24 de maio de 2024 05:18

Fim do auxílio emergencial: 20 milhões não receberão Auxílio Brasil

om o fim do Auxílio Emergencial em outubro, 20 milhões de brasileiros ficarão desamparados, sem programa social do governo. 57% dos atendidos pelo projeto criado para minimizar os efeitos econômicos da pandemia Covid-19, não fazem parte do CadÚnico.

Os pagamentos do Auxílio Brasil contemplarão apenas os beneficiários do Bolsa Família, microempreendedores, trabalhadores informais, e desempregados, não serão contemplados pelo novo projeto.

Ainda sem calendário definido, o Auxílio Brasil atenderá 17 milhões de famílias. No período de transição de benefícios, o programa pagará o valor de R$400,00 às famílias beneficiadas, a partir de Janeiro o valor será com acréscimo de 20% sobre o valor pago em 2019, antes do Auxílio Emergencial.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comemorou o fim do Auxílio Emergencial, e alegou que trabalhadores informais já retornaram ao trabalho. Durante as negociações do novo projeto, Guedes chegou a ameaçar abandonar a pasta, pois não seria de acordo com um projeto que não seguisse a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em pronunciamento, o ministro da Cidadania enfatizou que o governo buscou todas as possibilidades para que o amparo aos necessitados andasse “de mãos dadas” com a responsabilidade fiscal.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade