CSN diz que greve não atinge produção

10
CSN minimizou greve dos trabalhadores/Reprodução
CSN minimizou greve dos trabalhadores/Reprodução

A deflagração de greve dos trabalhadores da CSN da Mina de Casa de Pedra iniciou na semana passada em Congonhas. Os sindicatos recusaram a proposta da empresa para o acordo coletivo e aprovaram greve por 61% dos votos.

Segundo o sindicato representante da categoria profissional, entretanto, a proposta da CSN está muito aquém daquilo que é esperado. “Na penúltima rodada de assembleias, antes daquela em que foi votada a greve, a categoria aprovou uma contraproposta à CSN, que exige reajuste de 7,5% para amenizar todas as perdas que tivemos nos últimos anos, além de abonos salariais mais justos e em conformidade com tudo que foi produzido e vendido no último período”, afirma Sidney Roque, presidente do Sindicato Metabase Inconfidentes.

Em nota enviada, a “CSN Mineração esclarece que seus processos produtivos não sofreram impactos com as intervenções sindicais que ocorreram nos últimos dias em Congonhas, Minas Gerais. A Companhia reforça que a produção de minério de ferro acontece normalmente em suas minas instaladas no Quadrilátero Ferrífero”.