21 de junho de 2024 17:04

Restauro de icônico casarão do século XVIII salda dívida de Lafaiete com sua história em seus 232 anos de fundação; imóvel ficou interditado por 6 anos

A prefeitura de Lafaiete entrega a população o restauro de um dos exemplares mais icônicos do pouco que ainda resta do rico patrimônio histórico de Lafaiete. A Casa de Cultura Gabriela Mendonça situa-se na antiga rua Direita, hoje Comendador Baêta Neves, vivenciou grande parte da história da antiga Queluz e foi testemunha viva da Revolução Liberal.
O belo exemplar ficou por mais de 6 anos interditado pelo Corpo de Bombeiros devido a risco de queda diante do quadro de deterioração do imóvel.
Amanhã (16), por volta das na antevéspera dos 232 anos de Lafaiete, comemorados na segunda-feira (19), acontece a solenidade de reabertura do casarão a partir das 9:00 horas.
Este é um dos mais de 10 patrimônio históricos recuperados pela atual administração. A empresa responsável pela obra foi MCR, a mesma que reformou a Casa do Artesanato, situada na Praça Tiradentes.
Geraldo Lafayette, Secretário Municipal de Cultura, informou o local vai abrigar a área administrativa e além de espaços culturais para eventos diversos
O valor do restauro está calculado em torno de R$2,5 milhões oriundo da Copasa através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela estatal como o Município e o Ministério Público.

Um pouco da história

A denominação do casarão faz referência a Gabriela Nogueira de Mendonça (conhecida como tia biela), nascida em 15 de agosto de 1893 em Conselheiro Lafaiete. Foi professora e tinha em sua residência uma escola particular de primeiras letras, alfabetizando várias gerações.
Faleceu em Belo Horizonte, em 12 de setembro de 1985. E o desejo de Gabriela era que depois de sua morte, que sua casa fosse instalada uma casa de Cultura ,e isso até foi feito, em 1988.
Em 1994, o imóvel passou por uma restauração, obra executada entre parceria entre Açominas / Siderbrás e Prefeitura Municipal
É um dos casarões mais antigos de Conselheiro Lafaiete, construído no Século XVIII, sendo um dos poucos casarões setecentistas da cidade e foi feito de pedra e de pau-a-pique.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade