Barbacena, Lafaiete e SJDR decidem reabrir comércio após adesão ao Minas Consciente

25

Em uma reunião na tarde dessa Segunda-feira (18), os prefeitos dos municípios da Macrorregião Centro Sul que engloba Barbacena, São João del Rei e Conselheiro Lafaiete, entre outros municípios, foi decido seguir o programa “Minas Consciente”.

Segundo informações do Notícias Gerais sobre o encontro “foi muito desgastante, mas teve muita discussão produtiva”. “Ao final, deliberou-se para que a macrorregião entre no programa ‘Minas Consciente’, do governo do Estado. Portanto, agora fica a responsabilidade de cada (prefeito de)

Barbacena, Lafaiete e SJDR decidem reabrir comércio após adesão ao Minas Consciente/DIVULGAÇÃO

município editar o decreto, enviar para o Estado e participar do protocolo”, garante.

O programa Minas Consciente estabelece que a escolha de flexibilizar ou não o comércio cabe ao Poder Executivo de cada município. Mas na Macrorregião Centro Sul essa decisão foi em conjunto com municípios que fazem parte da Macrorregião. Pois a rede assistencial e hospitalar atende aos municípios de uma macrorregião.

Conheça o Minas Consciente:

O Minas Consciente setoriza as atividades econômicas em quatro “ondas” (onda verde – serviços essenciais; onda branca – baixo risco; onda amarela – médio risco; onda vermelha – alto risco), a serem liberadas para funcionamento de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e de propagação da doença, por macrorregião de saúde.

Estas ondas foram criadas a partir de uma matriz de risco, que leva em conta aspectos econômicos, mas principalmente aspectos relacionados ao impacto das atividades na rede assistencial de saúde.

Foram utilizados critérios econômicos como: total de empregados do setor, arrecadação per capita, impacto fiscal, impacto na cadeia produtiva e vulnerabilidade perante à crise.

Além de critérios de saúde pública como: número de trabalhadores em circulação, número de cidadãos/clientes em circulação, nível de aglomeração de pessoas inerente à atividade, nível de contágio inerente à atividade e adaptabilidade do setor (horários flexíveis, turnos, atendimento à distância, etc).

Após serem pontuados, os setores foram agrupados nas citadas ondas, conforme seu impacto econômico e seu impacto na capacidade assistencial, conforme imagem abaixo.

Onda verde: Agropecuária; Alimentos; Bancos e Seguros; Cadeia Produtiva e Atividades Acessórias Essenciais; Construção Civil e Afins; Fábrica, Energia, Extração, Produção, Siderúrgica e Afins; Saúde; Telecomunicação, Comunicação e Imprensa; Transporte,

Veículos e Correios; Tratamento de Água, Esgoto e Resíduos.

Onda branca: Antiguidades e objetos de arte; Armas e fogos de artifício; Artigos esportivos e jogos eletrônicos; Floriculturas; Móveis, tecidos e afins e Outras atividades acessórias.

Onda amarela: Departamento e Variedades; Livros, papelaria, discos e revistas e Vestuário.

Onda vermelha: Decoração, design e paisagismo; Duty free; Formação de condutores; Hotéis e afins; Informática e comunicação não essencial; Joias e bijuterias e Salões de beleza e estética.

Com informações do Notícias Gerais (Vertentes Online)