Organizações de Lafaiete definem pauta única de demandas sociais

22

O Movimento dos Atingidos por Barragens realizou reunião, no dia 5 de agosto, com organizações de Conselheiro Lafaiete para diálogo e construção da Pauta Municipal Unitária, dando continuidade ao fortalecimento da Frente Brasil Popular.
As organizações lembraram alguns dramas sofridos pelo povo. Segundo contaram, falta transparência no uso do recurso público, acessibilidade, infraestrutura urbana com referência ao bairro Topázio sem estrutura adequada a mais de 30 anos, assistência à saúde, atendimento a doentes crônicos, oportunidade para jovem, transporte, coleta de lixo adequada, segurança no trabalho por parte das mineradoras e indústrias, apoio à cultura, acolhida aos 60 moradores em situação de rua.
Há na cidade uma grande preocupação com a situação das escolas durante a pandemia, pois o seu funcionamento não leva em conta a situação real dos estudantes. Vários participantes lembraram ainda o caso da Escola Meridional, fechada no início deste ano. A alegação é insegurança por pilha de estéril da Vale no local, Mas há desconfiança de que a mineradora tem outros interesses na área.
Ao final foi sugerido que cada organização possa debater e trazer mais elementos para construção da Pauta Municipal Unitária, com próxima reunião marcada para 19 de agosto, às 18 horas.
O Movimento dos Atingidos por Barragens entende que os momentos de crise podem ser, também, momentos de grandes mudanças para avanço ou retrocesso da classe trabalhadora e do povo. Por isso, aposta no exercício da democracia participativa e na unidade.