23 de junho de 2024 10:54

Preso por matar a mulher, homem é condenado por torturar e estuprar filhos

O feminicídio ocorreu na presença dos três filhos menores

Um homem foi condenado a 24 anos de prisão por estuprar uma filha e torturar mais dois filhos em Belo Oriente, no Vale do Aço. O acusado recebeu a sentença já na prisão, uma vez que no ano passado ele foi condenado a outros 33 anos por matar a mulher e mãe dos filhos abusados.

Segundo a denúncia do Ministério Público, entre 2014 e 2020, o homem constrangeu a filha, atualmente com 10 anos, a praticar “atos libidinosos”, sob pena de espancamento caso informasse o ocorrido à mãe. O Ministério Público apontou que ele ainda agredia a menina e outros dois filhos, de dois e quatro anos, “constantemente e de forma gratuita, causando neles pânico, além de sofrimento físico e psicológico”.   

Em julho de 2020, o homem, alcoolizado, matou a mulher após uma discussão por ciúmes. Ele estava alcoolizado e usou uma barra de alumínio e um chicote para agredir a vítima, antes de matá-la com um tiro na cabeça na presença dos três filhos menores do casal, de 10, 4 e 2 anos.

A sentença do feminicídio saiu em julho do ano passado, com 33 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de homicídio qualificado, por motivo fútil e de forma a dificultar a defesa da vítima e feminicídio. A pena ainda foi aumentada  pelo crime ter sido presenciado pelos filhos. 

De acordo com a sentença divulgada nesta semana pelo Ministério Público, a nova pena de 24 anos será em regime fechado, por estupro e tortura dos filhos menores de idade.  

FONTE O TEMPO

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade