Prefeitura de Ouro Branco e Hospital FOB assinam termo para atendimento as gestantes do SUS

21

Medida será adotada até o término da reforma e adequação do Bloco Cirúrgico do HRC

Tendo em vista a proximidade do início das obras para reestruturação do Bloco cirúrgico do Hospital Raymundo Campos (HRC) e visando bem atender as pacientes, ontem, dia 6, Prefeitura e Hospital FOB assinaram Termo de Aditivo para a realização dos procedimentos obstétricos das pacientes da Rede Pública Municipal de Saúde que residem em Ouro Branco no Hospital FOB. A medida valerá até a conclusão das adequações no Bloco cirúrgico do HRC.

De acordo com a Secretaria de Saúde foram analisadas as variáveis e considerados os dados técnicos como a média de partos por mês realizados no HRC e a distância de centros de referências dentro do sistema do SUS que estão instaladas nos Municípios vizinhos mais próximos que são Conselheiro Lafaiete e Congonhas, à aproximadamente 20 quilômetros de distância.

Também foi levado em consideração que a FOB é a única prestadora dos serviços técnicos necessários para fazer face as necessidades do atendimento desse tipo de paciente nas proximidades.

Reunião prefeito e vereadores sobre gestão na Saúde

Além disso, sensibilizado pela necessidade premente da Secretaria de Saúde, o Hospital FOB propôs uma redução dos valores cobrados. Vale salientar que pela assinatura do Termo serão atendidas gestantes de risco habitual, ou seja, as pacientes de alto risco continuam seguindo o fluxo prévio de encaminhamento na Rede para as cidades referência como Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Barbacena e Belo Horizonte. Em função de que o Hospital FOB não dispõe de UTI neonatal.

As gestantes que serão atendidas por meio do Termo entre o Hospital FOB e a Secretaria de Saúde terão que fazer todo o pré-natal na Rede Pública e serem residentes na cidade de Ouro Branco. A declaração é fornecida pela UBS de referência e renovada a cada consulta.

Todas as gestantes farão no mínimo 3 consultas com obstetras durante o pré-natal. Atualmente, o acompanhamento é feito exclusivamente pelos médicos do PSF. O obstetra só é consultado em casos de constatação de anormalidade.

Neste novo fluxo haverá consulta obstétrica programada no início do segundo trimestre de gravidez e no início do terceiro trimestre da gestação. Ambas agendadas no ambulatório do HRC. A terceira consulta, mais próxima da data do parto, será no Hospital FOB.

As gestantes terão oportunidade de registrar sua opinião sobre todo o processo, pois receberão um questionário com esta finalidade.

Bloco Cirúrgico

Visando garantir a sustentabilidade do HRC e buscando maximizar os serviços e uso dos recursos a Secretaria Municipal de Saúde realizará nos próximos meses a reforma do Bloco Cirúrgico do HRC. A medida visa melhorar a eficiência na gestão e a qualidade no atendimento e adequar as condições de trabalho com foco na melhoria da prestação de serviços à população.

*Mais informações sobre o novo sistema de atendimento as gestantes Secretaria Municipal de Saúde (31) 3938-1120 Anexo I – 13h às 18h e HRC 3938 1156