Lafaiete: cidade enfrenta o tempo mais chuvoso dos últimos 7 anos e já conta com 40 desalojados

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Os bairros sagrado Coração de Jesus, São Judas Tadeu, Manoel de Paula, Arcádia, Morro da Mina, Chapada e Vila Rezende, foram tomados por temporal de 80 mm (80 litros de água por m²), o que justifica a intensidade de ocorrências nesta região, como as casas adjacentes ao córrego Rubi terem sido inundadas, ocorrências de deslizamentos, casas com riscos a desabamentos, enxurradas e pontos de alagamentos.

Entre às 19:00 horas e 02:00 de terça feira (28), a Defesa Civil interditou no mesmo local 4 residências e 10 pessoas precisaram sair de suas casas. Ontem (29), dados atualizados são: 40 desalojados, 1 desaparecido, 7 residências interditadas, 73 horas de atividades da Defesa Civil, atendendo a cerca de 50 ocorrências.
O principal rio Bananeiras segue seu fluxo normal, não tendo sido registradas ocorrências de inundações às suas margens.
Lafaiete segue em alerta, estando situada na ZCAS (Zona de Convergência Atlântico Sul) é o principal sistema meteorológico do verão no Brasil e responsável por um período prolongado de chuva frequente e volumosa sobre parte das Regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste com probabilidades de chuvas intensas podendo acumular 120 mm em apenas 1 dia.

Em média a ZCAS atua por um período de 4 a 10 dias, o que deixa a Defesa Civil em Alerta aproximadamente até segunda feira (3) caso não haja novas previsões do IGAM e INMET.
O balanço pluviométrico mostra que até o dia 28/01/2020 já choveu 63% a mais do que o esperado no mês de Janeiro até o momento. Janeiro de 2020 já o mais chuvoso em 7 anos desde que as medições começaram em 2013, volume considerado histórico em Lafaiete.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Um comentário em “Lafaiete: cidade enfrenta o tempo mais chuvoso dos últimos 7 anos e já conta com 40 desalojados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *