Desabafo nas redes sociais comove lafaietense e faz critica à situação da saúde em Lafaiete

35

Uma mensagem postada hoje nas redes sociais chamou a atenção de milhares de lafaietenses. O teor apontava pela demora no atendimento entre hospital e pronto socorro. Carlinhos foi diagnosticado com infarto, mas não resistiu. Leia o desabafo de um amigo cobrando.

“E nossa Lafaiete entra ano e sai ano, entra prefeito e sai prefeito e a saúde no município continua a mesma, ou seja, precária. Hoje perdemos um amigo, o Carlinhos que trabalhava no estacionamento do Supermercado Azevedo. Morreu infartado após mais de 12 horas perambular pelo Pronto Socorro e Hospital São Camilo. Sentiu uma angina suportável, ficou aguardando na fila do Pronto Socorro e com uma fita verde que significa “estado não grave”.

Com a demora ele mesmo foi ao Hospital São Camilo, onde, aí sim foi diagnosticado o infarto. No entanto, como não se tem recursos na cidade ficou aguardando até que a ambulância do SAMU o levasse para Barbacena. Depois de horas de espera, providência de documentos, etc, a ambulância chegou. Ao ser colocado nela teve o último infarto e falaceu. 
Já passou da hora dos políticos pararem de brincar de administradores e resolverem os problemas mais cruciais para uma cidade desse porte. 
Hospital regional parado, sem força política para reerguê-lo. Lafaietense com doença mais grave ou emergência, vai p BH ou Barbacena. A saúde do município continua no CTI. Descaso ou incompetência das “autoridades ”? Mas, todos os políticos estão c salários em dia e aguardando o décimo terceiro. Onde estão cumpridas as promessas de campanha?”.