Entidades consideram tardio avanço a “onda amarela”, mas elogiam no programa Minas Consciente

19
Empresários se basearam para o pedido do governo autorizando funcionamento aos domingos e feriados/DIVULGAÇÃO

Em nota conjunta assinada pela ACIAS, CDL-CL e SINDCOMERCIO, divulgada agora há pouco, as entidades lafaietenses lamentaram o tardio avanço a “onda amarela” e assinalaram que a progressão na versão antiga do programa Minas Consciente era esperada. “Apesar de lamentarem que não tenha ocorrido antes, é o que esperavam nesse momento e pelo que batalharam as entidades de representação do comércio local”, afirmou a nota.
A entidades alertaram aos comerciantes que sigam os protocolos sanitários para garantir que o comércio continue não influenciando o contágio pelo vírus. “São medidas fundamentais, o uso do álcool, a higienização constante, o uso de máscara e o distância mínima entre as pessoas.  “Continuaremos também, a participar ativamente, na busca de melhores condições para a atuação das empresas, sem abrir mão das medidas e cuidados com a saúde”, observam as entidade.
Elas elogiaram a revisão do programa Minas Consciente, que vigorará a partir de 06 de agosto, como de grande relevância para permitir uma abordagem mais adequada para um combate à pandemia com maior equilíbrio.
“A partir do novo programa, o município ganhará alguma autonomia para a tomada de decisão, e as entidades continuarão atuando junto ao executivo municipal e ao comitê de crise local, para que novos avanços ocorram, buscando decisões mais adequadas ao interesse das pessoas, do comércio e da cidade”, assinalam as entidades do comércio lafaietense.