Nos últimos 3 anos foram gerados quase 5,5 mil postos de trabalho na região; Ouro Branco lidera taxa de empregos

16
MartMinas também deve ser inaugurado ainda este ano/CORREIODEMINAS
Lafaiete vai fechar 2018 com saldo positivo de empregos/CORREIO DE MINAS

As regiões do Alto Paraopeba e Vale do fecharam o mês de agosto com saldo positivo acumulado de 2018 com 802 novos empregos. Os dados foram obtidos no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho divulgado em meados de agosto.

Ouro Branco lidera entre as 21 cidades pesquisas com 309 novos postos de trabalho e Congonhas com 159 empregos. Em 3º lugar vem Jeceaba com 123.

Lafaiete ainda tem um saldo negativo desemprego de apenas 38. Na maioria das cidades a variação entre janeiro de agosto deste ano é positiva.

Análise

No final de 2016 a região tinha um numero desemprego forma de 4.681 segundo o CAGED. Somente Ouro Branco tinha perto de 3 mil desempregos, Congonhas, com 876 e Lafaiete chegava perto de 950 postos de trabalho perdidos.

No ano seguinte, houve uma recuperação da economia com um saldo final na região de 48 empregos. Isto, entre 2016 e 2017 foram gerados 4.729 empregos formais na economia regional.

Em 2017, Ouro Branco reduziu significamente quase zerando o desemprego. Congonhas já contabilizava 234 novos empregos, porém Lafaiete ainda tinha 161 desempregados.

Com os novos números divulgados pelo CAGED, 2018 será o melhor períodos dos últimos 3 anos, como um saldo positivo.

Com chegada de 4 hipermercados e outros empreendimentos, Lafaiete deve fechar 2018 gerando empregos e com novas perspectivas para a economia local.