Apesar de tímida, campanha já toma as discussões dos lafaietenses e bandeiras disputam o mesmo espaço nas ruas

Mesmo diante do clima de apatia, descontentamento e revolta, aos poucos o clima eleitoral contamina discussões em Lafaiete, nos bares, nas conversas, nos jardins e praças. A menos de 20 dias da maior festa da democracia, as campanhas dos 11 candidatos de Lafaiete ganham as ruas em busca do eleitor alimentando a esperança de que a cidade tenha capacidade de eleger diversos representantes no Congresso e na Assembleia de Minas e aumentar poder político.

Nas esquinas, nos cruzamentos, nos semáforos e avenidas mais movimentadas da cidade, a disputa de espaços já mostra que a eleição chega às ruas ainda tímida.

Uma das principais modalidades de divulgação sãos as equipes de cabos eleitorais e militares ocupando e disputando espaços com bandeiras de seus candidatos. As contratadas iniciam a jornada logo cedo e terminam já no entardecer colorindo as cidades de bandeiras em diversas cores. A eleição gera trabalho para muitos lafaeitenses.

Apesar de tímida, campanha já toma as discussões dos lafaietenses e bandeiras disputam o mesmo espaço nas ruas/CORREIO DE MINAS

Panfletos, folhetos, jornais e material diversos já entopem as caixas de correio. Os santinhos se proliferam nas calçadas.

Sem os famigerados e poluentes carros de sons, as campanhas destes anos são módicas e mais franciscanas. Os candidatos apostam na divulgação de suas plataformas no contato direto como o eleitor. A poluição visual de outras épocas, agora cede lugar a eleições mais baratas em que o poder econômico foi inibido.

A campanha vem crescendo e deve acirrar a disputa nas próximas semanas no colégio eleitoral de mais de 93 mil lafaietenses.

Se prevalece a apatia, nas redes sociais a disputa é intensa. Se por um lado, o bate boca, o confronto e descarga verbal crescem assustadoramente a limites indesejáveis com tons de rancor e difamação, os candidatos investem este ambiente virtual que ganhou uma importância estratégica e decisiva na motivação do eleitor, divulgação de proposta e disseminação de inverdades para derrubar o rival.

Importância

Lafaiete ganhou o centro das atenções de inúmeros candidatos. A cidade ficou mias prestigiada no mapa geo-político mineiro como visitas recorrentes. Dois candidatos ao Governo de Minas, Romeu Zema (Novo) e Anastasia (PSDB) jpá marcaram presença em atos públicos. Quatro candidatos ao Senado: Carlos Viana (PHS), Rodrigo Pacheco (DEM), Rodrigo Paiva já promoveram visitas.

Já nesta semana, no dia 19, a ex-presidente Dilma, candidato ao Senado pelo PT, está na cidade, movimentando as eleições.

Candidato ao Senado Rodrigo Pacheco visita Lafaiete

Pela primeira na campanha eleitoral um candidato ao Senado visita Lafaiete. Hoje às 19:00 horas, no Clube Carijós, lideranças e empresários locais e regionais recepcionam Rodrigo Pacheco, que concorre a uma das duas vagas ao Senado.

Pacheco é advogado, tem 41 anos, deputado federal por Minas Gerais e foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados.

Pacheco teve seu nome lançado ao Governo de Minas, mas desistiu  de concorrer ao cargo e sua sigla apoiou o candidato Antônio Anastasia (PSDB).

Eleições 2018: nas redes sociais, Mário Marcus grava vídeo de apoio ao candidato a deputado federal Marco Antônio

A campanha eleitoral ainda não chegou às ruas, mas nas redes sociais é intensa. Como já havia dito, Mário Marcus (DEM) vai apoiar a deputado federal, o vice prefeito, o médico Marco Antônio Reis Carvalho (PHS).

Nos últimos dias na página do candidato foi postado um vídeo em que o prefeito em que ele pede votos a Marco Antônio em que ele ressalta a importância de Lafaiete ter um representante na Câmara dos Deputados. “Quero me dirigir a todos em Lafaiete e cidades vizinhas, nesse momento importante de eleições, que teremos agora no mês de outubro, para mostrar a vocês nossa preocupação em relação a poder saber escolher os nossos representantes. Hoje, como prefeito da nossa cidade, sei da necessidade de se ter um representante tanto na esfera estadual, quanto na federal. Estou aqui apresentando e pedindo apoio para o meu vice prefeito, Dr. Marco Antônio, um grande parceiro nessa caminhada na busca da construção de uma Lafaiete melhor para todos os lafatenses, e todos os moradores da nossa região”, salientou em um dos trechos do vídeo.

Lafaiete tem mais um candidato a deputado federal; cidade tem agora 10 candidatos

Edie Resende (Avante)/Reprodução

“Minha principal bandeira é acabar com a corrupção que assola nosso país e fazer uma faxina no Congresso. Esta é a grande chance de elegermos pessoas comprometidas com a ética e a dignidade”.

Assim expressou o candidato a deputado federal por Lafaiete, o empresário Edie Resende (Avante), mas conhecido como Gato da Cera. Na última eleição municipal, em 2016, pelo PTC.

Além de Edie, concorrem às eleições de 7 de outubro no plano federal ainda o Capitão César (PT,) o vice-prefeito, Marco Antônio Reis Carvalho, o médico Antônio Kadar (PTB, Elisa Lopes (NOVO).

No plano estadual são Glaycon Franco (PV), Neuza Mapa (PT),Selma Rocha (PHS) e Giovanny Laporte pelo PRTB e Geraldo Heleno (PPL).

Bens/ Gastos

 Edie (Gato), tem um patrimônio de R$4.020.000,00 e tem o limite de gastos de R$2.500.000,00 para a campanha.

Anderson Cabido anuncia apoio à candidatura de Glaycon Franco a Deputado Estadual

Anderson Cabido anuncia apoio à candidatura de Glaycon Franco a Deputado Estadual/Reprodução

Anderson Cabido anunciou o apoio do seu grupo político à candidatura de Glaycon Franco a Deputado Estadual. O apoio, que já havia sido acertado ainda no ano de 2017, foi confirmado no mês passado em um encontro realizado no município de Congonhas.

Segundo Anderson Cabido, “A aproximação dos nossos grupos tem um aspecto programático que não pode ser esquecido: o compromisso com algumas causas como o fortalecimento da integração regional e o fortalecimento de políticas de desenvolvimento econômico, mas também a valorização dos movimentos sociais, das políticas sociais de combate à pobreza, de participação cidadã e de controle social. Tudo isso a partir da perspectiva do território, ou seja, tendo como pontos de partida os municípios e as comunidades e qualificação das estruturas do Estado.”

O candidato Glaycon Franco disse que se sente muito feliz e que, a partir dessa união da microrregião do Alto Paraopeba, passará a viver um novo momento, de diálogo, respeito e muito trabalho. “Estou muito feliz e essa parceria é muito importante para o Alto Paraopeba, pois a partir de agora intensificaremos nosso trabalho regional e temos certeza que nosso povo viverá um novo tempo, com diálogo, respeito e união, e nossos conterrâneos só tem a ganhar! Fico grato por tamanha confiança e feliz por poder contar com essas parcerias”, disse Glaycon Franco.

Várias lideranças congonhenses, entre elas o Vereador Lucas Bob, o Vereador Koelhinho e o Sub-Secretário de Educação Thales Gonçalves, vêem como muito positivo o apoio de Anderson Cabido à candidatura de Glaycon Franco, e ressaltam que a união fortalecerá a luta pelo avanço e pelo desenvolvimento regional da microrregião do Alto Paraopeba.

Candidatos de Lafaiete e região planejam gastos de R$21 milhões na campanha

Os 8 candidatos de Lafaiete pretendem gastar perto de R$12,5 milhões em pouco mais de 45 dias de campanha. Este valor foi declarado junto aos registros das candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral e os dados são públicos e estão disponíveis no site WWW.tse.jus.br/eleições/divulgacandcontas).

Os 5 candidatos a deputado estadual declaram gastos de R$1 milhão. Já os 3 pretendentes federal estão aptos a gastar R$2,5 milhões. Nos dois casos, os candidatos estão no limite previsto pelo TSE.

O valor não significa necessariamente que aplicarão o valor definido, mas é o teto Maximo. Caso ultrapassem, podem os candidatos incorrer em sanções inclusive com indeferimento da candidatura e até cassação, em caso de eleitos.

O total de bens declarados pelos candidatos alcança perto de R$9 milhões.

Ouro Branco

 De outro Branco também surgem duas candidaturas fincadas no território regional.  Padre João (PT) busca seu 3ª mandato a Câmara federal e o ex secretários de cultura, ator e diretor, Ildeu Ferreira (PCdoB) é candidato a uma vaga na Assembleia de Minas.

Congonhas

Em Congonhas, o ex candidato a prefeito Cláudio (Dinho) é a opção ao Congresso Nacional.

A sorte está lançada: foi dada a largada das eleições mais imprevisíveis; mulheres representam a maioria do eleitorado

Começou hoje a campanha eleitoral de 2018 quando os brasileiros definirão os rumos do país. O período se estende até dia 7 de outubro quando ocorrem as eleições. A campanha no rádio e na TV começa no próximo dia 31. No total serão cerca de 45 dias de período eleitoral. Em Lafaiete o clima é cercado de expectativa no xadrez político. No plano estadual são 6 pretendentes. Glaycon Franco (PV), que busca seu 3º mandato,  Geraldo Heleno (PPL),  Giovanny Laporte (PRTB) e Flávio Garcia (PDT) disputam a preferência do colégio eleitoral de mais de 93 mil eleitores. Aos candidatos, se juntam duas mulheres: a médica Selma Rocha (PHS) e a empresária e líder comunitária Neuza Mapa (PT).

Com candidatos a deputado federal foram confirmados: o vice-prefeito de Lafaiete, Marco Antônio Reis Carvalho (PHS),  o médico Antônio Kadar (PTB), Elisa Lopes (NOVO). O clima de apatia e desinteresse dominam o quadro político das eleições mais imprevisíveis dos últimos tempos ode ser misturam ingredientes explosivos de revolta  e atimento.

Eleitorado

Nos 22 municípios quem compõem as regiões das Vertentes, Alto Paraopeba e Vale do Piranga o eleitorado chega perto de 292 mil votantes. As mulheres assumiram a maior fatia do eleitorado chegando 51% do total contra 49% dos homens.

Proporcionalmente, Lafaiete é a cidade onde há o maior número de eleitoras com 52,76% e os homens representam 47,2% do eleitorado. Em seguida vem Congonhas com 20.909 (51,26%) mulheres e 19.866 (48,7%).

Ouro Branco é a 3ª cidade onde na proporção de mulheres votantes é maior em toda a região. Na cidade elas representam 50,73% contra 49,21% do eleitorado masculino.

Casa Grande, Desterro de Entre Rios, Jeceaba, Santana dos Montes e Catas Altas da Noruega onde os eleitores são a maioria.

Confira os dados:

Eleições 2018: empresário é aprovado em convenção; Lafaiete terá 6 concorrentes a deputado estadual e 3 ao Congresso

O empresário lafaietense Flávio Garcia concorre a deputado estadual/Divulgação

Flávio Garcia foi aprovado como candidato a deputado estadual, nesse sábado, 04/08, na convenção do PDT (Partido Democrático Trabalhista), realizada em Belo Horizonte. Lideranças políticas e militantes da legenda lotaram o Gran Dayrel Hotel.

Após a aprovação de seu nome, Flávio Garcia que se candidata a um cargo público pela primeira vez afirmou estar feliz pela decisão do PDT deixando-o em condições de ser o representante da legenda em Conselheiro Lafaiete e região.

Quem também participou do evento foi o candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) que veio a Belo Horizonte especialmente para participar da convenção que também definiu apoio ao candidato ao governo de Minas Gerais, Márcio Lacerda que aguarda a decisão da executiva nacional.

Quadro

Na cidade, a ele somam-se no plano estadual os nomes de Glaycon Franco (PV),  Geraldo Heleno (PPL), Selma Rocha (PHS) e Giovanny Laporte (PRTB) que também foram oficializados como candidatos a deputado estadual.

Com candidatos a deputado federal foram confirmados o vice-prefeito, Marco Antônio Reis Carvalho, o médico Antônio Kadar (PTB), Elisa Lopes (novo) foram aprovados como candidatos a deputado federal.

O candidato Sidney Pedrosa desistiu de concorrer a deputado federal pelo PSDC.

Eleições 2018: ex vice prefeito, Darci Tavares, desiste da candidatura

O vice governador, Antônio Andrade, juntamente com os lafaietenses João Batista e Darci Tavares/Arquivo

O período eleitoral sequer iniciou e já acontecem surpresas que alteram o quadro e mexe na conjuntura lafaietense. O ex vice prefeito (213/2016), Darci Tavares (MDB) comunicou que desistiu de sua candidatura a deputado estadual.

Em entrevista ao site e jornal CORREIO DE MINAS, Darci, que também foi secretário de educação na gestão anterior, explicou que a instabilidade de seu partido provocou sua baixa nas eleições. “Eu tinha amplo acesso a presidência do MDB, que é atual vice governador, Antônio Andrade. Porém com esta grande confusão que transformou a sigla, como a intervenção da executiva nacional, mudou-se o comando do partido. Atualmente o deputado federal, Saraiva Felipe, é o presidente do MDB. O partido vive um grande conflito interno e não se sabe que ele vai apoiar nas eleições para governador. Ou mesmo se terá candidato próprio. Neste cenário, desisti da minha candidatura”, justificou.

Darci também alegou que falta de recursos para financiar a sua empreitada também pesou na sua decisão. “Foi uma decisão conjunta do partido em Lafaiete. Agora eu aguardo o desenrolar das coligações e dos acordos políticos nos planos nacional e estadual para sabermos que rumo vamos tomar. Mesmo não sendo candidato vou processo eleitoral. A política é combustível que me movimenta em função do bem de Lafaiete”, sinalizou.

Darci vai apoiar o candidato a deputado federal, o seu amigo, Leonardo Quintão (MDB).

No último dia: filas entopem os cartórios eleitorais

No último dia: filas entopem os cartórios eleitorais/CORREIO DE MINAS

Os eleitores brasileiros têm somente até esta quarta-feira (9) para comparecer a um cartório e regularizar a situação eleitoral para votar nas eleições deste ano. Entre os serviços que não poderão ser realizados a partir de amanhã estão a emissão do título de eleitor, a mudança do local de votação, a solicitação de atendimento especial para deficientes e a inclusão do nome social no título de eleitor.

Em Lafaiete

Quem deixou para a última hora para resolver sua situação eleitoral pode ter paciência redobrada. Em Lafaiete os dois cartórios (88ª e 87ª zonas eleitorais), que atendem 9 cidades, incluída Ouro Branco nesta eleição, funcionam conjuntamente com uma Central de Atendimento ao Eleitor. A fila para o atendimento dobra o quarteirão transformando a situação em um calvário.

Hoje, já por volta das 8:00 horas, eleitores já se aglomeravam em frente a sede dos cartórios. Nossa reportagem flagrou, agora a pouco, eleitores que estão na fila há mais de 5 horas ainda sem uma previsão de atendimento.  O atendimento preferencial é reservado aos maiores de 60 anos, além outros grupos previstos em lei.

O que complicou este ano a situação foi a novidade do cadastramento biométrico. Apesar de não ser ainda obrigatório, os eleitores de Lafaiete que vão para alistar, transferir ou regularizar já estão sendo cadastrados no novo sistema. O que era feito em menos de 5 minutos, leva agora até 20 minutos o que atrasa ainda mais o serviço, gerando uma longa fila de espera.

Ontem a central funcionou além do horário previsto indo até próximo das 22:00 horas. A situação se agrava ainda aos que esperam pelo atendimento é que o sistema do TSE fecha a meia noite. Quem estiver na fila até este horário corre risco de perder todo o seu esforço no atendimento.

O TSE afirma que caberá ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de cada um dos Estados decidir sobre uma eventual flexibilidade no horário de atendimento nesta quarta-feira.

Situação

O cancelamento do título de eleitor impede ainda a inscrição em concursos públicos, a obtenção de passaporte ou CPF, a renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficiais e a tomada de empréstimos em bancos estatais. Após ter o título cancelado, o TSE afirma que os eleitores só terão a chance de regularizar novamente a situação após o segundo turno das eleições.

 

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.