Fiscalização não encontra irregularidade em lote denunciado por moradores próximo ao supermercado Epa

12
Fiscalização não encontra irregularidade em lote denunciado por moradores próximo ao supermercado Epa/ DIVULGAÇÃO

Após denúncia realizada por moradores adjacentes ao lote situado na confluência das ruas Desembargador Dayrell de Lima e Padre Américo, próximo ao supermercado Epa, ao Jornal Correio de Minas, à Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e setores de Controle de Endemias e Centro de Controle Zoonoses, estiveram em visita ao local e veem informar que:

O agente de combate às endemias (ACE) Reginaldo Ferreira da Silva já havia realizado visita ao imóvel citado no dia 13/02/2019 e retornou na segunda-feira dia 19/01/2019 para uma vistoria. O imóvel é de responsabilidade do Elias de Paula.

Durante a visita foi constatado o acumulo de vários objetos, dentre eles, madeiras, geladeiras, freezers e garrafas de vidros. Estas estavam viradas para com a ponta para baixo evitando o acúmulo de água, contudo, informamos que os depósitos citados acima foram tratados com larvicida como ação preventiva, e outros possíveis focos foram eliminados de acordo com o que é preconizado pelo Ministério da Saúde.

Fiscalização não encontra irregularidade em lote denunciado por moradores próximo ao supermercado Epa/ DIVULGAÇÃO

O Elias foi devidamente orientado sobre as medidas de prevenção ao vetor, e, além disso, o setor continuará a realizar o monitoramento em visitas bimestrais dos agentes de endemias.

A equipe do Centro de Controle de Zoonoses, compareceu ao endereço supracitado para averiguação, não havendo nenhuma resistência do morador, Elias, em deixar a equipe avaliar a situação dos animais por ele mantido. Foram verificados a quantidade de animais, condições clínicas, alimentação, trato e higiene dos mesmos. No local estavam 10 gatos machos, sendo 9 castrados e 8 gatas fêmeas, sendo 5 castradas; 3 cães machos, sendo 2 castrados e duas cadelas fêmeas, sendo 1 castrada e duas filhotes.

Os animais se encontram nutridos, com escore corporal adequado, água e comida. Um cão é mantido na corrente por correr atrás de veículos e pedestres, mas durante a noite, onde há menor movimento, o animal é constantemente solto. De acordo com a última visita realizada em 2017, reiteramos que a real situação de Elias e de sua esposa Rosa é precária, visto que as condições em que vivem, é insalubre tanto para os animais, quanto para eles.

A equipe do CCZ deixou agendada a visita para buscar os 4 gatos e os 3 cães, à serem castrados nos dias 25 e 26 de fevereiro, sendo devolvidos ao tutor no mesmo dia. Os animais filhotes, foram vermifugados e serão colocados para a adoção através da página da ALPA – Associação Lafaietense de Proteção aos animais.

Salientamos que não houve a necessidade de autuação ao morador, devido ao imóvel não oferecer riscos a população.

Leia mais:

https://correiodeminas.com.br/polemica-em-lafaiete-moradores-denunciam-e-cobram-fiscalizacao-em-lote/