Na contra mão da crise, empresas impulsionam geração de empregos em Lafaiete; EPA Mineirão e MartMinas devem gerar até 350 novas vagas

20

Prefeito cobra priorização de mão de obra lafaietense

Apesar da crise, Lafaiete vive uma a expectativa de inauguração de 3 hipemercados que vão acirrar a disputa do mercado local. Na concorrência, quem ganha são os consumidores, com mais ofertas de produtos, mas conforto, transformando a economia de Lafaiete. A cidade se insere agora no mercado global das grandes redes.

No dia 30, o Supermercado BH fez a inauguração de sua segunda unidade com geração de mais de 120 empregos diretos gerados em Lafaiete.

Esta semana iniciou com grandes novidades na geração de novos postos de trabalho com a abertura de 150 empregos promovidos pelo Mineirão Atacarejo. As vagas foram priorizadas para os trabalhadores de Lafaiete, através do SINE local. A inauguração deve ocorrer em 60 dias.

Outro hipermercado

MartMinas também deve ser inaugurado ainda este ano/CORREIODEMINAS

 

O prefeito Mário Marcus juntamente, com gerente do SINE, Paulo Lima, reuniu hoje pela manhã, com diretores do Atacarejo MartMinas, Raquel Caetano, Gerente de RH, Renato Paiva, gerente de pessoal e Larissa analista de RH.

Na pauta da reunião, Mário Marcus acertou que todas as 150 vagas inicialmente disponibilizadas na empresa serão destinadas aos trabalhadores de Conselheiro Lafaiete. A divulgação e encaminhamento para ocupação destas vagas serão feitas por meio do SINE de Conselheiro Lafaiete.

De acordo com informações da empresa este número de vagas deverá ser ampliado com contratações indiretas, podendo chegar a 300 vagas.

Atacarejo Mart Minas, situado às margens da BR 040, Bairro Carijós. A informação, não confirmada, é de que a inauguração aconteça ainda este ano.

Veja maisInvestimentos: Supermercado BH inaugura sua 2ª unidade em Lafaiete no dia 30 de agosto

Lafaiete recebe um dos maiores investimentos privados de Minas de quase R$40 milhões e a geração de mais de 1,2 mil novos postos de trabalho

Ouro Branco e Jeceaba lideram ranking de saldo de empregos em 2018; Lafaiete e Congonhas perdem postos de trabalho