Projeto Garoto Cidadão comemora 10 anos com intervenções culturais na Ladeira da Matriz

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Matriz Cultural, evento com educandos, artistas locais e participação da comunidade acontecerá no dia 30 de junho, a partir das 19h

Em comemoração ao 10º aniversário do Projeto, o Garoto Cidadão, da Fundação CSN, e artistas locais realizarão a “Matriz Cultural: 10 anos do Garoto Cidadão”, no dia 30 de junho, a partir das 19h, na Rua Padre João Pio com destino à Praça da Matriz. O evento, aberto ao público, será um verdadeiro espetáculo a céu aberto, com intervenções culturais, poesia, apresentações cênicas e
boa música, remetendo ao resgate histórico artístico de Congonhas, cidade reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade.
De acordo com o diretor da área Mineral da CSN Mineração, patrocinadora do projeto no município, Daniel dos Santos Júnior, o Garoto Cidadão tem transformado vidas de crianças, adolescentes e suas famílias nas comunidades onde atua. “Em dez anos, o Garoto Cidadão vem contribuindo para a construção de um país mais justo e com mais oportunidades. A CSN Mineração tem orgulho de todo o trabalho desenvolvido no Projeto e quer ir muito além. Ver o
sorriso e a confiança dos garotos é gratificante”, destaca.
Para a secretária Municipal de Cultura, Mirian Palhares Silva, o Projeto Garoto Cidadão é um marco para a cidade de Congonhas. “O Garoto Cidadão representa uma conquista social e cultural junto à comunidade, e a Ladeira da Matriz Cultural é palco ideal para a comemoração do 10º aniversário do Projeto”, celebra.

Trajetória do Garoto Cidadão em Congonhas

O Projeto Garoto Cidadão iniciou suas atividades em Congonhas no ano de 2006, em uma casa, com 200 garotos, em parceria com a Prefeitura Municipal e Secretaria de Assistência Social e Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), responsável pela seleção de crianças e adolescentes. Até 2009, o Garoto Cidadão realizou atividades no contraturno escolar, como ballet, dança de rua, recreação, teatro e reforço de português e matemática.
O ano de 2010 foi marcado pela mudança. Em uma nova sede, o Garoto Cidadão teve seu processo pedagógico repensado, para além dos muros do Projeto, com intuito de contribuir para a transformação pela cultura. No ano seguinte, o Projeto Garoto Cidadão passou a atender mais comunidades, totalizando 350 atendidos, resultado de mais parcerias conquistadas: Secretaria de Educação e Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo (FUMCULT).

PGC_2016_Congonhas_Matriz Cultural-10 Anos_EMKT
Em 2012, o Projeto Garoto Cidadão passou a contar com a parceria da Secretaria de Cultura e estendeu o atendimento para mais comunidades, totalizando 400 educandos atendidos. No mesmo ano, a presença do Garoto Cidadão na agenda cultural do município se fortaleceu. Entre as diversas intervenções culturais na cidade, a Orquestra do Garoto Cidadão abriu o concerto do Coral Cidade dos Profetas.
No ano de 2013, em comemoração ao bicentenário do artista barroco Aleijadinho, o Garoto Cidadão realiza a “Subida da Ladeira”, com intervenções culturais em diversos pontos, com música, apresentação cênica e dança. Também lança o “Gibitur”, um guia turístico da cidade de Congonhas feito pelos próprios educandos. No fim do ano, o Projeto presenteou Congonhas com a “Cantata de Natal”.
Em 2014, o Garoto Cidadão se consolida como parte integrante da agenda cultural do munícipio, com apresentações culturais nos bairros, nas praças, nas escolas e nos espaços públicos. Essas intervenções, com participação ativa de artistas locais e da comunidade, buscam a valorização da identidade histórica e cultural de Congonhas e a preservação de seu patrimônio. No ano de 2015, os educandos intensificaram a participação na programação cultural da cidade.
Entre as intervenções, merece destaque a Subida da Ladeira, que aconteceu no 20º Festival de Inverno de Congonhas. O ano também foi marcado pela incorporação do Projeto de Vida, que prepara os educandos para a saída do projeto, provocando uma reflexão sobre questões relacionadas à fase de transição entre a adolescência e a vida adulta, continuidade dos estudos, busca pela profissão e introdução ao mercado de trabalho. Ainda em 2015, o Projeto encaminhou 25 educandos para o Programa Jovem Aprendiz da CSN.
Em 2016, entre as diversas ocupações, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), participou da Campanha Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes pelo 5º ano consecutivo, do I Festival de Verão de Congonhas com apresentações e oferta de oficina e, mensalmente, participará da agenda cultural do recéminaugurado
em Museu de Congonhas.

Imagens:Divulgação

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *