Gerdau deve religar alto-forno em Ouro Branco até julho; queda nas encomendas caiu 60%; empresa reduz jornada de trabalhadores

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um comunicado interno da Gerdau anunciou medidas duras diante da pandemia do coronavírus, entre as quais a antecipação de férias, redução de jornada e salários para colaboradores do subgrupo administrativo e executivo, postergação do recolhimento do FGTS, e a suspensão de contratos de trabalho, além da interrupção dos contratos por 60 dias aos aprendizes.

Gerdau deve religar alto-forno em Ouro Branco até julho; queda nas encomendas caiu 60%; empresa reduz jornada de trabalhadores

Alto forno
Ao mesmo tempo, a Gerdau informou que pretende religar o alto-forno da usina siderúrgica de Ouro Branco entre fim de junho e início de julho, enquanto vê recuperação gradual nas encomendas de clientes, especialmente dos vinculados à construção civil, disse o presidente-executivo, Gustavo Werneck.
Maior produtora de aços longos das Américas, a Gerdau viu as encomendas no Brasil caírem 60% nas duas últimas semanas de março em relação aos níveis de janeiro e fevereiro, mas desde a segunda metade de abril observou um retorno dos clientes.
“O momento mais difícil talvez já tenha passado”, disse Werneck em teleconferência com jornalistas sobre o resultado da Gerdau no primeiro trimestre, quando o lucro líquido da companhia caiu cerca de 50%.
O comentário acontece cerca de um mês após a Gerdau anunciar cortes de produção em suas operações nas Américas, que incluíram desligar um dos dois alto-fornos na usina de Ouro Branco e paralisação de parte de suas aciarias e laminações.
Segundo o executivo, a Gerdau ainda acredita que os planos de lançamentos de imóveis residenciais de construtoras para o segundo semestre sejam concretizados.
Esta perspectiva positiva, aliada ao que Werneck chamou de uma queda na inadimplência de clientes nas últimas semanas, incentivou a companhia a religar aciarias que tinha desligado no Brasil por conta do impacto inicial na demanda por aço gerado pela epidemia de Covid-19.
Diante do planejado religamento do alto-forno mineiro, a Gerdau não deve fazer exportações adicionais de minério de ferro, disse Werneck, focando a área no abastecimento da usina.
Queda de lucro
A Gerdau teve queda de 51,3% no lucro líquido do primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 221 milhões, em desempenho marcado por queda em volumes e margens, conforme dados divulgados ontem, quando a siderúrgica também anunciou corte em investimentos para 2020.
A companhia disse que a pandemia de Covid-19 impactou o desempenho de suas operações de negócios a partir da segunda quinzena de março, no que tange à produção e entrega de aço.
De janeiro a março, a receita líquida somou R$ 9,228 bilhões, queda de 8% ano a ano, enquanto os custos das vendas recuaram apenas 4,4%, para R$ 8,372 bilhões. Em volumes, a produção de aço bruto caiu 4,6%, para 3,188 milhões de toneladas e as vendas de aço cederam 9,8%, a R$ 2,691 bilhões.
A Gerdau também anunciou revisão do plano de investimentos para 2020 citando “incertezas do mercado”. A previsão de desembolsos de capex para 2020 passou de R$ 2,6 bilhões para R$ 1,6 bilhão. Com isso, a estimativa de R$ 7 bilhões para o período de 2019-2021 passou a ser de R$ 6 bilhões.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *