Vereadores fazem vistoria em Matadouro Municipal

29
Matadouro13
Vereadores fazem vistoria em Matadouro Municipal Pela manhã desta terça-feira às 9h, vereadores estiveram presentes no Matadouro no bairro JK, com o objetivo de realizarem vistoria no estabelecimento que há anos está sob a administração do empresário Roque da Silva Morais (Dinho). Devido ao projeto de lei N° 013-E- 2015 de autoria do Executivo Municipal.Este projeto causou um pouco de polêmica em sua discussão, devido ao tempo de concessão que são de 20 anos. O vereador Benito Laporte pediu vista do projeto para que os vereadores pudessem fazer uma vistoria no local. Por isso, durante toda a visita, estiveram presentes quase todos os vereadores, que entraram em cada repartição do estabelecimento
Para o vereador Gildo Dutra a realidade do frigorífico é maravilhosa, disse: “tudo deve ser feito com muito cuidado e muito critério. Entendo que o avanço que hoje vemos aqui no matadouro, em termos de higiene, preocupação com o meio ambiente, a qualidade da carne que chega à mesa da população mudou e mudou muito. Quem conheceu como era e o que é hoje , não tem como se comparar, é outra realidade, o que não quer dizer que não tem que melhorar. Vejo também que o empreendedor tem que ter sua garantia, é preciso ter um equilíbrio entre a realidade que estamos vivendo e a necessidade que todos nós temos. Temos que olhar com muito critério, hoje, estamos fazendo uma visita, vamos analisar o projeto e ver qual será a decisão. Entendo que o empreendedor tem que ter sua garantia e a cidade não pode parar. Temos aqui uma grande estrutura e vamos decidir o que for melhor para a população,” concluiu. Conversamos também com o proprietário Roque da Silva Morais (Dinho) que está confiante que o projeto seja aprovado por unanimidade pelos vereadores. “Acredito que todos que aqui estiveram puderam ver de perto as melhorias em todas as áreas que aqui foram feitas. Viram que aqui tem muita seriedade, trabalho e muito investimento, hoje temos aqui 38 funcionários quando começamos tínhamos apenas seis. Embora fossem feitos muitos investimentos, muitos ainda estão por fazer, por isso a necessidade de 20 anos sendo que é um investimento constante e de custo muito alto,” comentou. Segundo Dinho, “a comunidade tem o Matadouro como um patrimônio do bairro e não temos problema algum com os moradores mais próximos, e não há casos de violência ou tentativas de roubos, o empresário sequer usa segurança nas dependências do Matadouro.” Roque assegurou que a parceria tem sido a melhor possível e que projetos sociais tem sido feitos junto da comunidade, o que aumenta ainda mais o respeito com o trabalho ali realizado.
Em entrevista concedida ao Dossiê Notícias, o vereador Tarciano comentou sobre a necessidade de se aprovar o projeto que vai sem dúvida dar continuidade ao grande trabalho realizado para a população, feito de forma honesta e muita transparência desde que o empresário Roque Morais (Dinho) assumiu o matadouro. “A concessão tem que ser mais longa devido aos inúmeros investimentos que ali ainda terão que ser feitos. São investimentos altos que tornarão ainda melhor o que aqui estamos acompanhando, não tem como o proprietário investir tanto e não ter como usufruir. Ele precisa de mais tempo, por isso a necessidade de aprovar os 20 anos. Não acredito que esse projeto será reprovado pelos meus pares,” ponderou.
Os vereadores saíram satisfeitos com o que viram durante a vistoria no Matadouro Municipal, o que podemos concluir é que não haverá contestações na aprovação do projeto que autoriza a concessão por 20 anos à empresa que administra o frigorífico.
Texto:Daniel Lucio de Faria Assessor Parlamentar e Fotos Exclusivas Luiz Ricardo Xavier Assessor de Comunicação.
Do Vereador Benito Laporte