Dia das Violas de Queluz homenageia a cultura lafaietense e seu maior símbolo

20
Hoje comemora a data que D. Pedro II visitou Lafaiete e se encantou com as violas de Queluz/Reprodução

Lafaiete não é só berço da indústria ferroviária, mas também da cultura musical brasileira. Conhecida como “Cidade das Violas de Queluz”, Conselheiro Lafaiete homenageia aqueles que respeitam, preservam e difundem sua história. Como ocorre desde o ano de 2009, quando foi sancionada a Lei Nº 5.141 que instituiu o “Dia Municipal das Violas de Queluz”, acontece hoje, dia 29, a solenidade alusiva a data. Tradicionalmente personalidades recebem o reconhecimento oficial feito pelo município.

A data é uma referência às raízes da riqueza cultural quando em 29 de março de 1881 o imperador Dom Pedro II visitou antiga Queluz de Minas e se encantou com som que o instrumento produzia. 137 anos depois a história está preservada e Lafaiete mantém viva uma de suas mais importantes e originais tradições que levou o nome da cidade além dos continentes..

Este ano acontecerá a instalação do quadro de Quinas Alves na Biblioteca Pública, historiador que escreve a segunda edição do livro sobre Revolução Liberal, de 1842. Também ocorre a reabertura do memorial das Violas de Queluz que contará um pouco da história a importância deste instrumento na identidade cultural desde o império,

As violas

Violas são o maior símbolo cultural de Lafaiete/Reprodução

A importância das Violas de Queluz como patrimônio histórico e cultural do município de Conselheiro Lafaiete, que eram produzidas pelas famílias Meirelles e Salgado entre o final do século XIX e início do século XX, está diretamente ligada a história musical brasileira.

Em quase 10 anos de estudo do poder público municipal, levantando a historia, os registros, as pessoas e as famílias das Violas de Queluz, foi possível produzir dossiê fundamentando o decreto municipal que em 2014 registrando o modo de fazer Violas de Queluz como patrimônio imaterial do município.

Programação

A programação oficial das comemorações do Dia Municipal das Violas de Queluz acontecerá no Centro Cultural Solar do Barão do Suaçuí.

19:00 – Acolhida

19:30 – Abertura ( execução do hino nacional, homenagens)

20:00 – Instalação do quadro do Sr.Quincas De Almeida, na Biblioteca Pública

– Reabertura do Memorial das Violas de Queluz

20:30 – Apresentações dos músicos presentes

21hs – Apresentação do Grupo Viola Inviolada