vina, que presta serviços de limpeza urbana a prefeitura. Quando os militares chegaram ao local, Arlindo já estava ferido. O motivo da discórdia seria a disputa por causa de um terreno que o gari teria invadido. Heloísio se encontra preso no presídio de Lafaiete.