Padastro é preso suspeito de estupro a criança de 10 anos; mulher pega carona e é obrigada a manter relação sexual

19

Na manhã de ontem, dia 1º, uma mulher acionou a Policia Militar no bairro São João e relatou que uma menina de 10 anos havia lhe contado que a cerca de 20 dias o amásio da sua mãe, padrasto da criança, pediu a ela para assistir desenho deitada na sua cama. Aproveitando da situação ele passou a alisar as suas partes íntimas, diante da recusa, ele ameaçou dizendo que se ela contasse para alguém, ele seria preso e ela culpada.  A criança disse que o fato se repetiu por quatro vezes e que ela já havia contado para sua mãe, porém o padrasto a convencia que era mentira. Vendo que não havia solução e temendo coisa pior a menina ao voltar da escola foi para a casa de uma vizinha e contou os fatos sendo tomadas às providencias.
O padrasto de 27 anos foi preso e levado para a 2ª DRPC para esclarecimentos dos fatos e a menor encaminhada ao Hospital Queluz acompanhada pelo Conselho Tutelar.

Mulher pega carona

Uma jovem de 18 anos acionou a Polícia Militar na manhã de ontem, segunda-feira, dia 1º, na rua Santos Dumont, bairro Vila Resende para registrar o boletim de ocorrência de um  estupro da qual ela teria sido a vítima.

A jovem, que é natural de Governador Valadares, contou aos militares que estava bebendo em um bar no bairro São Judas Tadeu e que em um determinado momento um homem desconhecido lhe ofereceu para levá-la em sua casa, tendo ela aceitado a sua carona, porém ele a levou a outro bar no mesmo bairro aonde continuaram a beber.

Em dado circunstância, ela solicitou que a levasse para a casa, o que foi prontamente atendida, só que o homem deslocou para o bairro Santa Matilde. No final da rua Adolfo Siqueira, parou a moto e obrigou a vítima a descer  e realizar a conjunção carnal. Depois de consumado o ato ele a deixou em outro local e tomou rumo ignorado. O autor foi que ainda não havia sido localizado, identificado através de fotos e imagens conseguidas pela Polícia Militar.

  • AFX Notícias