Novo capítulo: Justiça mantém liminar que afasta o prefeito de Itaverava e dá 15 dias para contestação

12

Um novo despacho da juíza Rafaella Amaral de Oliveira dá 15 dias para o prefeito de Itaverava, José Flaviano Pinto (PR), conhecido como Nô, contestar a liminar que o afasta do cargo. A determinação foi publicada na manhã desta quinta-feira (28) e mantém a decisão inicial. Conforme a magistrada, até o momento, não foram apresentadas elementos novos aos autos. Caso não se manifeste no prazo determinado, Nô corre o risco de que o julgamento ocorra sob pena de revelia e confissão quanto à matéria de fato.

Polemica envolve o prefeito de Itaverava / DIVULGAÇÃO

A polêmica do pedido de afastamento do prefeito, antecipada pelo site CORREIO DE MINAS, é o principal assunto na região e, principalmente, na simpática Itaverava, terra de Marília de Dirceu, Musa da Inconfidência Mineira.
Na quinta-feira (14), a Justiça atendeu liminarmente, o pedido para sua saída por 60 dias do cargo de prefeito por descumprir o decreto com regras e medidas de combate a pandemia e liberando a abertura do comércio local. A decisão ganhou o noticiário nacional.
“A gente ficou surpreso com a decisão. Não fomos notificados. Já vou entrar com recurso. Hora nenhuma fui a favor do comércio aberto”, disse o prefeito logo após a decisão judicial.
O chefe do Executivo informou que tinha orientado comerciantes a esperarem para reabrir as portas. Segundo Nó, apesar do decreto que prevê a reabertura da atividade comercial publicado dia 21, ele havia pedido aos comerciantes para aguardarem até segunda-feira (25).
“Estamos com cisma por causa de Barbacena, que teve aumento no número de casos”, disse.
O advogado do prefeito, Anderson Oliveira, havia antecipado que a defesa recorreria. Sobre o novo prazo estabelecido pela Justiça, ele não respondeu à Reportagem.

Vice
Caso o Tribunal mantenha a decisão, assume a prefeitura, o vice, João Borges, inimigo político de Nô. Ele salientou que fará uma completa mudança nos principais cargos do primeiro escalão e já estaria escolhendo nomes para compor seu secretariado.

Leia mais

Itaverava: “decisão da Juíza foi surpresa”, critica Nô; vice, inimigo político do prefeito, pode assumir cargo e promete “limpa”

Itaverava: por conduta omissa e ação generalizada contrária à prevenção ao coronavírus, Justiça determina afastamento de prefeito por 60 dias