Emoção marca lançamento de livro autobiográfico de religiosa

17

Foi marcado pela emoção, o lançamento do livro autobiográfico, “História de uma Vocação Missionária”, de autoria da Irmã Maria Aparecida dos Santos, ocorrido na noite desta segunda feira, 23 no Salão Nobre do Colégio Nazaré. “Escrevi este livro como testemunha de minha entrega a Jesus Cristo”, assinalou durante seu discurso. A religiosa contou que o livro nasceu a partir do incentivo de amigos, Padres e familiares para contar sua missão pelo Haiti, quando morou naquele país, entre junho de 2010 a julho de 2013.

Irmã Maria Aparecida e a Irmã Ana Renilde /Divulgação

Lá testemunhou a tragédia do terremoto que destruiu a República e a missão de implantar projetos de geração de renda e empregos, como da Pastoral da Criança. “Escrever este livro foi testemunhar o período em que passei naquele país, como também vivenciar minha entrega a esta missão de ajudar e acolher os mais pobres”, assinalou. Irmã Maria Aparecida dos Santos afirmou que a venda dos exemplares será destinada ao projeto das Obras Sociais de Dom Daniel Tavares Baêta Neves que cuida de 30 famílias carentes em Lafaiete.

Com um semblante de ternura, uma fala mansa de uma Irmã abnegada pela missão de espalhar o bem ao redor do mundo, o livro retrata a rica experiência e os frutos colhidos nesta empreitada religiosa não só no Haiti, mas em diversos países como África, Angola, Bélgica, México, França, Itália e Holanda. Foi nos país mais pobres que ela vivenciou a dor, a alegria da esperança e a fé.

O evento

A paixão, missão solidária e o entusiasmo da Irmã Aparecida dos Santos foram reverenciados no evento de lançamento do livro “História de uma Vocação Missionária”. A abertura ficou por conta da apresentação de dança do corpo de Ballet do Colégio Nazaré com a Professora Kênia Najmah. O Coral Cantata, formado por alunos do educandário, e o Coral Madrigal Roda Viva abrilhantaram a noite com belíssimas canções que encantaram o público. Alunos prestaram uma singela e carinhosa homenagem a Irmã, emocionando os presentes.

A Diretora do Colégio Nazaré, Irmã Ana Renilde, em seu discurso enalteceu a vida da colega, Irmã Aparecida dos Santos, e a plenitudade de sua experiência marcante. A religiosa é a responsável pela Obra Social D. Daniel Tavares.

O Presidente da Academia Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete (ACLCL), Moisés Mota das Silva, comparou a obra autobiográfica como um “instrumento de evangelização” e presenteou a escritora com um livro “Queluzíadas”, do fundador ACLC, o Professor Alberto Libânio Rodrigues.

Coral Cantata, do Colégio Nazaré, e Madrigal Roda Viva/Divulgação

Os coordenadores e Professores do Colégio Nazaré, Cláudio Marques, Sirlane Zebral e Marilane Ferreira destacaram a importância da obra, neste momento em que as pessoas estão  individualizadas e materiais.

Em depoimento exclusivo jornal Correio de Minas, a irmã Aparecida revelou: “foi mágico tudo que aconteceu aqui. Os depoimentos as mensagens tudo com muito carinho e relatando toda a vivência que podemos trazer para aplicar em nossa obra. Toda pessoa o que é colocado em minha vida considero um presente de Deus.

É com este pensamento que atuamos, junto as nossas crianças aqui no colégio Nazaré: evangelizando e conscientizando sobre a importância do bem para com os nossos semelhantes.”

Confira as fotos:

[Best_Wordpress_Gallery id=”240″ gal_title=”Freira 25/09″]